segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Os cinco melhores jogadores do primeiro turno do Brasileirão 2018


O primeiro turno do Campeonato Brasileiro de 2018 chegou ao fim nesta segunda-feira. A primeira metade da Série A na temporada parece até que foi maior, já aconteceu a parada para o Mundial da Rússia. E se faltou qualidade em boa parte dos jogos, incluindo pelo líder São Paulo, que não gosta de jogar com a posse da bola, muitos jogadores, porém, se destacaram. Tanto é que, individualmente, vários convenceram o técnico da Seleção, Tite, que merecem uma chance com a camisa amarela. Como de costume, selecionamos os cinco melhores atletas do turno, com direito a faixa bônus e a novidade, o selecionado das 19 rodadas disputadas.
Em tempos de poucos camisas 9 de qualidade, Pedro é o ponto fora da curva (Reprodução/Fox Sports)
5. Everton Cebolinha (atacante Grêmio)

Cebolinha é o cara do Grêmio na atualidade
(Lucas Uebel/Grêmio)
Surpresa para lá de positiva no time de Renato Portaluppi, o atacante Éverton, o Cebolinha, convenceu até mais que Luan no Grêmio da versão 2018. O jogador apresentou um repertório variado, se destacando por marcar muitos gols e ser um ponta moderno, daqueles atletas plásticos que deixam o jogo mais bonito. Se o Tricolor gaúcho vai mesmo brigar pelo título, tudo vai depender do desempenho desse personagem da Turma da Mônica.

4. Romero (atacante Corinthians)

Subestimado, Romero tem sido decisivo no Timão
(Marcello Zambrana/AGIF)
Subestimado pela maioria, o paraguaio Romero foi o desafogo de um Corinthians em plena fase de ebulição. Se o elenco, assim como o técnico Fábio Carille, foi deixando o clube, ninguém melhor que o atacante estrangeiro se destacou. O maior artilheiro da Arena de Itaquera marcou diversos gols, conquistou vitórias para o Alvinegro e é peça fundamental no esquema de Osmar Loss.

3. Éverton (meia São Paulo)

Éverton tira o São Paulo do ostracismo e recoloca
 no cenário de alto nível (Getty Images)
Só mais um no Flamengo, o meia Éverton deixou o Rio de Janeiro para se aventurar no futebol paulista. E para jogar num São Paulo desacreditado, o jogador caiu como uma luva, sendo peça importantíssima na equipe que não só deixou o ostracismo, como é o principal protagonista do Brasileirão até aqui. Sem dúvida, Éverton é o melhor jogador do Tricolor comandado por Diego Aguirre. E, assim como os destaques já citados, o atleta é a válvula de escape para o funcionamento perfeito do líder do campeonato.

2. Lucas Paquetá (meia Flamengo)

Paquetá se destaca pela versatilidade
(Buda Mendes/Getty Images)
Uma das maiores joias do futebol brasileiro na atualidade, o meia flamenguista Lucas Paquetá teve um desempenho para lá de satisfatório no primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Afinal, o camisa 11 foi o destaque do time que mais liderou a competição nas 19 primeiras rodadas. E o que chama a atenção no talentoso jogador é o fato de atuar em diversas funções, marcando, atacante e distribuindo. Paquetá, sem dúvida, é o atleta mais completa do Brasileirão até o momento.

1. Pedro (atacante Fluminense)

O homem gol das Laranjeiras é o matador do
 Brasileirão (Divulgação/Fluminense)
Talento também não falta para aquele que destacamos como o principal jogador do primeiro turno do Brasileirão. Pedro é o responsável pelo Fluminense não estar na zona do rebaixamento e, numa época de vacas magras, o Tricolor carioca apresenta uma joia rara. Com faro de artilheiro, técnica indiscutível e vivendo uma fase excepcional, Pedro já marcou 10 gols na competição. Ninguém fez mais do que ele e, de antemão, vai ser difícil acompanhar o garoto das Laranjeiras.

Bônus: Roger Guedes (atacante Atlético Mineiro) e Vinícius Júnior (atacante Flamengo)

Dois jogadores deixaram os seus clubes na parada para a Copa do Mundo. Mas enquanto estavam em campo, Roger Guedes, do Atlético Mineiro, e Vinícius Júnior, do Flamengo, eram grandes destaques da competição. O primeiro chegou a ser artilheiro da competição e vivia o seu auge na carreira, enquanto o segundo era a engrenagem que fazia o Flamengo de Maurício Barbieri jogar. Sem eles, o Galo e o Mengão caíram de rendimento. A dupla merece sim o destaque.






Vinícius Júnior era a peça-chave do Flamengo de Barbieri
(Buda Mendes/Getty Images)

Seleção 1° turno:

Diego Alves (Flamengo), Éder Militão (São Paulo), Kannemann (Grêmio), Víctor Cuesta (Internacional) e Reinaldo (São Paulo); Cuellar (Flamengo), Lucas Paquetá (Flamengo) e Éverton (São Paulo); Romero (Corinthians), Éverton Cebolinha (Grêmio) e Pedro (Fluminense)