segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Onde os fracos não têm vez!

Vai começar o mata-mata de uma Liga dos Campeões da Europa bastante imprevisível. A fase do Real Madrid mostra que vai ser complicado para os espanhóis conquistarem um inédito tricampeonato consecutivo. E é na fraqueza madridista que surgem os jovens gigantes milionários. Afinal, quem tem jogado melhor que Paris Saint-Germain e Manchester City nesta temporada de 2017/2018? Talvez Lionel Messi, que carrega o Barcelona de Valverde nas costas. No entanto, chegou o momento dessas três equipes provarem os seus reais valores. Nas oitavas de final da maior competição de futebol de clubes do planeta, os fracos não têm vez. Vamos aos palpites!
Encontro de gigantes vão ser disputados entre fevereiro e março (Tribuna do Cisco)


Atual vice-campeão inglês e terceiro colocado um ano antes, o Tottenham não vive o melhor momento dessa geração comandada por Mauricio Pochettino. Ao menos na Premier League, na qual ocupa a quinta colocação. Porém, na Liga dos Campeões, os Spurs não tiveram maiores dificuldades para se classificar com a primeira colocação num grupo que tinha Real Madrid, Borussia Dortmund e Apoel. E o fato que mais surpreende positivamente para o clube de Londres é que, no campeonato europeu, atuar em Wembley não tem sido um problema, diferente dos anos anteriores. O destaque individual é Harry Kane, o atacante que superou Cristiano Ronaldo e Lionel Messi em números de gols em 2017. Mas, caso Cristian Eriksen seja o protagonista, não se surpreenda.

Harry Kane é um dos melhores jogadores do mundo
 na temporada (Getty Images)
No lado italiano, a Serie A do Calcio tem sido mais complicada do que nas últimas temporadas. A Juventus é apenas a vice-líder, atrás do Napoli na classificação. E se na liga nacional a Velha Senhora não tem tido a mesma folga que nos últimos seis anos, na Uefa Champions League, as dificuldades foram semelhantes durante a fase de grupos. Afinal, o time ficou com a segunda colocação e não conseguiu assustar o Barcelona em momento algum. O que chama a atenção é, seis meses atrás, a Juve despachava o Barça com facilidade nas quartas de final e, inclusive, chegava a finalíssima da competição. O destaque é Gianluigi Buffon, já que Paulo Dybala vive um momento conturbado e Gonzalo Higuaín ainda não compreendeu bem a saída de Daniel Alves do lado direito do campo.

Palpite: Tottenham. Num confronto equilibrado entre ingleses e italianos, desta vez, eu aposto no moderno futebol de Pochettino e a sua equipe boa de bola.



Clube suíço que normalmente apronta na fase de grupos, o Basel novamente está nas oitavas de final da Liga dos Campeões. O clube azul e grená ficou com a segunda colocação numa chave que tinha Manchester United, CSKA e Benfica. Mas o sorteio não foi nada agradável para o time da Basileia, encarar um Manchester City no auge da forma era tudo o que o técnico Raphaël Wicky não desejava. São azarões.

Custando uma fortuna, Laporte chegou para resolver os problemas defensivos do City (Getty Images)
No Manchester City, Pep Guardiola segue vivendo uma temporada bem diferente a de estreia. Os Citizens voam no Campeonato Inglês, estão na final da Copa da Liga e também brigam na Copa da Inglaterra. O momento é brilhante e também tornam os ingleses favoritos na Liga dos Campeões. Um encaixe perfeito do gol ao ataque, liderado tecnicamente por Kevin De Bruyne.

Palpite: Manchester City. Esse é daqueles confrontos que já podemos pular para as quartas de final.


O Porto não é mais o time a ser batido em Portugal, mas o desempenho do Dragão na primeira fase deixou o Benfica invejado. Para a segunda fase, o time vai encarar uma pedreira: o Liverpool. O técnico Sergio Conceição tem uma base formada e integrada, mas os desafios são complexos para chegar as quartas de final. É uma equipe burocrática, que não encanta e isso deve fazer a diferença negativamente.

Sem Coutinho, Salah é a esperança do Liverpool na Liga dos Campeões (Getty Images) 
Do outro lado, o Liverpool encanta, mas também falha. E muito! Para piorar a situação, o técnico Jürgen Klopp perdeu o seu camisa 10 para o Barcelona e, até agora, ninguém foi contratado para o seu lugar. Com isso, os Reds depositam a sua fé em Salah, Mané e Roberto Firmino. A trinca precisa jogar muito para colocar a equipe numa posição decente para o que o time já jogou nesta temporada.

Palpite: Liverpool. O Porto não vai ter a menor chance. 


Sanchez chegou ao United e deve transformar
 o clube em candidato ao título (Getty Images)
O Sevilla foi um time que mudou bastante desde a classificação na fase de grupos. A começar pelo comando técnico, Eduardo Berizzo deixou o clube e Vincenzo Montella foi contratado para o seu lugar. E a fase no Campeonato Espanhol ainda é esquisita, o time ocupa apenas a sexta colocação. Para as oitavas de final, o duelo vai ser indigesto. O encontro entre o atual campeão da Liga Europa, o Manchester United, contra os espanhóis que venceram a competição três vezes seguidas anteriormente. No campo, o camisa 10 é Ever Banega.

Em Manchester, José Mourinho aposta no título da Liga dos Campeões, já que o Campeonato Inglês vai ser do Manchester City. A maré não é tão boa quanto era no início da temporada, mas tem valores importantes e ganharam somente Alexis Sanchez, ex-Arsenal, para a sequência da competição. Os Diabos Vermelhos estão reforçados e contam com a experiência do seu treinador português para voltar ao topo da Europa. Porém, ainda é cedo e muito difícil. Fique de olho em Lingard, o meia da base inglesa é a surpresa do ano no clube 
do Teatro dos Sonhos.

Palpite: Manchester United. Sem mais.



O jogo mais esperado do momento. Tudo isso teria uma expectativa ainda maior caso a fase do Real Madrid fosse pelo menos razoável. O problema é que, depois de conquistar a Europa duas vezes seguidas e o Campeonato Espanhol, o time não engrena e tem convivido com vexames. Até mesmo as principais lideranças da equipe, como Marcelo, Sergio Ramos e Cristiano Ronaldo, o melhor jogador do mundo.

Pela Liga dos Campeões, o fraco desempenho colocou os Madridistas na segunda colocação do Grupo H, atrás do Tottenham. Dentro de campo, a pior fase é a de Benzema, que vive de lampejos do que um dia foi. Fora dele, a pressão em cima de Zidane, o técnico prodígio, só cresce. Fazia tempo que o Real Madrid não entrava tão bombardeado para uma decisão de vaga na Uefa. Contudo, é a hora da verdade. Em caso de eliminação, a temporada chega ao fim.
Melhor técnico do mundo pela Fifa, Zidane vive uma fase inédita: a crise (Getty Images)

Bem menos pressionado que o Real e voando dentro de campo, o Paris Sain-Germain tem apenas três probleminhas para as duas partidas. Primeiro: Mbappé está em recuperação de uma lesão. A joia francesa vinha sendo uma peça fundamental no tridente com Neymar e Cavani. Segundo: a briga de ego nos vestiários permanece e qualquer burburinho vira manchete. No entanto, no gramado, essa questão não parece interferir. Terceiro: talvez seja a pior situação, já que a leve camisa parisiense tem atrapalhado nas últimas edições da Liga dos Campeões.

No banco de reservas, o técnico Unai Emery é jovem, mas experiente. É tricampeão de Liga Europa, porém, a sua última partida de oitavas de final de Liga dos Campeões foi um 6 a 1 para o Barcelona. O jogo contra o Real também é o seu batismo de fogo.

Palpite: PSG. É a vez dos franceses. Neymar e companhia vão passar por cima do Real Madrid, marcando o fim de uma geração gloriosa dos espanhóis. Por outro lado, a especulação do brasileiro, camisa 10 e capitão da Seleção no clube espanhol vai apenas aumentar.



Uma grande rivalidade no continente. Chelsea e Barcelona protagonizaram grandes embates no Século XXI, com classificações heroicas para ambos os lados. E nos encontros, um fato que se repete, Lionel Messi jamais marcou contra os Blues.

No time de Antonio Conte, o clima parece esquisito. O campeão inglês ficou para trás na Premier League. Também foi superada pela Roma na fase de grupos e, por isso, ganhou um Barcelona de presente nas oitavas de final. Os Blues, que ainda estão procurando um atacante para reforçar a equipe na reta final da temporada, precisa realmente contratar. As esperanças seguem depositadas em Courtois no gol e em Eden Hazard no ataque. Com os belgas, o Chelsea espera repetir o feito de 2012, quando derrotou os catalães e chegou ao título europeu. Com eles num dia ruim ou sem eles, os espanhóis são muito favoritos.
Coutinho está fora da reta final da Liga dos Campeões (Getty Images)
No lado do Barcelona, Lionel Messi segue a sua peregrinação para recuperar o título individual de melhor jogador do mundo. O argentino praticamente decide sozinho no esquema de Ernesto Valverde. E quando ele não consegue – algo raro -, Suárez, Paulinho e companhia estão para definir. Na equipe culé, Philippe Coutinho, contratado agora em janeiro, não vai poder entrar em campo, já que defendeu o Liverpool nesta edição da Liga. O brasileiro agregaria valores importantes. Mas, mesmo sem o herdeiro da camisa 14 de Cruyff, o Barça é muito favorito ao título, junto com o Manchester City e PSG.


Palpite: Barcelona. Precisa mesmo elencar os motivos?




Vágner Love chegou ao campeão turco (Divulgação/Besiktas)
Apostando na última receita de sucesso, o Bayern de Munique acredita que Jupp Heynckes é o nome que pode lhe devolver ao topo da Europa. O experiente treinador retornou após Carlo Ancelotti perder a confiança do elenco. Os números incríveis do alemão alimentam esse desejo, algo que aconteceu pela última vez na temporada 2012/2013. Ou seja, nem Pep Guardiola foi capaz de conquistar uma Liga dos Campeões com os Bávaros. Contudo, nesta temporada, o Bayern tem problemas, não conta com Manuel Neuer desde o início da campanha. O goleiro alemão tem grave lesão e dificilmente vai estar 100% até o fim das competições que a equipe disputa. Por outro lado, o time conta com bons nomes, James Rodriguez, Robert Lewandowski, Arturo Vidal, entre outros que facilmente devem colocar os alemães nas quartas de final.

Na outra parte do confronto, o Besiktas é o atual campeão turco e fez uma boa fase de grupos, se classificando com a primeira colocação. O pilar do time é Anderson Talisca. O meia brasileiro é, sem dúvida, o jogador mais talentoso da equipe. E quem também desembarcou no Alvinegro foi Vagner Love. O atacante, também do Brasil, vai poder ser inscrito e tentar ajudar o clube a surpreender o Bayern. Além da dupla, os turcos contam com o espanhol Negredo, o português Quaresma e o luso-brasileiro Pepe.

Palpite: Bayern de Munique. Sem mais delongas.



O confronto mais imprevisível da fase de oitavas de final. Da última vez em que Shakhtar e Roma se enfrentaram nessa mesma situação, o triunfo foi ucraniano. Por isso, não dá para descartar o paraíso dos brasileiros nem mesmo após perder o seu território para a Rússia.

E falando em brasileiro, a Roma também não fica para trás. Tanto é que, o clube italiano é, até hoje, o europeu que mais cedeu jogadores para a Amarelinha em Copas do Mundo. Nesta temporada, por exemplo, o goleiro Alisson é disparado o melhor jogador do time e deve ser o titular no Mundial da Rússia.
A Roma, de Under, não vive um bom momento (Getty Images)
Para o confronto, a Roma possui valores mais interessantes, atletas que podem desequilibrar e garantir a vaga nas quartas de final. Porém, o momento dos italianos, comandados por Eusebio De Francesco não é nada bom. O time está em queda e isso é preocupante.


Palpite: Roma. Mas não se surpreenda se a romada acontecer.

Confira as datas dos confrontos de ida e volta das oitavas de final:

Juventus x Tottenham (Ida: 13/02 - Turim / Volta:07/03 - Londres)
Basel x Manchester City (Ida: 13/02 - Basileia / Volta:07/03 - Manchester)
Porto x Liverpool (Ida: 13/02 - Porto / Volta:06/03 - Liverpool)
Real Madrid x PSG (Ida: 13/02 - Madrid / Volta:06/03 - Paris)
Chelsea x Barcelona (Ida: 20/02 - Londres / Volta:14/03 - Barcelona)
Bayern de Munique x Besiktas (Ida: 20/02 - Munique / Volta:14/03 - Istambul)
Sevilla x Manchester United (Ida: 21/02 - Sevilla / Volta:13/03 - Manchester)
Shakhtar Donetsk x Roma (Ida: 21/02 - Porto / Volta:13/03 - Roma)