quinta-feira, 12 de julho de 2018

Tribuna de Copa #dia28: a vez do décimo terceiro


No vigésimo oitavo dia de Copa do Mundo, a Rússia apresentou mais uma das suas boas surpresas. Quer dizer, os croatas realmente eram superiores aos ingleses, mas ninguém jamais esperava que o pequeno país europeu pudesse se tornar a décima terceira seleção a chegar à final do Mundial.

O gol de Mandzukic, com passe de Perisic, deu a Croácia o triunfo mais importante de sua curta história (Fifa.com)
Uma partida bem inusitada. Afinal, a Inglaterra foi capaz de abrir o placar logo aos 5 minutos de jogo com a bela cobrança de falta de Trippier. Na primeira etapa, os ingleses tiveram boas possibilidades de ampliar e confirmar a vaga na decisão.

Porém, o segundo tempo foi completamente ao contrário. Os croatas, mesmo cansados, contaram com um artista que ainda não havia mostrado o seu potencial nesta Copa do Mundo. Ivan Perisic, jogador da Internazionale que já viveu temporadas melhores, foi o cara da reação da Croácia. O ponta da camisa 4 não só marcou o gol de empate como também conduziu a equipe para uma inacreditável virada no segundo tempo da prorrogação.

O triunfo construído no segundo tempo até os 15 minutos finais da prorrogação não mostrou um futebol revolucionário croata, mas premiou o time que faz uma grande Copa do Mundo e que não gosta de recuar. Além disso, a superação da Croácia é imensa, já que superou a terceira partida no tempo extra somente nesta competição.

Em compensação, do outro lado, os ingleses recuaram bastante e sofreram também com jogadores inexperientes e outros que nem possuem tantos talentos assim. Contudo, a campanha inglesa nesta Copa do Mundo superou as expectativas e mostrou que é possível sobreviver, apesar da liga nacional ter como destaques atletas de outras nações.
O melhor time venceu e os ingleses possuem total consciência disso (Fifa.com)
Agora com o desfecho quase definido, a Copa da Rússia vai reunir um favorito e um azarão na grande decisão. O cenário é semelhante a final da Euro 2016, quando Portugal derrotou, curiosamente, os franceses por 1 a 0 na prorrogação. Aliás, o cenário não é tão desfavorável assim para a Croácia, apesar do favoritismo da França.

Contudo, há de se destacar a geração croata, que já é velha, mas contou com um alto nível absurdo de Modric, Rakitic, Mandzukic, Subasic e vários outros “ics”.

Leia mais sobre a Copa do Mundo de 2018:

+ Dia 4: em mar de Mundial, atual campeão normalmente se afoga
+ Dia 5: uma tarde de Premier League
+ Dia 6: organização faz a diferença
+ Curiosidades da 1ª rodada
+ Dia 7: nivelado por baixo
+ Dia 8: uma noite para Šuker aplaudir de pé 
+ Dia 9: futebol é mais política que pão e circo
+ Dia 10: um dia de brasileiro
+ Dia 11: Kane e mais 10 na seleção da Copa
+ Curiosidades da 2ª rodada
+ Dia 12: um papelão no Grupo B 
+ Dia 13: a paixão que supera a bagunça
+ Dia 14: faltou o calor brasileiro para a frieza alemã na Rússia
+ Dia 15: foi apenas um susto
+ Curiosidades da 3ª rodada
+ Copa do Mundo chega ao mata-mata procurando um futebol de alto nível