segunda-feira, 23 de julho de 2018

Özil fez demais pela seleção alemã para sair pela porta dos fundos


Taxado como o principal responsável pelo mau futebol apresentado pela seleção alemã na Copa do Mundo da Rússia, o meia Mesut Özil anunciou nesse domingo a sua aposentadoria internacional. Mas a justificativa do atleta não foi apenas uma resposta para as pesadas críticas dos alemães quanto ao seu desempenho em solo russo, e sim ao fato dele possuir descendência turca. Na sua visão, ao longo de sua carreira, ter convivido com o racismo exigiu carregar um fardo pesado.
Campeão mundial e destaque na geração vitoriosa alemã, Özil foi símbolo de uma Alemanha multirracial (Getty Images)

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Copa do Mundo Rússia 2018 - Destaques


A vigésima primeira edição da Copa do Mundo chegou ao fim. Estreando em solo russo, o Mundial conduziu o planeta em pouco mais de 30 dias e coroou a perseverança francesa, que após 20 anos voltou a levantar a taça, além de se consolidar como uma potência entre seleções.

Com um time mais humilde que o de 1998, a França conquistou a Copa e se consolidou como potência do futebol de seleções (Fifa.com)

domingo, 15 de julho de 2018

Tribuna de Copa #dia32: Marselhesa pela segunda vez


Favorita do início ao fim, a França é novamente campeã do mundo. Vinte anos após a primeira conquista, a segunda taça corou uma campanha muito correta da jovem geração comandada por Didier Deschamps. E para encerrar o Mundial em grandioso estilo, os franceses venceram os croatas por 4 a 2 no trigésimo segundo e último dia de Copa do Mundo.
Projeto que deu certo! Deschamps comandou a França na Copa de 2014 e na Euro de 2016 (Fifa.com)

Tribuna de Copa #dia31: os mais envolventes


No penúltimo dia de Copa da Rússia, a Bélgica confirmou o favoritismo e com um futebol para lá de envolvente, garantiu a terceira colocação no Mundial. Os Diabos Vermelhos foram gigantes e a campanha de seis vitórias em sete jogos terminou com um gostinho frustrado por ter sido superado pelos franceses na semifinal.
Melhor Bélgica da história termina a Copa com o terceiro lugar. Poderia ter ido além (Fifa.com)

sábado, 14 de julho de 2018

Preciosidade


É a primeira vez que a final de Copa do Mundo vai contar com o confronto entre França e Croácia. De um lado, a campeã mundial de 1998, que montou um elenco forte e projeta vencer uma competição há pelo menos quatro anos. Do outro, uma seleção jovem, que disputa apenas o seu sexto Mundial e que está na crista da onda para escrever de vez o nome na história. Um fato raro na decisão do torneio da Rússia.

Em sua terceira final, a França é muito favorita para cima de uma Croácia histórica (Tribuna do Cisco)

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Tribuna de Copa #dia28: a vez do décimo terceiro


No vigésimo oitavo dia de Copa do Mundo, a Rússia apresentou mais uma das suas boas surpresas. Quer dizer, os croatas realmente eram superiores aos ingleses, mas ninguém jamais esperava que o pequeno país europeu pudesse se tornar a décima terceira seleção a chegar à final do Mundial.

O gol de Mandzukic, com passe de Perisic, deu a Croácia o triunfo mais importante de sua curta história (Fifa.com)

terça-feira, 10 de julho de 2018

Tribuna de Copa #dia27: equilibrado


Vinte anos após a primeira vez na finalíssima, a França está de volta e, diferentemente de 2006, quando foi derrotada, chega muito mais forte. A atual geração é, inclusive, mais equilibrada que a campeã em 1998 e que a segunda colocada na Alemanha há 12 anos. A vitória nesta terça-feira sobre a Bélgica prova isso. Enquanto os Diabos Vermelhos pelejavam, trabalhavam bola e lançavam a pelota na área, os franceses eram certeiros e com certo pragmatismo, venceram e se impuseram como os grandes favoritos ao título.

Umtiti venceu os gigantes belgas para garantir a França na final da Copa do Mundo (Fifa.com)

Restam duas estrelas!

Apenas dois campeões mundiais tentam salvar a hegemonia dos gigantes na Copa do Mundo da Rússia. Nas semifinais, franceses e ingleses são os favoritos, mas os belgas e os croatas já provaram, nesta edição do torneio, que favoritismo não está adiantando em solo euro-asiático. É a reta final de um Mundial para lá de imprevisível.


Quatro equipes, dois títulos mundiais e mais um em jogo (Tribuna do Cisco)

domingo, 8 de julho de 2018

Tribuna de Copa #dia24: o melhor do Mundial

As quartas de final da Copa do Mundo chegaram ao fim. E no vigésimo quarto dia de Mundial da Rússia, o melhor jogador do torneio novamente foi protagonista. Luka Modric ajudou a recolocar a Croácia nas semifinais, igualando a campanha fantástica de 1998. O triunfo nas penalidades sobre os russos, apesar do adversário ser mais frágil, precisa ser muito valorizado.
Comandados pelo talento discreto de Luka Modric, a Croácia vai ter a chance de superar 1998 (FIFA.com)

sábado, 7 de julho de 2018

Tribuna de Copa #dia23: do jeito que o Diabo gosta

O vigésimo terceiro dia de Copa do Mundo da Rússia tratou de encerrar o sonho brasileiro do hexa. A fria e dolorosa derrota do Brasil veio para a Bélgica que, conquistou, por ora, o maior triunfo de sua história. E que atuação gigante de uma geração que já prometia há quatro anos, mas agora, mais experiente, vai desbravando gigantes do chaveamento difícil do Mundial.
Queridinho de Guardiola, De Bruyne é, possivelmente, o jogador mais regular da temporada (Fifa.com)

sexta-feira, 6 de julho de 2018

Campeões tentam salvar hegemonia em Copas

A Copa do Mundo da Rússia chega a fase de quartas de final prometendo grandes embates. É o maior deles não está resumido em apenas uma partida. A luta de cada país, no Mundial, é o dos campeões buscando manter as suas hegemonias diante de bons times que almejam a primeira estrela na camisa. São os outros melhores da Copa se enfrentando para seguir sonhando.

quarta-feira, 4 de julho de 2018

Tribuna de Copa #dia20: para inglês sorrir


A partida foi muito complicada e foi se aproveitando do fraco psicológico colombiano para abrir o placar. Harry Kane sofreu e converteu a penalidade em mais um lance frustrante de Carlos Sanchez. Aliás, que péssimo Mundial do volante da Fiorentina.

Artilheiro da Copa, Kane é o brilho inglês até aqui (FIFA.com)

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Tribuna de Copa #dia19: tem favorito!


No décimo nono dia de Copa do Mundo, o grande favorito ao título apresentou diversos motivos que confirmam tal status. O Brasil foi gigantesco diante do México e, com Neymar em alto nível, foi capaz de vencer sem sustos e chegar às quartas de final como a única seleção gigante que entendeu como se deve jogar o Mundial da Rússia. 
Com grande atuação de Neymar, o Brasil derrotou o México com folga (FIFA.com)

domingo, 1 de julho de 2018

Tribuna de Copa #dia18: ode ao goleiro


O décimo oitavo dia de Copa do Mundo seguiu como o anterior, eliminando grandes estrelas do futebol mundial. Tudo bem que a desclassificação espanhola não foi uma novidade. O time que tem histórico de ser eliminado pelo anfitrião foi, desta vez, o alvo russo. Porém, mais do que a surpresa da Rússia, o dia de Copa homenageou os donos da meta. É que tanto Akinfeev quanto Schmeichel foram os destaques da rodada, com méritos de sobra.

 Kasper Schmeichel honrou o nome do pai e se colocou na história das Copas (FIFA.com)