segunda-feira, 18 de junho de 2018

Tribuna de Copa #dia5: uma tarde de Premier League


A Copa do Mundo da Rússia teve um dia de Premier League inglesa. É isso mesmo! O destaque da Inglaterra foi Harry Kane. Com pouca idade, o já capitão do English Team decidiu com dois gols sobre a Tunísia, mas o jovem time formado por atletas que atuam apenas na liga doméstica é imaturo. E quem não sofre mais com a imaturidade é a geração belga. Quatro anos depois, os Diabos Vermelhos vencem sem dificuldade, tudo bem que era o Panamá, mas Romelu Lukaku, do Manchester United, já supera a sua participação em 2014. Está pronto!
Formada apenas por atletas que jogam no Campeonato Inglês, a Inglaterra estreou com vitória na Copa (Fifa.com)
Em ritmo de treino, a Bélgica atropelou o
empolgado Panamá (Fifa.com)
Pelo Grupo G, o bom futebol belga apareceu e nem precisou de um Eden Hazard inspirado. O camisa 10 do Chelsea não estava num bom dia, assim como Kevin De Bruyne, do campeão Manchester City. Curiosamente, quem acordou os Diabos Vermelhos foi Dries Mertens, do Napoli. Ele merecia diante de tudo que jogou nessas últimas duas temporadas. Depois do primeiro gol, Lukaku chamou a responsabilidade, marcou duas vezes e garantiu: o bom rendimento belga na Copa vai sim passar por ele. Do outro lado, foi legal assistir o Panamá e o seu frisson, mas não dá para competir uma das favoritas ao título.

Enquanto isso, os ingleses sofreram demais para bater a Tunísia. E num time tão jovem, o técnico Gareth Southgate não pode permitir uma arrogância dentro de campo. É o seu primeiro grande desafio como treinador da Inglaterra. Com 1 a 0 no placar, em gol marcado por Kane, o time da terra da rainha recuou, esperou os tunisianos de maneira preguiçosa. Descrente de que poderiam sofrer o empate. Sofreram! O gol de Sassi colocou uma dificuldade na qual o English Team não esperava para a fase de grupos.

O gol sueco preocupa demais a Alemanha (Fifa.com)
E o sofrimento na segunda etapa foi uma espécie de castigo. Aparentemente, Southgate e os seus comandados aprenderam a lição e nada mais simbólico que Kane marcar o gol da vitória. O segundo do craque do Tottenham em seu primeiro mundial.

Além das duas partidas pelo Grupo G, o quinto dia de Copa do Mundo ainda contou com o duelo da Chave F, entre Suécia e Coreia do Sul. Em jogo equilibrado, o experiente Granqvist marcar de pênalti após o árbitro de vídeo (VAR) auxiliar o árbitro principal. O resultado favorável para os europeus preocupa a Alemanha, que vai precisar da vitória para não morrer na praia de forma tão precoce.  


Leia mais sobre a Copa do Mundo de 2018: