segunda-feira, 22 de junho de 2015

Largada certeira

O Grande Prêmio da Áustria contou mais do que temos visto na temporada 2015 da Fórmula 1, Hamilton dominou a super pole mas Nico foi eficiente e roubou o posto. Foi no melhor estilo Lewis Hamilton que Nico Rosberg ultrapassou seu adversário e conseguiu manter a liderança durante toda a prova, Lewis acabou surpreendido cedo demais, não conseguindo recuperar a posição nem no mais tardar. A terceira vitória do alemão apimentou ainda mais o campeonato, apenas dez pontos separam o bicampeão mundial daquele que busca a revanche.
Rosberg acertou na largada e venceu o GP de Spa. (Reuters)

Tudo poderia ter mudado e atrapalhado a boa ultrapassagem de Rosberg, o acidente envolvendo Alonso e Raikkonen pôs tudo a perder e paralisou a corrida logo na primeira volta. Dessa vez a culpa não foi do carro patético da McLaren, o finlandês da Ferrari passou direto e carregou o espanhol, bizarro, mas ninguém saiu machucado. Por sorte, nada mudou e Rosberg seguiu liderando com tranquilidade, a Mercedes sempre domina e Hamilton acabou pecando na saída dos boxes, foi punido com 5 segundos e praticamente deu adeus as chances de vitórias.

As Ferraris foram as únicas que conseguiram assustar as Mercedes em 2015, mas com a saída precoce de Raikkonen, Sebastian Vettel não conseguiu segurar as pontas sozinhas e Felipe Massa foi quem se aproveitou do momento. O brasileiro sempre manda muito bem nas corridas de recuperação, não foi diferente em solo austríaco e o espetacular desempenho o levou ao pódio pela primeira vez em 2015, fenomenal para o que a Williams tem feito na temporada. Apesar de tudo, a equipe ainda deve muito no ano, prometia fazer frente ou pelo menos terminar em segundo no duelo contra a Mercedes, o problema é que a Ferrari cresceu e já a superou.

Alonso caiu logo na primeira volta, Button durou um pouco mais, porém a complicada sina da McLaren segue chamando atenção em 2015. Será mesmo que os investidores e os pilotos terão paciência de esperar a escuderia se estabilizar para poder disputar pelo menos a pontuação? Não acredito, dificilmente acontecerá! Bottas novamente foi bem e terminou na quinta colocação, especulações aumentam e o finlandês deve substituir Raikkonen na Ferrari em 2016, pondo em cheque o projeto da Williams e o futuro de Kimi na F1.

O Grande Prêmio da Áustria se encerrou por isso mesmo, nada de novo nas duas primeiras colocações, dobradinha da Mercedes, Felipe Massa foi o “algo novo” na prova e com certeza foi o destaque. De resto a temporada segue muito constante, as Mercedes dominam e disputam um campeonato à parte as outras equipes são meros figurantes. Embora Rosberg tenha evoluído e dispute ponto a ponto cada prova, Hamilton é mais talentoso e tem tudo para novamente triunfar, o campeonato vai fervendo, mesmo faltando mais pilotos para brigar na frente.

O brasileiro Felipe Nasr acabou fora do top 10, terminou em décimo primeiro e não pontuou. A próxima etapa será em solo britânico, Lewis Hamilton correrá em casa para não perder a ponta, enquanto Rosberg buscará roubar a liderança justamente em terreno inimigo. Um jogo duro no Grande Prêmio da Inglaterra, é Mercedes contra Mercedes e as demais querendo um mínimo de destaque, é a Fórmula 1 2015.