sábado, 11 de julho de 2015

UFC 189: A chance do bobo virar príncipe.



"Agora a corte está toda feliz: o rei, o príncipe e o bobo", as palavras do baixinho Romário viraram hit na época. Nos tempos de hoje, ganharia o status de meme facilmente e ano passado José Aldo tomou permissão para repeti-las em um momento bastante oportuno. Tanto que hoje teremos a edição 189 do UFC, no MGM Garden. Com um detalhe triste, o rei não está ameaçado a perder a coroa, pois não entrará no octógono. Mas será que o bobo pode virar príncipe?  
Poster Adaptado. (mmamania.com)
Conor McGregor fez sua carreira na Inglaterra, chegou no UFC como campeão do Cage Warriors e foi logo abrindo o bocão afirmando que seria o novo campeão da categoria dos Penas. Já no seu antigo evento, sua auto confiança tinha sido sua marca registrada, junto com um estilo de luta agressivo, chamando atenção de todos que assistiam suas lutas. Foi uma ascensão respeitosa, chegou na franquia da Zuffa com status de bom nocauteador e não decepcionou. A primeira batalha terminou com seu oponente deitado no chão. A cena se repetiu em quatro das suas cinco lutas no UFC. Ou seja, McGregor chegou ao titleshot por mostrar habilidade suficiente para ser o campeão, certo? Errado!

McGregor antes do UFC. (mmaspace.net)
No UFC, você precisa de performances convincentes para ter direito a brigar pelo cinturão. A não ser que o lutador seja alguém já gabaritado, seu caminho será um pouco árduo. Entretanto, há alguns anos, um lutador mostrou que conseguir despertar o lado comercial do esporte, facilita seu crescimento. Se você acha que foi Chael Sonnen, errou! Tito Ortiz foi o primeiro proporcionar a ideia de show, de espetáculo. Na época em que o UFC disputava espaço com o Pride, sua rivalidade com Chuck Liddell ou Ken Shamrock ajudou bastante na consolidação da marca nos EUA. Suas provocações, a entrada no octógono com as bandeiras americanas e mexicana, os pulos antes da peleja. 


Anos mais tarde, tivemos a evolução da postura do trashtalker personificada no Gângster Americano, Chael Sonnen. Após ser a zebra no confronto contra Nate Maquart, o credenciando como desafiante ao reinado de Anderson Silva, Chael percebeu antes de todos que precisaria fazer algo diferente para intimidar o campeão. Foi assim que ele chegou aos holofotes, tirando o campeão do sério e fazendo os jornalistas se divertirem com suas respostas. Sonnen é um cara muito eloquente e inteligente, suas frases polêmicas surfavam na mídia e quebrava em vendas de PPV. Resultado? Chael pode não ter sido campeão do UFC, mas teve três chances de título e participou de dois TUF's. 

McGregor provocou Aldo várias vezes durante turnê. 
(superlutas.com)
Sonnen pode não fazer mais parte da lista de contratados do UFC, mas sua forma de auto promoção virou moda. Praticamente todos os lutadores hoje gostam de uma declaração mais polêmica, porque eles também recebem com as vendas das lutas. Tornar o evento mais interessante, faz com que o faturamento aumente. E foi assim que McGregor chegou ao posto de desafiante. A diferença do Irlandês é como é contribui. McGregor dá idéia de turnês, é extrovertido, abusado, abriu as portas para um novo mercado e empreendedor. Amanhã teremos Sinead O'Connor cantando ao vivo durante a entrada do "Notório". É por conta disso que Dana White o adora. 


Aldo pertence ao grupo de lutadores mais tímidos, como Velasquez, Demetrius Johnson e Lyoto Machida. Porém, deixou claro que Conor o incomodou bastante. Acredito que o fato dele não saber falar inglês acabou sendo um aliado, pois seria ainda mais indigesto entender todas as ofensas proferidas pelo irlandês. Vendo como empresa, é muito mais interessante para o UFC ter um campeão midiático, pois ele sabe promover os eventos. Alguém ainda tem dúvida que Dana White quer um novo campeão? Para o azar dele, não vai ser hoje que isto acontecerá, o máximo de novidade possível é o bobo virar príncipe.
Difícil perceber para quem Dana vai torcer? (Superesportes.com)

Vamos aos palpites do card principal.

Brad Pickett VS Thomas de Almeida

O veterano Brad Pickett está de volta aos galos. Após passagem rápida pelos moscas, Pickett tenta dar um restart na sua carreira, pois o retrospecto de três derrotas nas últimas quatro lutas perturbam o juízo do inglês. Passando pela situação contrária, Thomasinho terá seu teste de fogo para saber se ele pode figurar entre os tops da categoria e mostrar que a sua invencibilidade é bastante justificável. Sobre o duelo, é necessário avaliar como estarão as condições físicas de Brad, pois a diferença de idade entre os adversários é de 13 anos. Thomasinho é elétrico, forte e explosivo. Um verdadeiro atleta formado na chute-boxe. Para Pickett levar vantagem, terá de levar o duelo para o chão, pois o brasileiro mostra ser bem superior.

PALPITE: ALMEIDA POR NOCAUTE NO SEGUNDO ROUND.

Gunnar Nelson VS Brandon Tratch

Luta de dois caras talentosos procurando reencontrar o caminho das vitórias. Gunnar é muito bom! Especialista no chão e bastante objetivo, é uma das minhas apostas para brilhar no futuro nesta categoria. Tratch não corre muito atrás, lutador com excelente poder de nocaute e bom finalizador. Muito difícil palpitar um para ganhar. Apesar da diferença de altura, acredito que o Islandês conseguirá levar a melhor no duelo por ter um preparo físico mais confiável.

PALPITE: NELSON POR DECISÃO DIVIDIDA.

Dennis Bermudez VS Jeremy Stephens

Depois de dois anos e meio, Dennis Bermudez reencontrou a derrota depois de luta contra Ricardo Lamas. Bermudez é um lutador digno de top 10 da categoria e deve permanecer lá por um tempo. Stephens já tem uma carreira um pouco mais irregular, entretanto sempre proporciona batalhas interessantes e é um grande nocauteador. O grande problema deste casamento é saber se a defesa de queda de Stephens, ela precisa estar em dia para que Jeremy tenha chances de vitória. Imagino que Bermudez vai conseguir manter a luta no chão e vencer com certa dominância. 

PALPITE: BERMUDEZ POR DECISÃO UNÂNIME

Robbie Lawler VS Rory MacDonald

Os fãs de MMA estavam ansiosos por esse reencontro. Após uma batalha que terminou na vitória de Lawler e o direito dele ter lutado a primeira vez com Josh Hendricks. Lawler se tornou um dos caras mais respeitados no UFC devido sua evolução incrível! De um cara mediano passou a ser um campeão muito duro. Já o seu oponente é exatamente o contrário, taxado como o sucessor de GSP, MacDonald surgiu como o jovem talentoso que seria campeão em questão de tempo ao melhor estilo Jon Jones. Ele não deixou de ser um excelente atleta, só pegou um cara em melhor fase durante esta caminhada, e o enfrentará hoje de novo. A luta vai acontecer em pé e acredito que Lawler vai vencer graças a sua grande capacidade em absolver os golpes.

PALPITE: LAWLER POR NOCAUTE NO QUARTO ROUND.
Mendes poderá fazer uma trilogia com Aldo. (tapology.com)

Chad Mendes VS Conor McGregor

Infelizmente José Aldo se machucou e teremos de aguardar pela morte de Conor McGregor. O irlandês é um excelente striker. Alto, comprido e com um excelente tempo de golpe, o fanfarrão conseguiu vencer todos seus duelos no UFC sem nenhuma dificuldade. Apesar da categoria dos penas ter um elevador de qualidade entre o top três e os demais, McGregor construiu sua fama de lutador perigoso com nocautes. Porém, como é que ele vai se portar enfrentando um cara que é especialista na sua fragilidade? Chad Mendes tem talento para ser campeão do UFC, todos sabemos. O membro da Alpha Male só teve duas derrotas na vida, ambas para Aldo. Isso já mostra o quão forte ele é. Classifico a luta como 50-50 porque Mendes teve menos de um mês para se preparar. A estratégia vai ser clara, "Notorious" vai manter a distância e tentar castigar Mendes, já "money" vai buscar encurtar e testar as habilidades de Conor no chão. Outro detalhe, em termos de preparo físico, Mendes já falou que tem um cardio muito forte. 

PALPITE: MENDES POR DECISÃO UNÂNIME.