domingo, 13 de agosto de 2017

Raio-x Premier League 2017/2018

Cada vez mais isolada das demais ligas europeias, A Premier League também ampliou o seu equilíbrio para a nova temporada. A explicação é simples: em tese, o atual campeão Chelsea se enfraqueceu, a dupla de Manchester, o Liverpool e o Arsenal se reforçaram, mas não dá para cravar quem, de fato, vai dominar a Inglaterra. A verdade é que o Campeonato Inglês está se distanciando dos outros no continente, o investimento pesado transformou os clubes orgulhosos demais para olhar a Liga dos Campeões da Europa.

No campeonato de grandes artilheiros, os gigantes tentam desbancar Harry Kane (Tribuna do Cisco)
Inclusive, a última vez em que um time inglês conseguiu a façanha do título foi em 2012, mas aquele Chelsea de Roberto Di Matteo está distante do elenco encorpado do atual comandado por Antonio Conte. Observando os seus próprios umbigos, a bola já rola na Terra da Rainha, confira o nosso raio-x da nova temporada.


FAVORITOS AO TÍTULO

Arsenal
Títulos: 13
Posição em 2016/2017: 5°
Técnico: Arsene Wenger
Principal Jogador: Alexis Sánchez
Aposta: Alexandre Lacazette

O primeiro ano em 20 que os Gunners não vão disputar a Liga dos Campeões da Europa. O desempenho questionável dos comandados de Arsene Wenger chegou ao limite no final da temporada passada. Porém, o título da Copa da Inglaterra deu sobrevida ao treinador francês, que segue para a nova campanha dos londrinos.

50 milhões de euros por Lacazette? Para Wenger, sim
(Getty Images)
Para a temporada 2017/2018, o Arsenal permanece com uma interrogação: Sánchez fica ou vai embora? Com o chileno em campo, a equipe permanece forte e encorpada com a chegada de nomes como o Lacazette – inacreditáveis 50 milhões de euros – e o lateral-esquerdo Kolasinac. Por outro lado, sem a sua principal referência, o desempenho deve cair, principalmente em se tratando de um campeonato tão competitivo e equilibrado como o inglês.

Apesar disso, um ano de Liga Europa pode ajudar o Arsenal na Premier League. Sem a pressão pela classificação, o calendário pode ser melhor aproveitado por Wenger. Vale a pena apostar nos Gunners... Isso é, caso Alexis permanece Alvi-Rubro.

Chelsea
Títulos: 6
Posição em 2016/2017: 1°
Técnico: Antonio Conte
Principal Jogador: Eden Hazard
Aposta: Alvaro Morata

Repeteco de dois anos atrás? Após um título incontestável na temporada passada, o Chelsea de Antonio Conte enfraqueceu. O técnico italiano dispensou o seu principal jogador. É bem verdade que Diego Costa é um cara difícil, mas valia o preço de se desfazer de tamanho talento? O tempo vai dizer, mas Alvaro Morata, a principal contratação dos Blues para o ano, não tem um terço da qualidade de seu colega de seleção espanhola.

Unidos no passado, separados no presente e futuro
(Getty Images)
Diferente de Morata, os demais reforços do Chelsea chegam para compor o elenco. Wilfredo Caballero, ex-City, veio para ser o goleiro reserva, a sombra para Courtois. O zagueiro Rüdiger, ex-Roma, vai disputar posição com Cahill, David Luiz e até Azpilicueta, lateral improvisado na zaga. Quem deve ser utilizado com maior frequência entre os titulares é Bakayoko, volante francês que veio do Monaco e ganhou motivos de sobra para comemorar. Matic foi para o Manchester United.

Há três anos, o Chelsea de José Mourinho era campeão inglês com méritos semelhantes ao de Antonio Conte. Um ano após aquela conquista, os Blues penaram e ficaram de fora, inclusive, da vaga no G-4 e até da Liga Europa. Na nova temporada, o temor dos torcedores de algo parecido é real. Salve Eden Hazard para salvar Stamford Bridge.

Liverpool
Títulos: 18
Posição em 2016/2017: 4°
Técnico: Jürgen Klopp
Principal Jogador: Philippe Coutinho
Aposta: Mohamed Salah

As pretensões do Liverpool de Jürgen Klopp são semelhantes as do Arsenal. O motivo é praticamente o mesmo: Philippe Coutinho fica em Anfield? Numa janela de transferências em que muito se especula e pouco se comunica as verdades, há rumores de que o camisa 10 dos Reds vá para o Barcelona. Sem a confirmação, Klopp afirma que conta com Coutinho e o tempo há de revelar a realidade do técnico alemão.

Fica ou vai para Barcelona? (Getty Images)
Com ou sem Coutinho, o Liverpool se preparou para a temporada 2017/2018 gastando uma fortuna por Mohamed Salah, ex-Roma e com passagem na Premier League pelo Chelsea. Os Reds também contrataram o lateral-esquerdo Andrew Robertson, ex-Hull City, e o atacante Dominic Solanke, ex-Chelsea, que é uma das principais joias do futebol inglês.

O bom atacante vai poder ser a sombra de Roberto Firmino e Daniel Sturridge no ataque, o Liverpool precisa de uma referência que não tem desde a saída de Luis Suárez. Solanke necessita de tempo e de oportunidades.

Se mantiver Coutinho, o seu camisa 10, os Reds são fortes e podem brigar pelo título da Premier League. Caso contrário, o Liverpool volta ao patamar de alguns anos atrás.

Manchester City
Títulos: 4
Posição em 2016/2017: 3°
Técnico: Pep Guardiola
Principal Jogador: Sergio Agüero
Aposta: Bernardo Silva

A primeira temporada de Pep Guardiola em Manchester não foi como se esperava. Nenhum título e o principal, uma equipe bastante desarrumada. Confirmando e assumindo a culpa, o espanhol espera dias melhores em 2017/2018. E para enfim dar certo, o Manchester City investiu pesado na contratação de reforços para arrumar a casa.

Ederson é realmente tudo isso? Talvez (Getty Images)
Foram 80 milhões de euros pela dupla da lateral direita Walker, ex-Tottenham, e Danilo, ex-Real Madrid. Foram mais 100 milhões de euros pela dupla do Monaco, o lateral-esquerdo Mendy e a principal aposta do clube, o meia Bernardo Silva. Com mais 40 milhões da moeda europeia, chegou o goleiro brasileiro Ederson, ex-Benfica, um pedido do próprio Pep Guardiola.

Com muito investimento, cabe a Pep agora a parte mais complexa, entrosar o time. Guardiola é um técnico fantástico, mas também não assume clubes sem verbas estrondosas para inflacionar o mercado. Portanto, a tarefa de armar um time com novos e badalados reforços fica bem mais fácil se compararmos ao trabalho de Pochettino no Tottenham, por exemplo.

Apesar do ponto de interrogação, quando se tem uma liga imprevisível e nenhum time muito melhor do que o outro, aposte na equipe de Pep Guardiola.

Manchester United
Títulos: 20
Posição em 2016/2017: 6°
Técnico: José Mourinho
Principal Jogador: David De Gea
Aposta: Romelu Lukaku

A camisa pesada e a segunda temporada de José Mourinho à frente do clube motivam o Manchester United a reencontrar o título da Premier League. Apesar da fraca campanha no ano passado, os Diabos Vermelhos também investiram e esperam o retorno no campo mais rápido do que o City de Guardiola.

Se separados já causavam, imagine juntos (Getty Images)
Três contratações foram suficientes para o treinador português. O zagueiro sueco Victor Lindelöf, ex-Benfica, o volante Nemanja Matic, ex-Chelsea, e o atacante Romelu Lukaku, ex-Everton. Ainda existe a possibilidade de retorno de Zlatan Ibrahimovic, que encerrou o seu vínculo com o clube ao fim da temporada passada. O atacante sueco sofreu uma grave lesão, a expectativa é que ele retorne em 2018 e o Manchester surge como o principal favorito em repatriar o craque.

Um United sem Wayne Rooney. O ídolo, que estava em baixa, retornou ao Everton. Por isso, as fichas são depositadas em Lukaku. A esperança é que o atacante belga repita as suas atuações dos tempos dos azuis de Liverpool só que agora em Manchester.

O Manchester United é favorito, assim como o rival City. Porém, precisa confirmar isso no campo, para não repetir a apatia da temporada passada.

Tottenham
Títulos: 2
Posição em 2016/2017: 2°
Técnico: Mauricio Pochettino
Principal Jogador: Harry Kane
Aposta: -

Vice-campeão na última temporada, o Tottenham manteve a sua base, mas a falta de contratações e do seu estádio é o que preocupa. Até o momento, nenhum reforço. E pior, Kyle Walker foi para o Manchester City numa transação que chegou a 50 milhões de euros. A falta de ambição fora do campo deixou o lateral-esquerdo Dany Rose chateado. O bom jogador inglês quer deixar o clube londrino e Pochettino tenta aparar o desentendimento e seguir com o atleta.

Outro motivo que incomoda é que o Estádio White Hart Lane já não existe mais. O campo do antigo estádio vai ser engolido para a finalização da nova fortaleza dos Spurs. Enquanto a sua nova casa não fica pronta, o Tottenham vai jogar em Wembley, onde o clube londrino não teve um bom desempenho na Liga dos Campeões e também na Liga Europa passada.
O homem-gol (Getty Images)

Em mais uma temporada de calendário cheio, o elenco escasso pode atrapalhar o Tottenham. Porém, Harry Kane seguiu e a certeza dos seus gols é o que motiva o norte de Londres.

PODEM SURPREENDER

Everton
Títulos: 9
Posição em 2016/2017: 7°
Técnico: Ronald Koeman
Principal Jogador: Wayne Rooney
Aposta: Sandro Ramírez

Após uma primeira temporada sem grandes conquistas ou um futebol de nível gigante, o Everton de Ronald Koeman investiu pesado. Tudo bem, os azuis de Liverpool receberam uma fortuna para negociar Lukaku com o Manchester United. Mas a resposta foi imediata e ainda maior que o atacante belga. É que Wayne Rooney retornou a Goodison Park após se transformar em ídolo dos Diabos Vermelhos e também o maior artilheiro da história da seleção da Inglaterra.

Ídolo do United, Rooney retorna a Goodison Partk
(Action Images)
Além do novo dono da camisa 10, os Toffees mantiveram a sua base, com jogadores como Ross Barkley, o jovem Tom Davies e o lateral-esquerdo Leighton Baines. Como reforços, além de Rooney, uma aposta para lá de interessante. Sandro Ramírez pertenceu as canteiras do Barcelona, mas não teve tantas oportunidades assim. No entanto, pelo Málaga, na temporada passada, muitos gols e vitrine que o levaram a Premier League.

No Campeonato Inglês, o Everton ainda não tem a força dos quatro primeiros colocados, mas a medida em que o elenco cresce sob o comando técnico de Koeman devem evoluir para aguentar uma temporada longa.

Leicester
Títulos: 1
Posição em 2016/2017: 12°
Técnico: Craig Shakespeare
Principal Jogador: Jamie Vardy
Aposta: Kelechi Iheanacho

Ídolo de Leicester, Vardy segue no time (Getty Images)
Campeão da temporada retrasada, o Leicester foi mais uma vez capaz de segurar os seus pilares. Jamie Vardy, Ryhad Mahrez e Kasper Schmeichel seguem no King Power Stadium e o técnico Craig Shakespeare comanda o clube na nova temporada. Como contratações, o Leicester investiu e trouxe Kelechi Iheanacho, joia do Manchester City dos tempos de Manuel Pellegrini.

Na estreia da Premier League 2017/2018, o Leicester por muito pouco não surpreendeu o Arsenal. A virada veio nos minutos finais, mas os azuis já provam como vão dar trabalho aos gigantes, diferente do sufoco da última temporada.

West Ham
Títulos: nenhum
Posição em 2016/2017: 11°
Técnico: Slaven Bilic
Principal Jogador: Manuel Lanzini
Aposta: Joe Hart

Titular da seleção inglesa, Hart chega ao West Ham
(Getty Images)
Apostando nos renegados da Premier League, o West Ham contratou bastante para a nova campanha. Nomes como o goleiro Joe Hart e o lateral-direito, ex-Manchester City, além do atacante Chicharito Hernandéz, ex-Manchester United, desembarcaram no Estádio Olímpico. Todavia, além dos tais renegados, chegou um jogador interessante, o atacante Marko Arnautovic, ex-Stoke City.

Na temporada, o técnico Slaven Bilic quer navegar em águas mais tranquilas, diferente da campanha passada. Para isso, os Hammers precisam entender que a sua nova casa é o Estádio Olímpico de Londres. Até hoje, nem torcida muito menos os jogadores conseguiram se esquecer de Upton Park.

OS FIGURANTES

Como de praxe, não dá para dizer que existem figurantes na Premier League. O que há de verdade são camisas pesadas, muito dinheiro e clubes normalmente dão trabalho. Depois da glória do Leicester, não se pode mais duvidar de ninguém. Bournemouth, Bunrley Crystal Palace, Southampton, Stoke City, Swansea e Watford ganharam as companhias de Brighton, Huddersfield e o retorno do Newcastle.

Contudo, apesar da crescente dos clubes emergentes, os gigantes parecem acordados. Numa terra onde o equilíbrio reina e não há, de fato, um time mais bem preparado que o outro, não se pode cravar um favorito. Quer dizer, quando não existe um soberano, aposte em Pep Guardiola.

PALPITE: Manchester City