domingo, 10 de fevereiro de 2019

UEFA Champions League – Oitavas de Final (parte 1)


É hora de matar a saudade da maior liga de futebol do planeta. As oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa começam nesta semana, com dois jogos na terça-feira e outros dois na quarta. Por sinal, muita coisa mudou de dezembro para cá, o que pode provocar mudanças entre os favoritos e os azarões. O fato é que, após a dinastia do Real Madrid, não é possível prever quem é o grande candidato a levantar a taça em 2018/2019. Vamos aos confrontos!
Primeiros jogos das oitavas de final acontecem nesta semana (montagem: Tribuna do Cisco)


Chegada de Solskjær mudou o vestiário do United
(Divulgação/Manchester United/Getty Images)
Sem dúvida, é o confronto mais imprevisível das oitavas de final. O Manchester United se classificou com a segunda colocação, atrás da Juventus. E mesmo sob o comando de José Mourinho, o time inglês já mostrava uma reação no Grupo H, mas nada se compara a atual fase da equipe na temporada. Tudo isso desde que o ídolo Ole Gunnar Solskjær assumiu a equipe milionária.

Com o norueguês no banco, na 18ª da Premier League, os Diabos Vermelhos venceram sete partidas e empataram uma vez. E mais do que isso, o time marcou 20 gols e sofreu apenas 6. O jogo realmente virou e toda a tradição é favorável ao Manchester United, que também tem um elenco repleto de craques. Parece que depois de longos anos de sofrimento, o maior campeão da Inglaterra voltou a sorrir como na época de Sir Alex Ferguson. E é nesse cenário que os duelos contra o Paris Saint-Germain vão ser importantes, as provas de fogo.

Do outro lado do confronto, o Paris Saint-Germain terminou a primeira fase em alta, desbancando o atual vice-campeão Liverpool e terminando com a primeira colocação em sua chave. Porém, muita coisa mudou de dezembro para cá. A pior situação, sem dúvida, é a de Neymar. O camisa 10 brasileiro sofreu uma lesão semelhante a da temporada passada, mas, dessa vez, antes mesmo do confronto válido pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. Ou seja, em sua segunda temporada pelo clube francês, o craque e capitão da Seleção Brasileira pode não concluir a participação na competição.
Mais uma lesão põe em xeque a maior contratação da história do futebol (Divulgação/PSG)

De resto, o time de Thomas Tuchel faz uma boa temporada, é líder da Ligue 1 com tranquilidade e segue vivo para buscar o seu principal objetivo. No entanto, convivendo com uma fase de expectativa bem menor, ainda mais pela volta por cima que o Manchester United deu com a chegada de Solskjær, não dá para confiar no PSG.

Palpite: Manchester United



Pressão é o sobrenome da Roma (Divulgação/Roma)
Quarta colocada na temporada passada, o desempenho da Roma está longe de ser o ideal. O time italiano vive um ano catastrófico, com direito a eliminação para a Fiorentina na Copa Itália pelo placar de 7 a 1. Um resultado absurdo, que aumentou demais a pressão em cima de Monchi, dirigente espanhol, e principalmente Eusebio De Francesco, o comandante.

Se no Calcio, a briga é por uma vaga entre os quatro primeiros para chegar a Champions League no ano que vem, a Roma não vem de uma grande fase de grupos. Afinal, não conseguiu jogar bem nem mesmo contra o fraco Real Madrid de Julen Lopetegui. A classificação na segunda posição só veio por conta dos clubes inferiores, o CSKA e o Viktoria Plzen. Para as oitavas de final, os romanistas vão como azarões.
O Porto, do zagueiro Felipe (à esquerda), vive ótima fase (Divulgação/Porto)
Enquanto isso, o Porto chega como favorito par ao duelo. Afinal, o time português lidera o campeonato nacional, além da boa campanha na fase de grupos. O Dragão está invicto na Liga dos Campeões e chega motivado para voltar a fase de quartas de final, algo que não acontece desde a temporada 2014/2015.

Palpite: Porto