segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Os cinco melhores jogadores do segundo turno do Brasileirão 2018


O Campeonato Brasileiro de 2018 chegou ao fim. Na metade do Brasileirão, nenhum time jogou mais bola que o Palmeiras, o decacampeão nacional, que terminou o turno invicto, com o melhor ataque e a melhor defesa. O desempenho fora de série não tinha como permitir que o Verdão não levasse o título.
O craque incontestável! No Brasileirão 2018, é Dudu e mais dez (Daniel Vorley/AGIF)
Coletividade à parte e, como de costume, selecionamos os cinco principais destaques do segundo turno da Série A do Brasileirão, seguido de um bônus. E ao final do post, você pode conferir também a nossa seleção do campeonato.



5. Maxi López (atacante, Vasco da Gama)

Maxi López salvou o Vasco da queda (Rafael Ribeiro/Vasco)
Um gringo que tem um currículo bem melhor do que a bola que joga. Apesar dos pesares, as duas passagens do argentino Maxi Lopez pelo Brasil são de respeito. A primeira pelo Grêmio, em 2009, e a mais recente foi pelo Vasco, clube que investiu num jogador que deixou o futebol italiano sem deixar muitas saudades.

E repleto de desconfiança por causa do seu peso, Maxi mostrou que os quilinhos a mais não eram problema. Afinal, o atacante marcou 7 gols, foi um dos melhores pivôs desta edição da Série A e ajudou demais o Vasco da Gama a fugir do rebaixamento. Convencendo até os mais críticos, Maxi López é o quinto colocado de nossa lista.

4. Gabigol (atacante, Santos)

Gabigol e a camisa do Peixe combinam (Ivan Storti/Santos)
O quarto lugar foi um jogador que muito prometia, mas que mostrou que não estava maduro para jogar na Europa. Gabriel Barbosa, o Gabigol, retornou ao Santos em 2018 para tentar recuperar o tempo perdido e o resultado foi melhor que a encomenda. Com a chegada de Cuca ao comando do Peixe, o camisa 10 da Vila deslanchou, marcou 18 gols no Brasileirão e foi o artilheiro máximo da competição. A grande fase deve devolver o atacante ao continente europeu, tomara que mais maduro e humilde.

3. Cuellár (volante, Flamengo)

Cuellár é o destaque do Flamengo em 2018
(Gilvan de Souza/Flamengo)
Um grande jogador numa posição para lá de marginal. Gustavo Cuellár enfim se afirmou no futebol brasileiro. Com atuações regulares e de altíssimo nível, o colombiano foi a melhor coisa do Flamengo vice-campeão brasileiro. Rei dos desarmes, liderança que muito faltava a equipe quando Maurício Barbieri era o técnico, o jogador foi demais. E sem muita grife ou gols, Cuellár é o terceiro destaque do 2° turno do Campeonato Brasileiro.

2. Bruno Henrique (meia, Palmeiras)

Bruno Henrique é o capitão do deca (Ale Cabral/AGIF)
Grande pilar do meio de campo do Palmeiras de Luiz Felipe Scolari, o meia Bruno Henrique não só voltou a ter atuações dos tempos de Corinthians, como se tornou o capitão do Verdão campeão brasileiro. Após uma passagem apagadíssima e polêmica pelo futebol italiano, o jogador acertou com o Alviverde ainda em 2017, mas somente nesta temporada foi que voltou a jogar em alto nível. Por sinal, os seus golaços chamaram bastante atenção, principalmente pela boa regularidade. Foram 9 gols marcados pelo meia no Brasileirão. 

1. Dudu (atacante, Palmeiras)

Não tem como fugir, ninguém foi melhor que Dudu no 2° turno do Brasileirão. Isso mesmo, o atacante parece ter ligado o botão de jogar bem com a chegada de Felipão ao comando do Verdão. Dudu foi craque, decidindo jogos, marcando gols importantíssimos e recuperando a liderança que possuía no Palmeiras campeão de 2016. É por essas e por outras que o jogador é o que simboliza o melhor futebol do Brasil na temporada.
Dudu perdeu a faixa de capitão, mas não a fome de bola (Paulo Whitaker/Reuters)
Bônus
Deyverson (atacante, Palmeiras)

Com um parafuso a menos, Deyverson marcou o gol do título
 palmeirense (Fernando Dantas/Gazeta Press)
Um jogador bastante controverso. Com deficiência técnica e um parafuso a menos, como o próprio se autodefiniu, o atacante Deyverson foi um dos caras do décimo título brasileiro do Palmeiras. Foram 9 gols marcados, incluindo nos clássicos contra Corinthians e São Paulo, e também no jogo da conquista diante do Vasco em São Januário. O desempenho de Deyverson ao longo da campanha mudou até mesmo a opinião de quem torce ou dirige o Palmeiras. O atacante maluquinho foi decisivo tanto quanto Dudu e leva a nossa faixa bônus com todo o merecimento. Agora, Campeonato Brasileiro, apenas em 2019. Até lá!


Confira a nossa seleção do Campeonato Brasileiro 2018:

(Arte: GloboEsporte.com)