quinta-feira, 31 de maio de 2018

UEFA Champions League 2017/2018 – Destaques da Temporada


A Liga dos Campeões da Europa 2017/2018 prometia um final imprevisível. E até que surpreendeu, afinal, nunca nesse atual formato, a competição teve um tricampeão consecutivo. E o Real Madrid de Zinedine Zidane desafiou até um ano ruim para demonstrar como o poderio do clube é enorme ao ponto de fazer história. E no dia em que o comandante francês anuncia a sua saída do time merengue, a Tribuna do Cisco apresenta os principais destaques do torneio dessa época. Foi um sonho para o torcedor madridista, como a passagem do treinador lendário.
O Real Madrid levantou a 13ª taça de Liga dos Campeões e Zidane, do banco, foi o protagonista (Getty Images)

sábado, 26 de maio de 2018

O Madridismo também é resistência


Terceira colocação no Campeonato Espanhol e uma eliminação vexatória na Copa do Rei. Definitivamente, a temporada do Real Madrid foi muito abaixo do esperado. No entanto, a preguiça do elenco comandado por Zinedine Zidane, na Liga dos Campeões da Europa, é substituída por muita vontade, que, muitas vezes, supera a técnica. E, pasmem, os gigantes também vencem assim.

Por incrível que pareça, sem tanto investimento, o Real Madrid é novamente campeão europeu (Getty Images)

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Onde o campeão é conhecido


Os maiores representantes dos seus países em competições europeias decidem neste sábado o campeão da Liga dos Campeões da temporada. Apesar de Liverpool e Real Madrid só terem se enfrentado apenas uma vez na história da finalíssima, o confronto é para lá de nostálgico. Ao todo, Reds e Blancos acumulam 17 títulos do maior torneio de futebol de clubes do planeta. E isso é apenas um dos aperitivos para esse duelo de gigantes.
Novamente o Real Madrid, agora contra o Liverpool (Tribuna do Cisco)

terça-feira, 15 de maio de 2018

Eles também mereciam!



Terminou nesse domingo a passagem de 22 anos de Arsène Wenger como treinador do Arsenal. E em tantas temporadas, o francês acumulou glórias, elevou o patamar do clube mais popular da capital da Inglaterra. Mas também somou frustrações, incluindo nas últimas épocas.  No entanto, foi há 12 anos que os Gunners sofreram o maior baque de sua história, uma ferida na qual eles jamais cicatrizaram. Mas naquela final de Paris, Wenger e os seus eleitos também mereciam o título.
Henry e Wenger: as duas principais figuras da história do Arsenal (Reuters)

domingo, 6 de maio de 2018

Os Reds disseram sim a Jürgen Klopp e ele retribuiu com uma improvável vaga na decisão da Liga dos Campeões da Europa


Quando Jürgen Klopp anunciou a sua saída do Borussia Dortmundo, o treinador alemão afirmou que só assumiria um clube que lhe desse a oportunidade de se apaixonar novamente por tudo o que significava a instituição. Dentre as possibilidades, não existia um lugar melhor do que o Liverpool. Afinal, ambos foram foi feitos um para o outro. E em três anos intensos de casamento, com direito a bons e maus momentos, a sua passagem chega ao auge, os Reds estão de volta a finalíssima da Liga dos Campeões da Europa.
Jürgen Klopp chega a segunda decisão de Liga dos Campeões, agora comandando o Liverpool (Getty Images)

quinta-feira, 3 de maio de 2018

Vaga na decisão mascara a temporada vexatória do Real Madrid


O Real Madrid escreveu mais um capítulo importante em sua história fenomenal. E pela terceira vez consecutiva, o time da capital vai disputar a decisão da Liga dos Campeões da Europa.  No entanto, a temporada não tem sido das melhores para os Merengues. Muito pelo contrário, com um desempenho vexatório que eliminou qualquer possibilidade de título espanhol ou da Copa do Rei, a vaga na finalíssima europeia mascara um ano de frustrações. Diante desse cenário, apenas o título vai salvar a pele do melhor clube de futebol do planeta.
O Madridismo contra o mundo: é assim que o Real vai em busca da 13ª (Getty Images)