quarta-feira, 13 de abril de 2016

UEFA Champions League Quartas de Final (Destaques)

A rodada que privilegiou jogo defensivo e magia de Cristiano Ronaldo garantiu Atlético de Madrid, Bayern de Munique, Manchester City e Real Madrid nas semifinais da Liga dos Campeões da Europa. A fase tratou de surpreender o mundo com mais uma eliminação do Barcelona para os Colchoneros de Diego Simeone, foi a primeira derrota de Luis Enrique para o argentino, o técnico do clube de Madri segue brilhante e não dá mostras de desgaste, foram feitos um para o outro. Um Barcelona que de repente caiu de nível, aos poucos o trio MSN entrou em má fase, Iniesta e Rakitic pararam de atuar nos seus auges da temporada, a decepção foi total e o time a ser batido foi batido.
As quartas de final e os semifinalistas da temporada mais inusitada da Europa. (Montagem: Tribuna do Cisco)
Méritos absurdos para os Colchoneros que após duas temporadas volta a semifinal da Liga. O clube perdeu suas grandes estrelas, Courtois e Diego Costa seguem na temporada mediana do Chelsea e Arda Turan é reserva do Barcelona, porém Simeone encontrou peças perfeitas, Antoine Griezmann é o cara desde que chegou, Ferreira Carrasco é veloz e finaliza bem, sem falar do sistema de defesa fenomenal. É raça, prática e muito futebol! Do outro lado da capital, observamos Cristiano Ronaldo falar e cumprir, o português teve duas semanas bem conturbadas, foi ao êxtase ao decidir “El Clasico” contra o Barcelona e depois sofreu derrota surpresa diante do Wolfsburg na Alemanha. Contudo a segunda semana foi muito tranquila, marcando 4 gols num intervalo de tempo de três dias, fenomenal!

A chegada de Zidane trouxe um moral absurda para o elenco Madridista, o time voltou a ter vontade de vencer o jogos e vai elevando o seu futebol no momento certo, será que Ronaldo será decisivo como foi há dois anos atrás? Difícil afirmar, mas a camisa é pesada, o francês do banco é vitorioso e o português é único. Segue o espetáculo! Pep Guardiola coloca novamente o Bayern de Munique na semifinal da Champions, sob o seu comando, os alemãs chegaram sempre a fase, porém sempre caindo nela, uma para Real Madrid e outra para o Barcelona. Diante do Benfica, vimos um Bayern bem postado como sempre, mas o clube não é mais unanimidade e em vários momentos os Encarnados jogaram de igual para igual e marcaram até melhor que a Juventus nas oitavas de final. Fortalecido pelo tempo, os Bávaros entram mais experientes que nas eliminações passadas, Pep Guardiola terá uma última chance de entrar de vez para a história do Bayern e não deixar a Alemanha com um trabalho comum, será o último desafio do excelente e maior técnico do século em Munique.

Último classificado e tratado como a grande surpresa da temporada na Liga dos Campeões, o Manchester City poderá ter no sorteio a oportunidade de duelar contra Pep Guardiola na semifinal. Ironia do destino, os Citizens contrataram o espanhol para afirmar seu nome na história atual do futebol, mas a experiência de Manuel Pellegrini em copas foi fundamental para a classificação inédita dos azuis de Manchester. O jogo virou na Inglaterra, enquanto acompanhamos a briga de Leicester e Tottenham pelo título na Premier League, temos o Manchester de menor tradição representando o país entre os quatro melhores da Europa, mérito do chileno do banco de reservas.

Pellegrini conseguiu montar um time muito bem postado tanto na ida quanto na volta, um meio de campo formado por Fernando e Fernandinho, a dupla brasileira segurou e praticamente anulou Di María das quartas de final, o PSG não funcionou sem o argentino. Outro que mandou muito bem foi Kevin De Bruyne, o garoto belga rejeitado por José Mourinho foi frio e marcou dois belos gols na classificação dos Citizens, que agora vão debutar nas semifinais. O roteiro do City na Liga dos Campeões é bastante semelhante ao último campeão inglês na competição, o Chelsea de 2012 mal tinha perspectivas, era tratado como zebra em cada fase e foi vencedor aos trancos e barrancos. A diferença é que o elenco atual do Manchester City é mais forte e bem treinado, o desafio é enorme e Pellegrini e seus comandados adoram os desafios.

Destaque da rodada: Atlético de Madrid

Mico da rodada: O trio Messi, Neymar e Suárez

Craque da rodada: Kevin De Bruyne

Golaço da rodada: Kevin de Bruyne (Manchester City 1 x 0 PSG)