terça-feira, 30 de agosto de 2016

Raio-x Serie A TIM 2016/2017

Enfraquecida como nunca, tradicional como sempre! A Serie A do Calcio chega a um momento turbulento tendo em vista a germanização do futebol tetracampeão do mundo. A Juventus, pentacampeã consecutiva vive a brilhar e, mesmo perdendo Pogba para o Manchester United, há vida em Turim sem o camisa 10. A Velha Senhora bombardeou o mercado, trouxe nomes de qualidade ímpar, montou um elenco para enfim brigar pelo título da Champions. Enquanto isso, Roma e Napoli enfraquecem e terão que se desdobrar para brigar pela segunda colocação. Na Madonnina, a dupla tradicional segue em ostracismo, vamos ao raio-x de 2016/2017!
Terra de um clube só! Juve é muito favorita ao hexa. (Tribuna do Cisco)
FAVORITO AO TÍTULO

Juventus
Títulos: 32
Posição em 2015/2016:
Técnico: Massimiliano Allegri
Principal Jogador: Gonzalo Higuaín
Aposta: Marko Pjaca

Pentacampeã consecutiva, a Juventus entra em 2016/2017 ainda mais favorita. O time de Allegri montou um verdadeiro esquadrão para assustar o resto do continente. Veio jovem promessa, veio jogador multicampeão, veio experiência e veio craque no auge da carreira, tudo isso para somar no elenco que coleciona títulos nacionais. Vale ressaltar que a Velha Senhora vem de dois anos consecutivos vencendo o Calcio e a Copa Itália, alguém tem capacidade de bater a Bianconeri? Difícil e as previsões pós-contratações tratam de desanimar os rivais. Há rivais, a germanização do futebol italiano transformou a Juve num Bayern de Munique, o hexa já está muito próximo!

Dani Alves chegou para um grande desafio aos 33 anos.
 (Juventus)
Cinco reforços que comprovam o momento Bávaro da Juventus, dois vindo de rivais nacionais, Miralem Pjanic deixou a Roma para conquistar títulos, a Juventus é o lugar certo, apesar de odiado no Olímpico. Outro que desembarcou em Turim foi Higuaín, o ex-atacante do Napoli abriu mão da idolatria do San Paolo e foi para Juve almejando voos ainda mais altos. Vale destacar que o argentino conseguiu, na temporada passada, se tornar o maior artilheiro do Calcio em uma única temporada, rendeu como nunca havia rendido, está no seu auge. Outro que optou por retornar a Bota foi Medhi Benatia, o marroquino brilhou pela Roma, conseguindo um belíssimo contrato com o Bayern de Pep. Sem conseguir uma sequência, Benatia volta ao Calcio para jogar com frequência pelo time do Allegri, voltará a ter alegria no futebol? É provável!

Por fim, dois reforços bem distintos, o primeiro é brasileiro, é craque na posição e topou um desafio que comprova que Daniel Alves ainda quer muito aproveitar a sua carreira. Jogar na Juventus será uma tarefa e tanto para o lateral direito que abriu mão da tranquilidade de Barcelona, agora, terá de se encaixar no histórico 3-5-2 de Turim e se reciclar noutra filosofia. Quem encerra a lista de contratações até então é Marko Pjaca, croata de 21 anos, que chega como alternativa e principal aposta jovem. Terá menos espaço, mas precisa de sequência para se apresentar.

A Juventus é o time a ser batido, a ausência de Pogba não será sentida, então não será batido, fim de papo!

BRIGA PELO G3

Fiorentina
Títulos: 2
Posição em 2015/2016:
Técnico: Paulo Sousa
Principal Jogador: Nikola Kalinić
Aposta: Carlos Sánchez
Competente, Carlos Sanchez já se integrou a Viola.
 (Gazetta World)

Batendo na trave pelo menos nos últimos quatro anos, a Fiorentina enfim tem uma sequência sob o comando de Paulo Sousa. Para a temporada, a Viola mantém seu elenco mediano que é bastante encaixado. A fé segue depositada em Nikola Kalinić, o meio de campo é comandado pelo excelente e injustiçado Borja Valero e aposta em Carlos Sánchez para equilibrar a transição de defesa para o ataque. Além disso, a Fiorentina renovou o empréstimo de Cristian Tello, o pupilo de Pep Guardiola não consegue se firmar após a época de Barcelona, é bom jogador e engata a segunda temporada na Fiorentina, seu desempenho pode ajudar a Viola ou ser esquecido pelo tempo. Dos candidatos ao G3, a Fiorentina ainda é a mais limitada, apesar disso, apostará no desmanche da dupla Roma-Napoli para brigar por vaga na Liga dos Campeões, será uma boa batalha.

Internazionale
Títulos: 18
Posição em 2015/2016:
Técnico: Frank de Boer
Principal Jogador: Samir Handanovič
Aposta: João Mário

Mudanças e mais mudanças em nova temporada da Internazionale. Agora sob nova direção, o time Nerazzurri já prometia em tempo passados, mas os problemas se tornaram maiores e os tropeços diante de qualquer adversário prejudicou o time de Milão, que bateu na trave e terminou em quarto. Para a nova temporada, a Inter dos chineses investiu pesado demais, dispensou o bom Roberto Mancini e deu a Frank de Boer a missão de resgatar a pesada camisa dos azuis e pretos. O investimento foi enorme e o a Inter necessita de urgência para garantir o retorno, de maior experiência, Éver Banega terá mais uma chance de provar que é um jogador diferenciado, se recuperou no Sevilla de Emery, na Itália a dificuldade é ainda maior. Também experiente, Antonio Candreva deixou a Lazio para ter nova chance em um gigante, tudo bem, não dá para rotular a Inter como gigante pelo momento que ela vive, mas as chances de G3 agora são grandes.

Campeão olímpico, chegou a vez de Gabigol na Europa.
(Arquivo CBF)
Ansaldi veio para disputar posição na lateral esquerda, posição na qual a Internazionale ainda é carente. Ansaldi não é o nome para se impor, o setor deve seguir deficiente. Contudo, o mais legal no projeto da Nerazzurri foram as apostas, jovens como Gabriel Barbosa, o Gabigol, e João Mário, sensação da UEFA Euro 2016. Gabriel assume a camisa 10 e a responsabilidade de novamente “embrasileirar” a Internazionale, é um bom nome e parece já chegar na forma física interessante para o futebol da Europa. Já para João Mário a cobrança será maior, o meia teve atuação de muito destaque na campanha inédita de Portugal, chega para ser titular e resolver.

A equipe da Inter é bastante interessante, segue tendo Samir Handanovič como principal jogador, persiste em nomes de muito talento como Perisic e conseguiu segurar Icardi, a vida pode ser bem lucrativa para a versão chinesa do time mais internacional da Itália.

Napoli
Títulos: 2
Posição em 2015/2016:
Técnico: Maurizio Sarri
Principal Jogador: Marek Hamsik
Aposta: Arkadiusz Milik

Milik já marcou gols, mas tem bola para suprir a
 perda de Higuaín? (Goal)
Em ascensão após o vicecampeonato na temporada passada, o Napoli enfraqueceu. Gonzalo Higuaín cansou de esperar, se mostrou incapaz de levar os napolitanos ao topo, aceitou a facilidade de Juventus e deixou os torcedores azuis celestes órfãos. A decepção foi tão grande que o clube contratou apenas um jogador para a nova temporada, Arkadiusz Milik veio e já assumiu a condição de Higuaín, marcou dois gols contra o Milan e quer ganhar o coração do San Paolo.

Difícil acreditar que o Napoli possa repetir o desempenho da temporada passada, porém o elenco é praticamente o mesmo, Marek Hamsik persiste na utopia de um título que colocaria fim ao jejum que dura desde os tempos pós-Diego Maradona. O Napoli tem um bom elenco, de nomes excelentes, além de uma verdadeira fortaleza, no San Paolo o clube é quase imbatível. Maurizio Sarri encaixou e é nome certo para carregar o Napoli em temporada de Calcio, Copa Itália e Champions League.

Os napolitanos terão mais dificuldades em 2016/2017 para se manter entre os três primeiros, mas a consistência é a chave do sucesso no time que consegue ser regular nos últimos anos.

Roma
Títulos: 3
Posição em 2015/2016:
Técnico: Luciano Spalletti
Principal Jogador: Francesco Totti
Aposta: Bruno Peres

Alisson é mais um brasileiro a pousar em Roma. (AS Roma)
No clube onde Totti segue como o maior destaque, a vida segue idêntica. A Roma mudou o comando técnico na metade da temporada passada, Spalletti voltou ao lugar onde mais foi feliz na carreira e resgatou a esperança, colocando os romanistas no top3 da Serie A. Para a nova temporada, os Giallorossi prometem mais competitividade e regularidade, o elenco foi bem reforçado para confirmar toda essa projeção. Diferente do Napoli, a ausência de Pjanic é mais fácil de ser trabalhada por parte da Roma, é um grande jogador, mas Strootman também é de alto nível, só precisa de ter constância e não sofrer mais lesões.

As contratações foram interessantíssimas, mas será que a Roma engrena e encerra com as características romadas? Alisson para o gol, Juan Jesus , Vermaelen e Federico Fazio para a zaga, Mario Rui para a lateral esquerda e Bruno Peres para a direita e os retornos de Paredes, Gerson e Iturbe. A Roma preparou quase um time inteiro, o setor defensivo foi completamente reformulado, tudo para recuperar a regularidade. Possivelmente a última temporada de Francesco Totti, o clube da capital sabe que o momento é único, ainda é a segunda força do futebol italiano, mas a ferocidade da Juventus assusta e prejudica demais os romanistas na disputa pelo Scudetto.

É difícil, apesar de Szczęsny , El Shaarawy, Dzeko e Nainggolan, a Roma ainda não tem elenco nem preparo psicológico para o embate contra a Velha Senhora. É fato, ela é fortíssima candidata ao vice, mas a concorrência aumentou e a Roma não pode se perder na falsa impressão de que rivaliza com a Juventus.

PODE SURPREENDER

Lazio
Títulos: 2
Posição em 2015/2016:
Técnico: Simone Inzaghi
Principal Jogador: Lucas Biglia
Aposta: Ciro Immobile

Inzaghi tenta salvar a Lazio após passagem de Bielsa.
(Gazetta World)
Rival da Roma, a Lazio prometeu demais para a nova temporada, mas o mal explicado resultou num planejamento maluco que pode comprometer o desempenho. Marcelo Bielsa foi o eleito, assinou com o clube e topou o desafio de resgatar a águia Biancocelesti. Polêmico, dois dias após assinas, o argentino pediu demissão e deixou a Lazio na mão. Prestes a começar a temporada, o time precisou agir muito rápido e apostou as suas fichas num velho conhecido, Simone Inzaghi, o ídolo caseiro. Apesar dos pesares, da ferida criada por Biesa, a Lazio tenta sobreviver e para isso trouxe reforços pontuais. Jordan Lukaku para a lateral, Wallace para a zaga, Leitner para o meio campo e a principal estrela, Immobile para o ataque. O time é razoável e pode brigar por vaga na Liga Europa, mas o caos que Bielsa ocasionou pôs fim ao projeto 2016/2017 da Lazio, mais um ato de antiprofissionalismo de um louco que há tempos não faz um trabalho de qualidade.

Torino
Títulos: 7
Posição em 2015/2016: 12°
Técnico: Siniša Mihajlović
Principal Jogador: Maxi López
Aposta: Joe Hart

Joe Hart surpreendeu e vai defender as cores do Torino.
 (Getty Images)
Surpreendente desde o anúncio do técnico, o Torino segue mandando ver na janela de verão da Europa. O time trouxe nomes muito conhecidos no país, além do goleiro inglês Joe Hart, renegado por Pep Guardiola. Mihajlovic chega ao time de Turim após passagem de insucesso pelo Milan, o sérvio chegou a zona de conforto e apostou as fichas em ex-jogadores da Roma, que são Ljajic, Falque e Leandro Castán. Além deles, a equipe vinho tinto possui bons nomes que compõem o elenco interessante, Belotti é esse cara, no ataque é um dos melhores no Calcio. A interrogação fica por conta de Hart, o inglês vem se aventurar na Itália por apenas uma temporada ou a ideia é sequência em Turim? Chega para ser titular, é um grande goleiro e precisará de adaptação. São novos tempos no Torino e a projeção é surpreender a todo custo.

NO LIMBO

Milan
Títulos: 18
Posição em 2015/2016:
Técnico: Vincenzo Montella
Principal Jogador: Carlos Bacca
Aposta: Gianluigi Donnarumma

Ídolo da Roma, Montella agora treina o Milan.
 (Gazetta World)
Defunto de uma grande história, o Milan segue no limbo para a nova temporada. O que é que é o Milan em 2016/2017? Um clube que permanece insistindo em erros, que aposta em técnicos e que os dispensam na metade do ano, um time que contrata muito errado e que queima as joias de uma base sete vezes campeã da Europa. Vincenzo Montella foi o escolhido para dar sequência a essa história de fracassos recentes, é um técnico promissor, tem feito bons trabalhos, mas as contratações do Milan não empolgam, o desempenho em campo também não, não há o que se falar do Rossonero, o caminho é bastante obscuro. Sob nova direção, o time da capital da moda deve se espelhar no projeto interista, o seu rival, apesar de ainda não haver um grande resultado. O Milan sofre, peca, chora, os torcedores se alimentam de falsas esperanças, não há vida nos dias futuros de ex-gigante italiano.

FIGURANTES

Atalanta, Bologna, Cagliari, Chievo, Crotone, Empoli, Palermo, Pescara, Sampdoria, Sassuolo e Udinese completam a lista dos vinte melhores representantes do futebol italiano. São coadjuvantes que quase sempre incomodam os protagonistas, com exceção a Juventus. Na terra onde ninguém costuma se dar por vencido, a Velha Senhora domina o mapa da Bota e observa distante a briga por vaga no G3, na busca por vaga da Liga Europa e pela permanência na Serie A TIM. Falta muito para a Itália voltar a rota das grandes ligas europeias, enquanto isso, a Juve segue caçando a Liga dos Campeões da Europa.

PALPITE: Juventus