segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Mais brilhante que Pep e Enrique juntos, Zidane terá prova de fogo em Madri

É fato! Zinedine Zidane, um dos maiores jogadores da história do futebol e ídolo do Real Madrid, é o novo técnico do gigante da capital espanhola. Uma decisão completamente tardia do presidente Florentino Pérez, tendo em vista um planejamento maluco que dispensou Carlo Ancelotti e colocou Rafa Benítez numa sinuca de bico. O insucesso do espanhol não comprometerá o trabalho de Zizou, tendo em vista do carinho do elenco para com o craque francês, que participou da campanha de La Decima sendo auxiliar de Ancelotti e por ter uma história brilhante pelo clube.
Zinedine Zidane e mais uma emergência de Florentino, difícil missão do craque francês. (Real Madrid Divulgação)
O momento é bastante inoportuno, pesa contra Zidane a fase preguiçosa do atual elenco do Real Madrid, time que ocupa apenas a terceira colocação de La Liga e observa Atlético e Barcelona brigarem como gigantes de verdade. Digamos que Zidane tem um peso ainda maior que Pep Guardiola tinha quando assumiu o comando técnico do Barcelona, mas a direção catalã foi muito mais certeira, esperou o momento certo e preparou Pep e elenco para o início de temporada. O ex-camisa 5 é lançado na metade do ano, nos moldes de Seedorf no Milan e pode ter seu trabalho atrapalhado ou pelo menos questionado com mais rapidez, será árduo, terá uma prova de fogo.

Se compararmos com os maiores rivais do Real, as fórmulas tem dado bastante certo, primeiramente o Barcelona com Pep Guardiola e posteriormente com Luis Enrique. Depois também tivemos o Atlético de Madrid apostando em Diego Simeone, o argentino recolocou os Colchoneros no topo do futebol espanhol, estabilizando a equipe. No Real Madrid, para variar um pouco, a tarefa é ainda mais complicada, tendo em vista a pressão que qualquer pessoa sofre ao trabalhar no clube mais difícil da história do futebol. Somado a isso, Zidane terá de se mostrar mais equilibrado como técnico, como jogador, não precisamos elencar os incidentes do meia, mas vale ressaltar o seu último ato como jogador profissional.

Lenda dos campos, Zidane agora ocupará o
 banco do lendário Real Madrid. (AP)
Levando em conta o Zidane treinador, é possível observar algo semelhante a Pep, Enrique e Simeone, foi um cara que se preparou, estudou futebol por quase dez anos e volta ao cenário esportivo após viver no anonimato ou pelo menos nos bastidores. Contudo a volta de Zizou é algo de um valor imensurável para o futebol, em tempos de pouca técnica e domínio de pouquíssimos clubes, o retorno do ídolo promete acirrar a briga na Espanha, recolocar Real Madrid nos trilhos encerrar com um dos principais defeitos de Florentino Pérez, a rápida troca de jogadores no elenco, é necessário continuidade e Zidane tem moral suficiente para bater de frente com o presidente.

Nos mais, toda a sorte do mundo para Zinedine Zidane, seria a realização do futebol o sucesso do novo técnico do Real Madrid, um dos maiores jogadores da história do lendário clube Merengue.