sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Raio-x La Liga 2015/2016

Última grande liga a iniciar, o Campeonato Espanhol chega novamente embalado com os dois últimos campeões europeus, além do bicampeão da Liga Europa e do Atlético de Simeone. Atual campeão de tudo, o Barcelona entra como o grande favorito, o Real Madrid optou pela renovação no comando técnico e deverá penar no início, enquanto o Atlético reforçou os setores carentes, teremos grandes embates, mas só dois clubes brigarão pelo título, algo que sempre aconteceu com exceção da temporada 2013/2014.
Gigantes devem dominar a temporada, mas coadjuvantes impõem respeito. (Tribuna do Cisco)
 
O Barcelona não pode se reforçar para o início do ano, devido a suspensão da UEFA na questão do Fair Play financeiro, com isso o clube catalão contratou dois bons jogadores que só poderão estrear em janeiro de 2016. Aleix Vidal é lateral, meia e ponta, será de uma utilidade imensa, já Arda Turan é ainda mais fenomenal, brilhou no Galatasaray e no Atlético foi ainda melhor, tem tudo para se firmar e certamente brigará pela titularidade. Como a dupla não pode estrear, o Barça seguirá com seu time principal desfalcado de peças que deixaram o elenco, os destaques foram as saídas de Montoya (Internazionale) e principalmente de Pedro Rodríguez, o talismã catalão aguentou até onde pode, não foi valorizado e seguiu para o Chelsea.

Badalado, Arda Turan só estreia em janeiro.
(Barcelona Oficial)
Montoya seria importante para a reserva de Daniel Alves, Douglas não tem condições técnicas de suprir essa vaga, já Pedro era o reserva direto para o trio ofensivo, o time culé vai precisar ir ao mercado catar algum atleta da posição, Nolito é especulado. Apesar de alguns pecados, o Barcelona ainda é o principal favorito na temporada, é o time a ser batido, mostrou isso na temporada passada, embora tenha oscilado bastante nas duas Super Copas disputadas neste início de novo ano. O ataque não decepcionou diante do Sevilla, mas a volta de Neymar é crucial para as pretensões do time de Luis Enrique, enquanto que a defesa tem deixado a desejar, tomou 9 gols em apenas três jogos oficiais, o temperamento de Piqué e as falhas individuais de Mathieu, Adriano e Daniel Alves podem comprometer o grupo, que ainda conta com os talentos de Suárez e do possível melhor jogador da Europa Lionel Messi.

Decepcionante no ano passado, o Real Madrid não conseguiu manter o rendimento de 2014 e despencou em 2015, perdendo todos os títulos disputados, sobrou para Carlo Ancelotti. O homem que conquistou La Decima foi posto para fora de maneira bastante injusta, a ingratidão Madridista já era famosa, mas cresceu nos últimos anos, Di María, Higuaín, Raúl, Ancelotti e até mesmo o maior goleiro de todos os tempos do clube, Íker Casillas também disse adeus (pelas portas dos fundos). Rafa Benítez, espanhol de Madri, no currículo um título europeu, um Campeonato Espanhol e várias passagens por clubes gigantes, o técnico volta a Espanha após trabalhos em Inglaterra e Itália. No Real a pressão aumenta e Benítez terá de mostrar resultados logo em sua primeira temporada, mesmo com o elenco bastante desgastado e ainda decepcionado com as saídas dos ídolos.

Sai Casillas, entra Casilla. (Real Madrid Oficial)
Para repor a saída de Casillas, Florentino Pérez buscou e ainda busca David De Gea, mas o Manchester United não tem a intenção de liberar o jovem espanhol, por isso a solução foi bem caseira, Kiko Casilla terá a oportunidade de jogar no Real e disputar a posição com Keylor Navas, será uma briga muito boa e sadia. Outra posição que vinha sendo contestada foi bem reforçada, a lateral direita do Madrid agora pertence ao brasileiro Danilo, sangue novo e muita técnica para dominar a posição bastante carente na história do Real, Danilo assumiu a camisa 23 e não deverá dar chances a Carvajal e Arbeloa. As laterais do Real voltam a ser dominada por brasileiros, Marcelo segue intocável, na zaga, Pepe e Sergio Ramos (novo capitão) novamente completarão o setor defensivo.

Contudo o Real tem sido tímido, os reforços badalados se distribuíram em França, Alemanha e Inglaterra, o máximo que o clube contratou para o meio campo foi o jovem croata Kovacic, que ainda é muito garoto e precisará de tempo para se adequar ao futebol de Madri, coisa que o Real não costuma fazer. Além disso, o ataque está enfraquecido, Chicharito não ficou e Benzema não tem reposição, Jesé será multifuncional em uma temporada bastante dura. As fichas serão novamente depositadas em Cristiano Ronaldo e Gareth Bale, o português raramente decepciona, já o galês oscilou muito na temporada passada, por isso, a presença de Isco deverá ser constante no time titular. O Real Madrid sempre é forte, tem uma camisa muito pesada, mas o desgaste é evidente e a rápida troca de técnicos atrapalha demais o desempenho do plantel, o clube não é mais o favorito em La Liga, o Barcelona está em um patamar acima nos dias de hoje.

Carrasco é a aposta do Atleti. (Atlético de Madrid Oficial)
Do outro lado de Madri o projeto segue muito bem feito e as peças de reposição são de fazer inveja até mesmo ao Real Madrid, Simeone quase nunca decepciona. Saiu Miranda (Internazionale), veio Savic, saiu Suárez (Fiorentina), retornou Óliver Torres, saiu Turan (Barcelona), veio Ferreira Carrasco (ótimo jogador!) saiu Mandzukic (Juventus) e vieram Vietto e Jackson Martínez. Além de todos esses reforços, o brasileiro Filipe Luís retornou ao lugar de onde não deveria ter saído, o elenco está completo e recheado de boas peças, lembrando que Fernando Torres recuperou a camisa 9 e tem feito seus gols, é importante.

O craque do time é Antoine Griezmann, o francês foi muito bem na temporada passada, marcando gols decisivos que confirmaram a força dos Colchoneros, a permanência do atacante basco já pode ser comemorada pelos torcedores. Além dele, pilares como Godín, Juanfran, Gabi, Tiago e Koke seguem no elenco e devem ajudar os jovens a se destacarem em mais uma temporada. O Atleti tem um grupo bastante consistente, um técnico fora do comum e uma torcida apaixonada, mas hoje já voltou a ser a terceira força do futebol espanhol, não tendo condições de brigar com Real e Barcelona, será novamente terceiro colocado!

Soldado no Villarreal, Aduriz no Bilbao, Gayá no Valencia e
Konoplyanka no Sevilla, a força de La Liga. (Tribuna do Cisco)
La Liga é sempre muito questionada por ser um campeonato de apenas dois gigantes, contudo os figurantes tem crescido bastante nos últimos anos, o Atlético voltou a ter prestígio, o Valencia foi bem no ano passado e seguirá forte para a temporada, o Sevilla é bicampeão de Liga Europa e tem uma base excelente, além do melhor técnico espanhol do Campeonato da atualidade, Unai Emery não faz bom trabalho à toa. O Athletic Bilbao voltou a conquistar um título após mais de trinta anos, a goleada sobre o Barcelona foi para empolgar qualquer torcedor basco, o time também é forte e deve brigar pelo G4, clubes como Villarreal, Real Sociedad, Bétis (que está de volta) e Málaga também são importantes. O futebol espanhol é uma liga de bons medianos e dos dois maiores clubes do planeta, por isso a disparidade vai perdurar para todo o sempre, porém os jogos são espetaculares e o clássico apimenta a temporada, vale a pena ficar ligado!

Palpite: Barcelona.