sábado, 18 de abril de 2015

Brasil na América – 5° Rodada

O Brasil obteve resultados bons e maus na semana de Taça Libertadores, decepção para os clubes de Minas, sucesso para o Colorado gaúcho, vitória sofrida do São Paulo que respira e o primeiro tropeço do Timão na temporada 2015 de competição.

Grupo 3 – Rodada 5

Cruzeiro sofre na Argentina. (AFP)
Huracán-ARG 3 x 1 Cruzeiro: Um empate, era só isso que o Cruzeiro precisava para garantir a classificação para o mata-mata da Libertadores, mas o Huracán mostrou a força do futebol argentino e despachou os mineiros de volta a BH com 3 a 1 na bagagem. Não deu para a Raposa, o time fez sua pior partida na temporada, não conseguiu sair para o jogo, além de ser engolida por um adversário modesto, mas de muita qualidade. Apesar da derrota, o bicampeão brasileiro depende só de si para garantir a classificação em primeiro lugar, tendo em vista o duelo da próxima semana contra o Universitario Sucre, o confronto direto será no Mineirão.


Grupo 1 – Rodada 5

Atlas vence e complica Galo. (Hector Guerrero)
Atlas-MÉX 1 x 0 Atlético Mineiro: O Atlético Mineiro é o time brasileiro mais ameaçado na fase de grupos da Libertadores, a derrota para o Atlas foi o suficiente para deixar o Galão da Massa a beira da eliminação. Após uma vitória excelente contra o Santa Fé, o alvinegro de Minas foi muito mal diante do rival mexicano, 1 a 0 foi pouco para o que os comandados de Levir Culpi apresentaram. Com apenas seis pontos conquistados em cinco jogos (15 pontos disputados), o Atlético vai decidir a vaga no Independência, o adversário será o Colo-Colo, é a chance de ouro para o campeão de 2013 se reabilitar e garantir o restante da temporada 2015.

Grupo 2 – Rodada 5

Pato empata a partida contra o Dannúbio. (São Paulo FC)
Danúbio-URU 1 x 2 São Paulo: Precisando urgentemente da vitória, o São Paulo sofreu mais do que devia contra o limitado Danúbio. O vice-campeão brasileiro demorou para se acertar em campo, foi muito mal escalado por Milton Cruz e ainda contou com um vacilo terrível de Rogério Ceni. A virada só veio nos instantes finais, a entrada de Centurión foi fundamental para a mudança de espírito da equipe, muitas bolas na área e falta de repertório confirmam que o time não está em boa fase. O destaque do Tricolor é mesmo Michel Bastos, como encaixou bem o atleta multifuncional, dar passe, chuta bem e joga em qualquer função. Na próxima semana, São Paulo receberá o Corinthians e precisará da vitória no clássico, a situação poderia ser bem pior e o São Paulo só depende de si para conseguir a classificação.

Recorde de público para um jogo meia boca.
(Nelson Almeida)
Corinthians 0 x 0 San Lorenzo-ARG: Só precisava de um empate e foi isso que aconteceu, o jogo contra o San Lorenzo não foi uma boa partida do Timão na temporada. Time muito apático, deixando espaços bobos que por pouco não resultou em gol do atual campeão da América, vale destacar também a boa partida do Ciclón. Tite não pode escalar Guerrero, fora por ter contraído dengue, Vágner Love, o substituto, não aproveitou a oportunidade e se mostrou muito nervoso (diferente do Love de anos atrás). O esquisito foi que a entrada de Danilo no lugar de Love também não resolveu, inclusive piorou o desempenho fraco do alvinegro que estava jogando o fino da bola na competição. Apesar do ponto fraco apresentado contra o San Lorenzo, o Corinthians entra muito motivado para a última rodada diante do São Paulo, caso vença, o Timão pode eliminar seu grande rival da competição, valeria como o prêmio da fase grupos para os corintianos.

Grupo 4 – Rodada 5

Nilmar abre o placar para o Colorado. (AFP)
Universidad de Chile-CHI 0 x 4 Internacional: Último brasileiro a entrar em campo pela quinta rodada, o Internacional teve o melhor desempenho de 2015, aplicou 4 a 0 na Universidad de Chile e praticamente selou sua classificação para a fase final, precisando apenas de um empate. A partida foi excelente para os gaúchos, os chilenos fizeram uma campanha para ser esquecida, uma vitória e quatro derrotas, está fora e ainda se tornou saco de pancadas. O Inter foi esperto, foi para cima e se aproveitou dos erros chilenos, Nilmar aproveitou para valorizar o que havia desvalorizado, Rafael Moura guardou duas vezes (jogador muito injustiçado) e Valdivia completou a goleada. Com dez pontos somados e um saldo de cinco, o Inter precisa pelo menos empatar com o The Strongest para garantir a classificação em primeiro lugar, o jogo será no Beira-Rio, o Colorado deve se classificar em primeiro.