domingo, 3 de setembro de 2017

Raio-x Bundesliga 2017/2018

O campeonato europeu mais monopolizado do continente, a Bundesliga inicia a nova temporada com as mesmas apostas. Quer dizer, a mesma aposta: o Bayern de Munique está enfraquecido, mas ainda é a maior e única força do país campeão do mundo. Para 2017/2018, poucas novidades. Times pouco fortes para ameaçarem a coroa do Gigante da Bavária. Em terras germânicas, apenas o próprio Bayern pode tirar o seu título. Confira o raio-x.

Lewandowski é o principal jogador da Bundesliga, mas nasceu na Polônia (Tribuna do Cisco)
FAVORITOS AO TÍTULO

Bayern de Munique
Títulos: 27
Posição em 2016/2017: 1°
Técnico: Carlo Ancelotti
Principal Jogador: Arjen Robben
Aposta: James Rodríguez

São cinco títulos consecutivos. Para a nova temporada, o desafio do Bayern na Bundesliga também não é tão difícil. Apesar da soberania, o time de Carlo Ancelotti enfraqueceu. O capitão Lahm e o volante Xabi Alonso deixaram o futebol e as reposições do Gigante da Bavieri ainda não estão à altura, são apostas. Como laterais, o técnico italiano vai poder utilizar o brasileiro Rafinha e também o jovem alemão Kimmich. Como volante, chegou o francês Corentin Tolisso (Lyon). Um reforço promissor e para lá de caro.

Ribéry e James: passado, presente e futuro na Baviera
 (ESPN FC)
O Bayern também viveu recentemente frustrações por contratações que terminaram como erros de avaliação. O primeiro foi o volante português Renato Sanches. Uma temporada fraca e o resultado foi um empréstimo para o Swansea City do País de Gales. Enquanto isso, o segundo até rendeu, mas funcionou com Pep Guardiola há duas temporadas. O brasileiro Douglas Costa não conseguiu quase com Ancelotti e o resultado foi uma venda forçada para a Juventus.

Contudo, uma contratação de peso veio para preencher uma lacuna que Robben e Ribéry já conseguiram em outro momento. James Rodríguez chega para assumir a condição de estrela da trupe. De carregar o clube que levantou a tríplice coroa há quatro anos.

O time do Bayern de Munique segue forte e muito bem montado. Mas o ego do elenco parece não estar ajudando Carlo Ancelotti, algo natural após a passagem de sucesso de Pep Guardiola. Os desafios fora do país são grandes e o tempo é curto. A única certeza é que, liderados por Robert Lewandowski mais uma vez, a Bundesliga já é do Gigante da Baviera.

Borussia Dortmund
Títulos: 8
Posição em 2016/2017: 3°
Técnico: Peter Bosz
Principal Jogador: Pierre-Emerick Aubameyang
Aposta: Andriy Yarmolenko

Segunda força da Alemanha, o Borussia Dortmund participou muito bem do mercado de transferências. Começando pelo banco de reservas, Peter Bosz substituiu Thomas Tuchel no comando técnico e trouxe boas apostas. A vida do Dortmund mudou há algumas semanas, o jovem meia Ousmane Dembélé teve apenas um ano no futebol alemão e nem acrescentou muita coisa no pouco tempo. Porém, o jogador de 20 anos foi vendido ao Barcelona por mais de 100 milhões de euros. Uma fortuna!

Após vender Dembélé , o Dortmund pagou 25 milhões de euros
 por Yarmolenko (Divulgação / Borussia Dortmund)
Por outro lado, o Batman ficou. Aubameyang, como em toda janela de transferências, fez de tudo para deixar a cidade de Dortmund, mas nenhum clube do pelotão de cima fez maiores esforços para ficar com o craque gabonês. Apenas o futebol chinês veio atrás do jogador que, pelo bem do esporte, não deixou a Alemanha.

Como reforços, excelentes nomes. Os zagueiros Dan-Axel Zagadou (PSG) e Ömer Toprak (Bayer Leverkusen), o volante Mahmoud Dahoud (Borussia Monchengladbach), o atacante Jadon Sancho (Manchester City) e a principal contratação, o meia Andryi Yarmolenko (Dínamo de Kiev).

O Borussia Dortmund é um time muito forte, mas, a cada temporada, se firma como o segundo pelotão alemão. Por causa disso, as apostas são para revelar bons nomes e faturar a Copa da Alemanha, além das boas campanhas na Liga dos Campeões. A única alternativa para os Aurinegros é o ponto de interrogação do Bayern de Munique sob o comando de Carlo Ancelotti. Se o italiano não domar as feras no vestiário, o Dortmund vai estar preparado para alçar o voo para a Salva de Prata (o taça do Campeonato Alemão).

OS COADJUVANTES

O futebol alemão proporciona times tradicionais do futebol europeu como coadjuvantes no seu próprio país. Bayer Leverkusen, Hamburgo, Werder Bremen, Schalke 04 e até mesmo o Wolfsburg, de um recente passado vitorioso. A lista não para e times como o Borussia Monchengladbach sempre protagoniza grandes campanhas.

Na temporada passada, Mario Gomez salvou os
Lobos do rebaixamento (Stuart Franklin / Bongarts)
No entanto, em terra de gigante, quem tem se destacado são so emergentes. O RB Leipzig, por exemplo, é o atual vice-campeão alemão e vai disputar a Liga dos Campeões da Europa pela primeira vez em sua curta história. Além deles, o Hoffenheim, do jovem técnico Julian Nagelsmann, de 30 anos, chegou a Liga Europa e promete brigar firme.

A tradição da Alemanha também está presente na segunda divisão. Tanto é que Stuttgart e Hannover conquistaram o acesso na temporada passada e estão de volta a elite.

Como jogadores estrelados estão o atacante Mario Gomez no Wolfsburg, o meia Leon Goretzka do Schalke 04, destaque da Copa das Confederações conquistada pela Alemanha, e a união dos irmãos Bender no Bayer Leverkusen. Entre os brasileiros estão o lateral-esquerdo Wendell, também do Leverkusen, e a dupla campeã olímpica do Hamburgo, o lateral-esquerdo Douglas Santos e o volante Wallace.

O futebol alemão permanece muito forte e vai brigar pelo penta na Copa do Mundo da Rússia em 2018. Porém, na Bundesliga, o que vai vir é o hexa, o sexto título consecutivo do Bayern de Munique.

Palpite: Bayern de Munique.