quarta-feira, 3 de junho de 2015

Tríplice coroa na despedida de gigantes

O dia 6 de junho ficará marcado na história do futebol, e não é só porque Juventus ou Barcelona conquistará a tríplice coroa, é que ambos os clubes perderão atletas que marcaram época e deixarão saudades no futebol do velho continente. Andrea Pirlo busca sua terceira Liga dos Campeões, conquistou duas com o Milan, agora, o italiano quer ser campeão junto a Buffon e seus companheiros de seleção, seria a despedida perfeita na carreira excepcional de um dos maiores atletas da história do futebol. Assim como Pirlo, Xavi foi campeão mundial pela sua seleção, o meia já venceu a Champions três vezes com o Barcelona. Sua história no clube catalão é ainda mais grandiosa, a ligação vem desde a infância, a despedida é mais forte, mais emocionante, qualidade não faltará no gás final de espanhol e italiano na decisão.
Juventus e Barcelona, só um sairá com a tríplice coroa. (Tribuna do Cisco)

Na terra da bota, os Bianconeri projetaram esse momento há anos, Antonio Conte acabou fracassando no torneio europeu, caindo inclusive na fase de grupos em seu último ano de Juventus. Assim que assumiu a seleção italiana, Conte deixou uma lacuna aberta na equipe de Turim, seria o fim do reinado no Calcio? Que nada! Massimiliano Allegri conhecia mais do que ninguém como vencer o Campeonato Italiano, havia vencido com um Milan bem mais frágil do que a atual Juventus, seria uma tarefa bem mais simples. Contudo ainda existia a dificuldade em colocar a Juve no topo da Europa, por isso o técnico precisou pensar cada jogo, em cada fase, a Senhora foi diferente de etapa em etapa e hoje é finalista da Liga dos Campeões, é campeã italiana e da Copa Itália.

Juve busca a Liga dos Campeões para
 coroar o projeto. (Tribuna do Cisco)
O time está pronto para vencer a Champions, enfrentou adversários do mais frágil ao mais forte, desbravou o atual campeão e agora tenta desbravar Lionel Messi e sua trupe, a melhor defesa da Itália tenta parar o melhor ataque da Europa. Como líderes, Buffon, Chiellini, Pirlo e Tévez terão de chamar a responsabilidade, o goleiro precisa mostrar mais e sair da discrição, Chiellini tem sido um monstro e vai reencontrar Suárez justamente na decisão, Pirlo quer o título para fechar seu ciclo na Europa e Tévez... Esse dispensa comentários, é o gênio, é o craque máximo do futebol italiano na atualidade. Além dos veteranos de guerra, a Juve vai com a juventude que deu certo, os casos de Paul Pogba, uma das maiores joias do futebol atual e Alvaro Morata, o atacante injustiçado em Madri, passou a ser peça fundamental na equipe de Allegri, marcou duas vezes contra o Real e colocou a Juve entre os dois melhores da Europa. O ponto fora da curva nessa constelação italiana é o chileno Arturo Vidal, o meia parecia estar desconcentrado, com a cabeça em outro lugar, mas desde as quartas de final ele voltou a decidir e esbanjar a raça necessária de time campeão, a Juventus precisará de Vidal em alto nível caso queria mesmo o tri da Europa.

Definitivamente, não foi a melhor temporada da Juventus nestes quatro anos de domínio no futebol da Itália, o Calcio veio cedo graças a incompetência dos seus adversários, na Copa Itália conseguiu por meio do mérito de um conjunto forte, quando até Matri joga em alto nível o título é quase que certeza. Apesar da facilidade da tetracampeã, o Campeonato Italiano é mais disputado que o espanhol, os jogos são mais equilibrados e complexos, a prova disso foi a derrota da Juventus contra o já rebaixado e falido Parma. Na Espanha, o domínio de Real e Barcelona é muito claro, apesar da ascensão do Atlético na temporada passada e do bom desempenho de Valencia e Sevilla nem 2015.

Do outro lado da final, existe um clube em equilíbrio perfeito, o melhor ataque do futebol europeu possui o cara que deve voltar a ser melhor do mundo. Lionel Messi não fez pouco em 2015, carregou o Barcelona em momentos de desconfiança, foi fundamental na rápida adaptação de Luis Suárez e no crescimento de Neymar, é o homem que pode levar o Barcelona a sua quinta conquista de Liga dos Campeões, seria a terceira sob sua liderança. Luis Enrique nunca foi um profissional que me agradou como técnico, ele treinou Roma e Celta antes de chegar a Barcelona, na Roma, seu grande desafio não foi bem desempenhado, após uma temporada mediana, ele abandonou o barco antes do planejado, contrariando a própria diretoria, deixando peças como Bojan, José Angel e Stekelenburg na conta dos romanistas, não deixou saudades.

Messi e companhia querem o
pentacampeonato catalão. (Tribuna do Cisco)
No Celta, seu trabalho foi melhor, ajudou na evolução de Rafinha Alcântara, conseguiu terminar de forma aceitável o Campeonato Espanhol, mas uma proposta do Barcelona encerrou sua breve passagem. O Barça será o clube em que Enrique deverá ter um trabalho duradouro, mas seus problemas com Messi no meio da temporada deixam algo aberto para o futuro, tais desavenças podem se repetir no primeiro momento de crise do Barcelona. Os tempos são de calmaria, o trabalho do técnico se assemelha ao início de Pep Guardiola, o Barcelona busca sua segunda tríplice coroa na história, a segunda no século XXI, o time é, sem dúvidas, o melhor clube do novo milênio, os mais regulares e que sempre amedrontam os mais diversos torneios. 

A crise pós-Pep durou muito pouco e graças ao bom desempenho de Messi o clube voltou a final da Liga dos Campeões, favoritos como sempre, fortalecidos como nunca. É o melhor time que o Barcelona já teve, o gol agora não é problema, Bravo e Stegen distribuem confiança, Piqué voltou a jogar em alto nível e auxilia um Mascherano zagueiro, firme, pronto. No meio de campo, Rakitic assumiu o lugar de Xavi, não falta qualidade, Iniesta é o senhor do meio e Busquets dificilmente erra. O ataque é o melhor setor, Neymar, Suárez e Messi são infalíveis, não duvido caso o Barça passeie sobre a Juventus, o ataque é muito forte e já fez muitas vítimas, Bayern, PSG e City ficaram para trás e não conseguiram nem mesmo assustar. O Barça é o time a ser batido e deve faturar o pentacampeonato da UEFA Champions League.

Palpite: Barcelona.

Vem aí a grande final da Liga dos Campeões da Europa, Juventus e Barcelona duelarão pela tríplice coroa e a hegemonia da temporada 2014/2015, confira nosso teaser!