sexta-feira, 29 de junho de 2018

Tribuna de Copa #dia15: foi apenas um susto


O décimo quinto dia de Copa do Mundo tratou de recolocar a Colômbia no lugar que já era previsto, a liderança do Grupo H. Mas sem o futebol brilhante apresentado na segunda rodada, os colombianos foram surpreendidos logo na primeira etapa, quando James Rodriguez deixou o campo machucado. Isso favoreceu o Senegal, que precisava apenas de um empate para chegar a classificação. Porém, quando tudo parecia definido, Yerry Mina aparece livre de marcação na área, marca o seu segundo gol no Mundial, elimina os senegaleses e leva os sulamericanos ao topo.
O gol despretensioso de Mina classificou a Colômbia para a próxima fase (Fifa.com) 

A vitória da Colômbia somada a derrota de Senegal e de Japão deixou o time de Falcao na ponta, o levando para chaveamento que é considerado um pouco mais simples. Porém, é bem verdade que a equipe envelheceu e parece não ter mais o mesmo ímpeto do Mundial passado.

Mesmo perdendo, o Japão está vivo na Copa (Fifa.com)
Enquanto isso, Senegal e Japão tiveram uma primeira fase praticamente idêntica. A vantagem japonesa se deu na disciplina, e os cartões os colocaram na próxima fase. Apesar de um futebol bom, os senegaleses encerram a participação na Copa da Rússia eliminados na primeira fase. A Polônia, pior equipe do grupo, terminou na lanterna.

Pelo Grupo G, Bélgica e Inglaterra, já classificados, pouparam boa parte de seus times e, diante disso, os belgas se impuseram e conquistaram mais um triunfo no Mundial. O golaço marcado por Januzaj mostra que os Diabos Vermelhos possuem um repertório variado, que podem ajudar o técnico Roberto Martinez nos momentos de sufoco. Aos ingleses, o capricho exacerbado custou a primeira derrota na Copa. Porém, aparentemente, isso não fez mal ao English Team.
O golaço de Januzaj mostra que a Bélgica não está com medo de nenhum adversário (Fifa.com)
Na partida dos eliminados, os tunisianos derrotaram os panamenhos de virada. O jogo foi até mais movimentado que Inglaterra e Bélgica e encerrou as participações dos azarões do grupo na Copa da Rússia.

Leia mais sobre a Copa do Mundo de 2018: