segunda-feira, 20 de abril de 2015

Irretocável

O grande Prêmio do Bahrein novamente consagrou o piloto que domina a Fórmula 1 da atualidade. As qualidades de Lewis Hamilton somada ao ótimo momento da Mercedes o tornaram a dupla perfeita, o time que erra muito pouco e já obtém uma distância razoável para os demais, será difícil bater o inglês. A Ferrari já mostrou a que veio em 2015 e dessa vez foi Kimi Raikkonen quem aprontou, uma corrida espetacular do Homem de Gelo que garantiu a segunda colocação, o bom carro e a ótima performance deverá fazer com que o contrato do finlandês seja renovado.
O momento é dele, o mundo é dele! (Reuters)
Hamilton chegou a terceira vitória em quatro provas realizadas, além disso, ele obteve todas as pole position até então, prova clara da diferença da Mercedes e do piloto para os demais. Porém Nico Rosberg não tem conseguido o mesmo desempenho, o alemão ainda nem sequer conseguiu assumir a liderança em alguma prova, na disputa contra seu parceiro/rival, o piloto vice-campeão está ficando para trás. Único a conseguir bater Hamilton até o momento, Vettel não teve tanta sorte no Bahrein, o tetracampeão não conseguiu nem roubar a quarta colocação de Bottas, amargou a quinta colocação e viu Hamilton abrir maior vantagem.

A Williams, a mesma que prometia bastante para 2015, segue com seus erros crassos que comprometem o desempenho de seus pilotos. Dessa vez Bottas conseguiu fazer uma prova consistente, terminando na quarta colocação, segurando até Vettel. Já não se pode falar o mesmo sobre Felipe Massa, o brasileiro viu seu carro não funcionar na largada, sendo obrigado a iniciar o GP dos boxes. Um desempenho catastrófico se Felipe não fosse um bom piloto de recuperação, sobreviveu para terminar na décima colocação e somar um pontinho, o brasileiro está em quinto na classificação geral.

Vettel e Raikkonen são responsáveis pelo bom
desempenho da Ferrari. (EFE)
Felipe Nasr não manteve o bom padrão que vinha mantendo, mas a décima segunda colocação apresenta uma Sauber mais consistente que a lendária McLaren. Apesar disso, a equipe do brasileiro falhou ao optar por três paradas, talvez duas fosse o suficiente. Voltando para a McLaren, tivemos um Jenson Button acentuando a crise da equipe ao não conseguir nem mesmo largar para a corrida, o motor apresentou problemas. Fernando Alonso segue sendo um mero figurante, a temporada será realmente de auto-conhecimento e adaptação para a escuderia.

Contudo o lance mais inusitado e divertido da prova veio no momento das bandeiradas finais, Daniel Ricciardo sustentou a sexta colocação até o final do GP, mas a sua RBR acabou tendo o motor explodindo justamente na hora da bandeirada. Por sorte, o australiano boa praça conseguiu concluir a prova a tempo, porém a RBR continua apresentando um mau desempenho no início de 2015. No geral, temos Mercedes e Hamilton com as lideranças mantidas e distanciadas, Rosberg ainda é segundo colocado, mas terá que evoluir se quiser a revanche. As Ferraris podem e devem crescer para cima das Mercedes, Vettel e Raikkonen se mostram bem a vontade e nós já sabemos do que os dois são capazes.

Após temporada na Ásia, a Fórmula 1 só vai retornar daqui a três semanas, a temporada na Europa se iniciará com o Grande Prêmio da Espanha. Provavelmente Fernando Alonso não correrá dentro de casa brigando pela vitória, os torcedores terão de escolher entre Hamilton ou a dupla da Ferrari.