domingo, 6 de agosto de 2017

Os cinco melhores jogadores do primeiro turno do Brasileirão 2017

O primeiro turno do Campeonato Brasileiro de 2017 não teve lá tanta emoção. De forma assustadora, o Corinthians despachou os 19 adversários, não perdeu uma única vez e já está próximo do heptacampeonato nacional. Com 47 pontos, o time do técnico Fábio Carille também venceu a crítica e se estabilizou como a principal força do futebol do país apesar de um padrão de jogo monótono mas fatal. Apesar da maestria do jovem treinador, são os jogadores os principais protagonistas do fenômeno corintiano. E assim como fizemos na temporada passada, escolhemos os cinco melhores jogadores do turno para tentar explicar como anda a Série A do Brasileirão. Confira.

No gol do absoluto Corinthians, Cássio voltou a viver grande fase (Bruno Ulivieri / Raw Image / Estadão) 
5° Bruno Silva (volante / Botafogo)

Bruno Silva manteve a boa forma do time de Jair Ventura 
(Foto: Satiro Sodré/SSPress/Botafogo)
Ainda sob o comando de Jair Ventura, o Botafogo não tem repetido o repertório de 2016 na atual temporada. Também não é para menos, o elenco escasso tem jogado em três frentes e não dá para manter a boa forma no Brasileiro, na Copa do Brasil e também na Taça Libertadores da América. A missão difícil do Glorioso no campeonato nacional revelou uma importante figura nessa campanha. O volante Bruno Silva, de 31 anos, demorou para se firmar no elenco alvinegro, mas, quando cobrado, correspondeu como poucos e é nome certo no onze inicial do professor Ventura.

Com bons desarmes, o que as vezes o leva ao destempero, Bruno Silva chamou atenção. Contudo, o volante também marcou gols, foram quatro nos 19 jogos do Fogão, com direito a belos chutes de fora de área. Foi por essas e também por outras grandes atuações que o jogador botafoguense ficou com a nossa quinta colocação.

4° Luan (atacante / Grêmio)

Luan é a maior joia do futebol brasileiro ainda atuando no país 
(Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação)
Uma das poucas estrelas da lendária campanha na Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016 que permaneceram jogando no Brasil, Luan seguiu desfilando um bom nesta temporada. O atacante do Grêmio optou por ficar no Imortal e correspondeu da maneira que o torcedor gaúcho esperava. Aos 24 anos, o paulista é considerado umas das grandes joias do futebol brasileiro e é bem possível que deixe o país ainda nessa janela de transferências na Europa.

No Brasileirão, o ligeirinho atacante marcou cinco gols e tem ajudado o time do técnico Renato Portaluppi a seguir atrás apenas do Corinthians. A fase é boa, é regular e importante nesse momento de crescente do tricolor gaúcho. Peça-chave nessa volta a conquistar títulos, Luan é o quarto colocado de nosso top cinco.

3° Guilherme Arana (lateral-esquerdo / Corinthians)

Boa surpresa, Arana se afirmou no time 
titular do Corinthians
(Alexandre Schneider/Getty Images)
Se Luan já é realidade no futebol brasileiro, eis que o nosso terceiro colocado é a grande joia do Brasileiro nesse primeiro turno. Aos 20 anos, Guilherme Arana fez o torcedor corintiano se esquecer de Fábio Santos, o lateral-esquerdo nas campanhas de título na Libertadores e no Mundial de Clube de 2012. A jovem promessa alvinegra foi importante até demais nos 19 jogos de invencibilidade na competição, com direito a peça da fechadura do setor defensivo e também com gols, como no clássico contra o Palmeiras na casa do rival. Com personalidade, a passagem de Arana pelo Timão deve se encerrar ao fim do Brasileirão. Já que talento o menino tem de sobra, é difícil que o Corinthians segure o lateral para 2018. Porém, ainda é 2017 e Arana ainda tem muito futebol para mostrar no decorrer do campeonato.


2° Balbuena (zagueiro / Corinthians)

Um líder, Balbuena segura na defesa e também marca os seus gols 
(Divulgação/Arena Corinthians)
O segundo colocado é o pilar da defesa corintiana. Abençoado pela escola de Carlos Gamarra, o também paraguaio Balbuena ajudou o Corinthians a não sofrer muitos gols nesse primeiro turno. A melhor defesa do campeonato foi vazada apenas nove vezes e o zagueiro de 25 anos foi, sem dúvida, protagonista. O defensor também decide. Com gols, Balbuena também foi responsável por marcar em partidas que pareciam empatadas.

1° Jô (atacante / Corinthians)

A defesa do Corinthians é o setor que mais chama a atenção de quem assiste aos jogos. Por outro lado, no ataque, o Timão não deixou a desejar nesse primeiro turno. Com liderança e experiência, Jô é o dono da posição. Aos 30 anos, o atacante soma 11 gols, é o artilheiro do Brasileirão e mostra como o tempo foi bom para a sua carreira. Bem no Atlético Mineiro em anos passados, Jô segue na boa forma e resolveu diversos jogos para o Timão na atual competição. O craque dos clássicos. O atacante, que foi reserva de Fred na Copa do Mundo de 2014, tem conseguido ajudar o Corinthians a vencer os principais adversários paulistas. Em 2017, o Alvinegro não perdeu nenhum clássico e ainda vive uma invencibilidade de 34 partidas. É fantástico, é Jô, o líder de nossa lista.
De volta ao Timão, Jô se recolocou no cenário do futebol brasileiro (Tiago Caldas /Fotoarena/Folhapress)

Bônus: Cássio e Vanderlei (goleiros / Corinthians-Santos)

Vanderlei é o goleiro do Brasileirão até o momento
(Lucas Baptista / Futura Press)
Em um campeonato de algumas defesas sólidas, não poderíamos deixar de homenagear dois goleiros que podem ser chamados de craque. O primeiro é Cássio, que se recuperou após anos flertando com a reserva, e voltou a titularidade no Corinthians. O segundo é Vanderlei, o arqueiro que supera o esquema suicida armado por Levir Culpi no Santos, para se consagrar.

Um ou outro?
Em campo, Cássio possui uma defesa mais bem montada, o que não tira os méritos do bom goleiro. Ele defende pênaltis, se agiganta no momento certo e evita os gols adversários.

Já Vanderlei foi o cara, de fato, o melhor goleiro do primeiro turno. Nesses primeiro semestre, o goleiro venceu a turbulência santista, se afirmou como o dono da defesa do Peixe e merece sim uma convocação para a Seleção Brasileira.