segunda-feira, 8 de junho de 2015

Resposta!

Nico Rosberg emplacou duas vitórias consecutivas, se recuperou na disputa do mundial, mas Lewis Hamilton respondeu muito bem ao vencer o Grande Prêmio do Canadá. O inglês não deu chance para seu principal adversário, dominou todo o fim de semana e voltou a abrir vantagem na liderança do campeonato, talento e experiência vão fazendo diferença para o bicampeão do mundo. Apesar da boa vitória de Lewis, Rosberg se manteve na cola, confirmou mais uma dobradinha para a Mercedes e ainda visa o campeonato, todavia competir com Hamilton tem sido uma tarefa muito dura para o alemão.
Hamilton mostrou tranquilidade e experiência ao dominar o fim de semana canadense na Fórmula 1. (Getty Images)

Seguindo as Mercedes, Bottas surpreendeu todos ao se colocar no pódio pela primeira vez na temporada, a Williams enfim conseguiu bater a Ferrari em 2015 e o finlandês foi fundamental para tal conquista. Kimi Raikkonen acabou perdendo o terceiro posto, viu seu compatriota roubá-lo, mas tem ido bem na temporada, é provável que permaneça para o próximo ano, se bem que Bottas cresce no mundo do automobilismo e não duvido que o piloto da Williams suceda o campeão da Fórmula 1 em 2007.

Raikkonen perdeu uma posição, Vettel ganhou várias, o alemão fez uma excelente corrida de recuperação, terminou em quinto e saiu no lucro no Canadá, é impressionante como o tetracampeão se adaptou bem ao carro da escuderia italiana. Vettel pontuou em todas as provas de 2015, o terceiro lugar é pouco para o ótimo desempenho do piloto, o casamento entre equipe e alemão tem dado muito certo e deve render frutos. Falando em corridas de recuperação, não há piloto melhor que o nosso Felipe Massa, o brasileiro foi do inferno ao céu no Canadá, conseguiu arrancar e terminar em sexto, excelente!

O mesmo não deu para afirmar sobre os carros da RBR, um desempenho bem mediano após anos de glórias, Ricciardo não consegue repetir os bons resultados de 2014, sofre e amarga o meio da tabela. No Canadá não foi diferente, o australiano ficou apenas com a décima terceira colocação, enquanto Kvyat ficou com o nono lugar. Muito pior que as duas RBRs e que todas as outras equipes vem a McLaren, a mítica equipe é sem dúvida o fiasco da temporada, é duro assistir Fernando Alonso e Jenson Button (três títulos mundiais) protagonizarem tantos fracassos em um ano só. Os dois abandonaram a corrida e seguraram a lanterninha no Grande Prêmio.

Estamos na metade da temporada e vemos uma vantagem muito grande de Hamilton para os demais, mesmo observando a força de Rosberg, o inglês tem muita facilidade em lidar com a pressão e, mesmo após um erro crasso em Monaco, Lewis segue esbanjando talento e muita experiência, é difícil prever o fim do domínio do britânico, hoje é quase impossível. A Fórmula 1 retorna a Europa ainda neste mês, onde a Áustria sediará, dia 21, o oitavo Grande Prêmio da temporada, até lá!