domingo, 24 de junho de 2018

Tribuna de Copa #dia10: um dia de brasileiro


O jovem atacante alemão Timo Werner deu o toque - não podemos repetir o Brasil -, mas não adiantou. O décimo dia de Copa do Mundo mostrou uma Alemanha com a cara do futebol sulamericano, lutando até o último minuto. A partida que salvou os alemães da eliminação precoce também expôs muitas falhas do atual campeão mundial, porém, o gol de Toni Kroos pode significar um novo rumo, já que deixou o campo muito fortalecido.

Gol de Toni Kroos salvou a Alemanha de uma possível eliminação na primeira fase da Copa (Fifa.com)

A escalação de Joachim Löw não chegaram a surpreender os alemães. Os próprios críticos do seu país escolheram Özil e Khedira como os principais vilões na derrota para o México. Sem a dupla e ainda sem Hummels, a equipe seguiu falhando. Nervoso, o próprio Kroos teve uma atuação muito abaixo do esperado. De positivo, eis Marcos Reus. O homem de muitas lesões não sentiu em momento algum e, enfim, foi brilhante em uma partida de Copa do Mundo.

Com folga, o México passeia na Rússia (Fifa.com)
Enquanto isso, os suecos, que podem até reclamar de uma penalidade não marcada, porém, o respeito exagerado apresentado custou pelo menos um ponto num possível empate. A fúria demonstrada após o apito final pela comissão técnica da Suécia foi um resumo da frustração por ter cedido a vitória no último lance do jogo.

A vitória recoloca a Alemanha no Grupo F e uma vitória para cima da Coreia do Sul pode até fazer dos europeus os líderes da chave. Mas para isso acontecer, o México não pode vencer a Suécia. Situação complicada, já que os mexicanos fazem uma grandiosa Copa do Mundo.

Com atuações precisas de Carlos Vela e Chicharito Hernandez, o México faz um Mundial bem surpreendente. O triunfo para cima da Coreia do Sul mostra isso. E se na primeira rodada, diante dos alemães, o time jogou nos contra-ataques, contra os sul-coreanos, o trabalho foi de resolver o confronto com maior tranquilidade.

Hazard marcou logo dois na vitória
belga sobre a Tunísia (Fifa.com)
Os asiáticos ainda descontaram com Son, mas o fato é que a equipe não faz uma boa Copa do Mundo. Na terceira e última rodada da terceira fase, a Coreia do Sul vai tentar um feito complicadíssimo: derrotar a Alemanha.

O primeiro jogo do dia foi válido pelo Grupo G. E sem nenhuma dificuldade, a Bélgica novamente teve grande atuação, vencendo a Tunísia por 5 a 2. Teve show de Romelu Lukaku, Eden Hazard e ainda um gol de Batshuayi. O ponto negativo dos Diabos Vermelhos, todavia, foi a fragilidade defensiva. O bloqueio foi furado duas vezes pelo selecionado africano, que, por sinal, já está eliminado da Copa do Mundo.


Leia mais sobre a Copa do Mundo de 2018: