quinta-feira, 18 de junho de 2015

100% Preparadas!

A fase de grupos da Copa do Mundo de Futebol Feminino acabou para as nossas meninas e o resultado foi excelente, três vitórias em três jogos e o Brasil chega muito fortalecido e confiante para o mata-mata. O que chamou atenção na fase de grupos foi o rodízio aplicado pelo técnico Vadão, ele testou praticamente todo o elenco convocado e as brasileiras não decepcionaram, não sofreram nenhum gol sequer e marcaram quatro diante de Coréia do Sul, Espanha e Costa Rica.
O Brasil não sofre mais da Marta-dependência e possui um equilíbrio perfeito. (AFP)
Hoje já não existe mais a Marta-dependência, pelo contrário, muitas das consideradas coadjuvantes chamaram a responsabilidade e tornaram a Seleção Brasileira um conjunto bastante equilibrado. Nomes como Formiga, Cristiane, Andressa Alves tiveram papel fundamental para a nova fase que vive as meninas do Brasil, a primeira inclusive é um patrimônio histórico de nosso futebol, só de seleção, Formiga possui vinte anos.

Apesar dos placares magros na primeira fase, o Brasil tomou conta dos três confrontos, soube administrar bem as sul-coreanas, respeitou até demais as espanholas e domou as costarriquenhas com bastante autoridade. Vale destacar que as brasileiras passaram por uma época de crise nos últimos anos, primeiro houve o auge nos anos de 2006 até 2009, incluindo o título panamericano em 2007, o vice-campeonato mundial em 2007 (aquela derrota frustrante diante da Alemanha) e a prata olímpica em Pequim (sempre batemos na trave). Vieram os tempos de crise, onde o Brasil caiu já nas quartas de final na Copa do Mundo, mais uma derrota para as estadunidenses, desta vez nas penalidades. Depois veio a eliminação nas quartas de final nos Jogos de Londres, quem assinou o passaporte foi o Japão, a geração parecia estar chegando ao fim.

O futebol feminino é muitas vezes esquecido pela mídia nacional, enquanto a Copa do Mundo masculina possui todos os jogos transmitidos pela TV aberta, o feminino parece não existir, mal é mencionado e sofre para conseguir montar equipes, tendo em vista a ausência de um campeonato nacional. Com isso, existem muitas dificuldades para montar um time competitivo e manter as boas meninas em um ritmo forte para poder brigar no Mundial, apesar de todos os problemas, as três vitórias comprovam o empenho e o foco de todo o grupo, mesmo com a Confederação Brasileira de Futebol se preocupando apenas com Neymar, Dunga e com o presidiário José Maria Marin.

O fato é que o Brasil cresce na Copa do Mundo e pode realmente por fim a seca de títulos, o futebol bonito pode sim ser transformado em conquista, para isso, as meninas terão de vencer a Austrália na estreia do mata-mata no próximo domingo. Será o primeiro teste para Marta, Formiga e companhia provar que tem poder de decisão em momentos de eliminatória, é o divisor de águas para o técnico Vadão. Contudo as meninas já nos orgulharam demais nesta Copa do Mundo e não devem ter dificuldades para derrubar as australianas, estão 100% invencíveis e preparadas!