domingo, 20 de novembro de 2016

Fórmula 1 2016 – Outubro

Na semana decisiva para a temporada 2016 da Fórmula 1, o mês de outubro volta a ser destaque. Em mês de muitas provas, a briga entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg se acirrou, além da confirmação do tri-consecutivo da Mercedes no Mundial de Construtores. O mês foi intenso, quatro corridas que terminaram por apresentar mais um vencedor no ano e confirmar a pequena vantagem de Nico para Lewis.
A uma semana da definição, Lewis Hamilton terá que vencer e torcer por erro de Rosberg. Alemão acelera para o inédito título. (Getty Images)
Outubro começou com o Grande Prêmio da Malásia, onde Lewis Hamilton incrivelmente abandonou a disputa, foi o divisor de águas para Rosberg, que conquistou a terceira colocação no GP, possuir a vantagem atual na competição. A prova foi vencida por Daniel Ricciardo, a primeira do australiano no ano, ele estava devendo! O segundo foi Max Verstappen, fazendo dobradinha da RBR, equipe que vai ressurgindo e conseguiu bem bater a Ferrari na temporada, será mesmo que os austríacos terão forças para se levantar nos próximos anos? Complexo, mas o fato é que a Malásia foi a primeira do recheado mês, que seguiu na Ásia e desembarcou no Japão.

Na terra do sol nascente, Nico Rosberg deu prosseguimento ao melhor ano de sua carreira, venceu a prova, observou Hamilton chegar apenas em terceiro e notou novamente a presença do intruso Max Verstappen. O holandês de dezenove anos se meteu na briga das Mercedes e fez Lewis perder preciosos pontos, enquanto Rosberg voou alto para se aproximar do título. Pontos para a Ferrari, que colocou Vettel e Raikkonen na quarta e quinta colocação, respectivamente. Quem também cresceu demais nesta reta final foi a Force India, equipe que errou pouquíssimo e conseguiu manter um bom padrão ao ser pilotada por Sergio Pérez e Nico Hulkenberg, sétimo e oitavo lugar para a dupla.

Da Ásia para a América do Norte, os Estados Unidos enfim recebeu a temporada 2016, a América prometia acirrar a briga. Lewis Hamilton se recolocou no Mundial, vencendo a prova com tranquilidade. A resposta do inglês tinha que vir diante da vantagem de Rosberg nas últimas provas. Contudo a dobradinha da Mercedes manteve o alemão bem na liderança. Daniel Ricciardo completou o pódio e abriu vantagem em terceiro lugar, apesar de Vettel alternar bons momentos.

O penúltimo mês de disputas no Mundial de Fórmula 1 foi encerrado no México, mais um Grande Prêmio facilmente vencido por Lewis Hamilton. O inglês corre contra o atraso para buscar a virada contra o seu companheiro e rival. Apesar de tudo, a estratégia de Nico é clara, terminar ao menos na segunda colocação para se tornar campeão pela primeira vez, ele pode, justo pela vantagem que o mesmo possui desde o abandono de Lewis na Malásia. Rosberg repetiu a dobradinha e Ricciardo completou o pódio mais uma vez.

A Fórmula 1 no mês de outubro apenas confirmou o que vem acontecendo nos últimos três anos de disputa, a Mercedes joga um jogo à parte, despacha os adversários com facilidade e cria brigas internas para definir o campeão da temporada. A RBR é a escuderia que perdeu fôlego após a mudança das regras e ascensão da Mercedes, mas vai respirando como a segunda melhor, a Ferrari ainda tem mostrado muito pouco, mesmo com dois pilotos de alto escalão.

Por fim, o Brasil observou como figurante outubro passar, Felipe Massa conseguiu pontuar no GP do Japão, terminando em nono, no GP dos Estados Unidos, ficando com a sétima colocação e no México, ao repetir a nona posição. Felipe Nasr seguiu sem pontuar e periga para a próxima temporada.

Novembro já chegou e trouxe um dos melhores Grande Prêmio do Brasil dos últimos anos. Apesar de já ter acontecido, o novembro da F1 aqui na Tribuna chegará apenas no próximo domingo, com o que de melhor aconteceu em Interlagos, o emocionante adeus de Felipe Massa e com o grande campeão da temporada 2016, Lewis Hamilton ou Nico Rosberg.

Até lá!