segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Era uma vez uma marca

O Grande Prêmio de Cingapura sempre promete boas surpresas e em 2015 não foi diferente, domínio de Sebastian Vettel, fracasso da Mercedes e respiro da RBR, a prova noturna foi tudo isso e muito mais. A Ferrari fechou a pole com o alemão, era o início de uma prova muito promissora e importante para as pretensões da escuderia ainda nesta temporada, tendo em vista a timidez de Rosberg no ano e as constantes oscilações do quase campeão Lewis Hamilton.
Vettel ultrapassou Ayrton Senna e segue escrevendo seu nome na Fórmula 1. (Independent UK)
A prova teve de tudo, de batidas que complicaram a vida de alguns pilotos (como Felipe Massa), recorde de vitórias de Vettel e até mesmo um cidadão invadindo a pista de prova. Na metade da corrida, um homem entrou na pista e desfilou durante alguns minutos, o safety car foi acionado e nada de mais aconteceu, um amadorismo padrão FIFA em plena Fórmula 1. Seis pilotos abandonaram a prova antes do final, entre eles estavam a dupla da McLaren (Button e Alonso), Felipe Massa e o mais impressionante, Lewis Hamilton também não suportou as complexidades de Cingapura, deixou o GP.

Quem não tinha nada a ver com os problemas e acidentes tratou apenas de arrancar para pontuar, foram os casos de Sebastian Vettel, Daniel Ricciardo e Kimi Raikkonen, o alemão dá mostras de que voltará cada vez mais forte e que a Ferrari pode voltar a disputar títulos em um futuro próximo, enquanto Ricciardo precisava de uma corrida consistente para resgatar as ambições da RBR, conseguiu! Por fim, Kimi Raikkonen manteve a boa fase de Ferrari e seguiu em terceiro até o final da prova, o Homem de Gelo é forte e já supera o Alonso da temporada passada também pela equipe.

Salvando o fim de semana da Mercedes, Nico Rosberg foi quarto colocado, porém manteve o seu padrão de desempenho na temporada, discrição e nada mais. É impressionante observar a timidez do alemão que chegou a fazer frente contra Hamilton no último ano, está devendo e precisa aparecer. Também vale o destaque para o nível da prova, sempre que a Mercedes não vai bem os Grandes Prêmios são mais emocionantes, com outras equipes brigando sem tantas diferenças, trazendo a F1 de volta para o mundo dos mortais.

Um pódio diferente em pleno 2015. (AFP)
Sebastian Vettel chegou a terceira vitória na temporada, se igualou ao mesmo número de Rosberg e está muito próximo de assumir o segundo lugar geral, a fase é muito boa para o alemão da Ferrari que bateu novo recorde e ultrapassou o nosso lendário Ayrton Senna em número de vitórias. Por ainda ser muito jovem e já possuir quatro títulos mundiais, Vettel tem tempo e talento para almejar marcas ainda maiores, é um fenômeno. Com a ascensão de Raikkonen e Bottas, Felipe Massa acabou perdendo duas posições no ranking geral, estacionando em sexto lugar.

Sem tanto tempo para descansar ou até mesmo pensar, a Fórmula 1 retorna já no próximo fim de semana, o Grande Prêmio do Japão tem toda a cara de dobradinha das Mercedes, Lewis Hamilton adora aprontar em solo oriental. Contudo, uma coisa é bem verdade e anima qualquer fã de Fórmula 1, a Ferrari está de volta e Sebastian Vettel é o cara certo para acirrar a briga de equipes, embora 2015 já esteja praticamente decidido, é claro.

Até a próxima segunda com o GP do Japão!