domingo, 29 de março de 2015

O casamento já deu certo?!

O surpreendente Grande Prêmio da Malásia já mostrou porque a Ferrari acertou ao trocar Fernando Alonso por Sebastian Vettel, numa estratégia espetacular, a escuderia italiana e o piloto alemão conseguiram acabar com um jejum que durou dois anos para a equipe e um para o tetracampeão. O fato é que a Ferrari conseguiu dar uma grande resposta para a Williams, que ainda não se entendeu ou ainda não é grande o suficiente para competir no mundial, como também respondeu a Mercedes, mostrando que não tem bobo na competição que promete para 2015.
Após um ano na seca, Vettel consegue espantar crise e retorna ao lugar mais alto da Fórmula 1. (AFP)
O resultado não foi somente bom para um lado da equipe, Kimi Raikkonen conseguiu ser quarto colocado, o finlandês ainda não havia corrido bem em seu retorno a Ferrari, mas o bom desempenho de carro e piloto podem fazer com que ele volte a viver tempos melhores naquela que pode ser sua última temporada como profissional. O GP deixou pilotos, mecânicos e engenheiros da Mercedes de queixo caídos, isso porque a estratégia da Ferrari deu certo e a esperada dobradinha dos atuais “donos da Fórmula 1” acabou caindo por terra, Hamilton e Rosberg abraçaram os amargos  e respectivos segundo e terceiro posto.

Bom para alguns, ruim para outros, a Williams, então forte candidata a fazer frente com a Mercedes, acabou assistindo o show da Ferrari. O pior de tudo isso foi assistir Bottas e Massa chegando na quinta e sexta colocação, quando até Raikkonen que há tempos não obtinha um resultado satisfatório foi bem, as respectivas colocações não deixaram os pilotos felizes, pelo contrário, mais um erro da equipe deixou Felipe Massa muito indignado, o brasileiro ainda não conseguiu mostrar o que conseguiu fazer na pré-temporada, será mesmo que a Williams é isso tudo? Ou será que as voltas de preparação deixaram equivocada a impressão? Complexo, mas Bottas e Massa já provaram que são bons pilotos, é nítido que falta capacitar a equipe técnica na hora dos boxes.

Um alemão da Ferrari atrapalhando os dois
 pilotos Mercedes. (Record)
Quem não conseguiu ter o mesmo desempenho da estreia foi Felipe Nasr, o brasileiro teve apenas o décimo segundo tempo, sendo completamente ofuscado pelo jovem da vez, o holandês Max Verstappen, da Toro Rosso, que se tornou o piloto mais jovem da história da Fórmula 1 a somar pontos em uma prova, o garoto de 19 anos terminou na sétima colocação. O retorno da McLaren/Honda e de Fernando Alonso não foi nada legal, o espanhol acabou abandonando a prova, enquanto seu companheiro Jenson Button seguiu o mesmo caminho e viu que o carro que marca a estreia da nova parceria não está com essa bola toda, será um ano de adaptação para ambos os pilotos com a equipe. A vitória de Vettel promete dar uma apimentada na temporada que caminhava e provavelmente ainda caminha para mais um triunfo da Mercedes, mas o alemão tem talento e experiência capaz de fazer mais do que Ricciardo conseguiu no ano passado, além disso, a Ferrari é o lugar certo para que o tetracampeão consiga obter resultados semelhantes aos tempos de Michael Schumacher, a obra-prima que a Fórmula 1 já produziu.

A Fórmula 1 só retorna em abril, ainda nas etapas asiáticas, os carros voaram baixo por Xangai, o Grande Prêmio da China deverá apresentar de fato as verdadeiras ambições da nova Ferrari, como também mostrará como a Mercedes reagirá a esse baque logo no início da temporada.

Até a próxima!