segunda-feira, 23 de maio de 2016

Atlético de Madrid 2015/2016 – As 3 melhores partidas

Entramos na última semana da temporada 2015/2016 do futebol europeu, o momento chave para a decisão da Liga dos Campeões da Europa, Real e Atlético seguem suas preparações para reeditar o confronto onde o San Siro será o palco. Prosseguindo com o nosso especial, confira as três melhores partidas, elencadas por nós, dos Colchoneros, equipe que teve um início de jornada questionável, mas renasceu com o passar dos meses e surpreendeu o continente ao eliminar gigantes de orçamentos absurdos. É o time de Diego Simeone, em nome de mais um sonho, explode o Calderón!
O gol de Saúl, a reação de atletas e a explosão dos torcedores no Calderón. (Facebook: UEFA)
3 - Real Madrid 0 x 1 Atlético de Madrid

Griezmann foi o cara contra o Real no Bernabéu,
a primeira derrota de Zidane. (Getty Images)
Única partida fora da Liga dos Campeões, o Atlético foi ao Bernabéu para manter a escrita invicta contra o Real Madrid, o clube não perde para os rivais em La Liga há três anos, na Champions o Real costuma levar vantagem. Os Colchoneros já davam mostras de que iriam crescer, o Real de Zidane ainda não havia perdido, vivia um grande momento. O clássico da capital era o cenário perfeito para ambos os clubes apresentarem evolução e definir quem poderia desafiar o Barcelona no campeonato, se é que poderia. Contudo o Atlético não deu maiores chances para os comandados de Zidane, se utilizou mais uma vez do decisivo Griezmann para conquistar 3 pontos, vencer o rival na própria casa adversária e mostrar o quão forte ainda é, vitória importantíssima.

2 - Atlético de Madrid 2 x 0 Barcelona

Catalães inconsoláveis na comemoração colchonera.
(Getty Images)
O jogo chave para a confirmação do momento Colchonero, não só a partida de volta, mas o conjunto das quartas de final, a classificação diante do Barcelona, o time mais temido da Europa, a força do elenco de Simeone consagrou o Atlético. O Barcelona estava num bom momento, eliminou novamente o Arsenal (com muita facilidade), porém foi completamente ingênuo ao duelar contra o Atlético, conseguiu ser dominado, tomar gol de um de seus principais algozes, Fernando Torres, e praticamente só conseguiu a virada por causa da expulsão do atacante espanhol. No jogo de volta, a resposta, o Atlético foi muito superior, fez o jogo certeiro, partiu para cima do Barcelona em seu jogo de rápidos contra-ataques e se apoiou em atletas decisivos. Primeiramente o atacante Griezmann, o francês mais decisivo da temporada, que marcou os dois gols que eliminaram o Barcelona naquela ocasião, o lateral Filipe Luís, que rende o inimaginável quando Diego Simeone está no comando e Diego Godín, a raça uruguaia resumida ao capitão celeste, é um dos gigantes da defesa.

1 - Atlético de Madrid 1 x 0 Bayern de Munique

Griezmann decisivo desde que pisou em Madri,
repetirá em Milão? (Facebook UEFA)
O jogo contra o Barcelona foi bem mais significativo e não seria absurdo se ele estivesse liderando nossa lista, mas a atuação do Atleti na partida de ida contra o Bayern de Munique foi completa, jogadores desfilaram talento e comandaram uma partida digna do golaço de Saúl. A atuação de gala foi fundamental para a classificação dos Colchoneros para a final, dedicação de todos os setores, do mais longe da arquibancada, ao gandula do clube, o Atlético é coração e talento para enfim conquistar a Liga dos Campeões da UEFA, a história deve isso ao time que vai com unhas e dentes para a revanche contra o Real, é o desafio final para um ciclo que está próximo do fim.