sexta-feira, 6 de março de 2015

Brasil na América - Rodada 2 e 3

Em mais uma semana complicada para os brasileiros, o Corinthians novamente mostrou porque é o principal clube brasileiro na briga pela conquista da América, confira o comentário sobre a importante vitória do Timão na casa do atual campeão da Libertadores, veja também o vexame cruzeirense no Mineirão e o susto que o Colorado passou no Beira-Rio.


Rodada 2 – Grupo 2

Importante vitória do Timão em Buenos Aires. (Getty Images)
San Lorenzo-ARG 0 x 1 Corinthians: O Timão prova a cada rodada que está pronto para brilhar em mais uma campanha de Taça Libertadores, o curioso que Tite novamente é o ponto fundamental para essa ascensão do Corinthians no início de 2015. Uma vitória consistente e de muita estratégia rendeu ao clube paulista a liderança do grupo da morte, os três pontos conquistados fora de casa e os 100% de aproveitamento numa competição tão complexa como a Libertadores da América.

O jogo de estratégia em Buenos Aires mostrou a excelente forma de Elias, o meia do Timão vem em uma constante de grandes atuações, é o melhor jogador atuando no Brasil na atualidade e provou isso na prova de fogo mais importante do clube até o momento. No mais, Tite tem armado o Corinthians tão bem que Vágner Love, contratado para ser a sombra de Guerrero, tem ficado no banco para Danilo, o meia que se firma como atacante graças a qualidade técnica em excesso.

Até mesmo Emerson Sheik, o craque que novamente tem causado polêmica por falta de profissionalismo foi substituído a altura por Mendoza, mas a direção tem de controlar o atacante catariano, é peça fundamental mesmo imprudente. O Timão lidera o grupo e tem tudo para confirmar o favoritismo concluindo em primeiro lugar, para isso, terá que vencer o Danúbio no Uruguai e no Brasil, justamente as próximas duas rodadas para o Corinthians. Acredito que o Ciclón e o São Paulo duelarão pela segunda vaga, com vantagem para os brasileiros.

Rodada 2 – Grupo 3

Ataque está devendo no campeão brasileiro. (Getty Images)
Cruzeiro 0 x 0 Huracán-ARG: Ainda desapontando, o campeão brasileiro não conseguiu sair do zero contra o mais modesto argentino presente na atual edição da Libertadores. O time de Marcelo Oliveira sofre com uma crise de identidade após sofrer desmanche, é bem verdade que há necessidade de tempo para adaptação, mas o treinador bicampeão brasileiro precisará correr junto ao calendário, a Libertadores voa rapidamente.

As contratações ainda não deram liga, mas a Raposa dominou quase os noventa minutos inteiros, faltou pontaria do ataque, faltou eficiência do meio de campo, sobrou nervosismo e dificuldade, o trabalho será muito árduo e a dupla de Minas, aquela mesma que brilhou e dominou o Brasil em 2014, larga muito atrás em 2015. Em um grupo bastante embolado, a Raposa campeã do Brasil terá que desafios peculiares, terá que escalar montanha a cada rodada para conquistar o primeiro lugar na classificação, a próxima rodada será Mineros de Guayana, mesmo fora de casa, é a partida perfeita para o Cruzeiro conquistar sua primeira vitória na Libertadores 2015, é o tiro certeiro.

Rodada 3 – Grupo 4

Alex decide e Inter conquista a vitória. (Gazeta Press)
Internacional 3 x 2 Emelec-EQU: No confronto mais emocionante e toda a rodada da Libertadores, o Internacional deu um baita susto em seus torcedores, abriu o placar, sofreu a virada, mas deixou para o segundo tempo uma boa virada que garantiu a segunda vitória dos gaúchos no torneio, a equipe de Aguirre está na briga! A partida reuniu o que o Inter tem de melhor e também de pior, Nilmar acordou, Alex protagonizou e a defesa tem devido bastante (mesmo com gol, Réver tem que resolver atrás), o técnico terá que equilibrar o elenco.

Tudo bem, o Emelec é um time forte, um dos favoritos a conquistar a classificação junto com o Colorado, mas o Internacional não pode dar brecha ao azar ou bobear dentro de casa, o susto deixou os torcedores com o pé atrás, o elenco não parece unido, não tem dado liga como o Corinthians, não tem a aura campeã do Cruzeiro. Na primeira partida do returno, o gigante da Beira-Rio vai até o Equador no duelo decisivo contra o Emelec, lá veremos a capacidade do elenco recheado de estrelas, trabalho para Diego Aguirre e seus comandados, trabalho para o apreensivo torcedor gaúcho.