domingo, 15 de março de 2015

2014.2

Bastante previsível, a temporada 2015 da Fórmula 1 começou mostrando como foi a de 2014, Lewis Hamilton coroado com a vitória no Grande Prêmio da Austrália e Nico Rosberg amargando a vice colocação, a verdade é que novamente teremos a briga ponto a ponto entre a dupla da Mercedes. Os destaques para o GP de hoje foram a boa estreia de Sebastian Vettel pela Ferrari, conseguindo ultrapassar Felipe Massa e conquistar o pódio, e também para o surpreendente Felipe Nasr, o brasileiro conseguiu a quinta colocação pilotando uma Sauber bastante comum, temos uma boa revelação brasileira na temporada da F1.
2015 começa como 2014 acabou, dobradinha da Mercedes. (EFE)

Foi o menos grid de largada desde 2005, a prova foi muito conturbada, como todo início de temporada, apenas 11 pilotos conseguiram concluir as 58 voltas em Melbourne, muitos não largaram e muitos acabaram por abandonar a prova, como foi o caso de Kimi Raikkonen, o finlandês ainda não se entendeu em sua volta a Ferrari. No geral, as expectativas para a temporada são realmente essas, nada mudou, a Mercedes deve dominar o mundial de construtores e Rosberg terá a chance da revanche contra o bicampeão Hamilton, ainda se espera muito mais da Williams, a equipe que conta com o motor Mercedes precisa apresentar um bom desempenho, tem carro para vencer a Ferrari e vai exigir muito de Massa e Bottas para isso se comprovar.

Vettel supera Schumacher em sua estreia pela Ferrari. (EFE)
A McLaren não foi nada em sua estreia no retorno da parceria com a Honda, Alonso está impossibilitado de ir para a pista por conta do forte acidente na pré-temporada, Magnussen não conseguiu largar e Jenson Button foi o último colocado dos que conseguiram concluir a prova, desempenho bastante vexatório para uma equipe tão grandiosa como a gigante inglesa. No mais, Felipe Nasr apresentou o melhor desempenho de um brasileiro em uma estreia de Fórmula 1, o que podemos esperar da sensação de 22 anos? A Sauber deverá ser pequena para ele, mas o ano nela será de fundamental importância para a carreira do brasileiro na Fórmula 1, um ano de muito aprendizado.

A F1 retorna daqui a duas semanas, o Grande Prêmio da Malásia mostrará um pouco mais das equipes para a temporada, apresentará quem já está adaptada e quem entende o momento inicial de mais um ano, a única certeza será que a Mercedes continua sem estar para brincadeira, fará mais um campeonato à parte.

Resultado do GP da Austrália
1. Lewis Hamilton (ING/Mercedes-Mercedes) - 58 voltas - 1h31min54s067
2. Nico Rosberg (ALE/Mercedes-Mercedes)  - a 1s3
3. Sebastian Vettel (ALE/Ferrari-Ferrari) - a 34s5
4. Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes) - a 38s1
5. Felipe Nasr (BRA/Sauber-Ferrari) - a 1min35s1
6. Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull-Renault) - a 1 volta
7. Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) - a 1 volta
8. Marcus Ericsson (SUE/Sauber-Ferrari) - a 1 volta
9. Carlos Sainz Jr (ESP/Toro Rosso-Renault) - a 1 volta
10. Sergio Perez (MEX/Force India-Mercedes) - a 1 volta
11. Jenson Button (ING/McLaren-Honda) - a 2 voltas

Abandonaram
Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari-Ferrari) 40 voltas completadas
Max Verstappen (HOL/Toro Rosso-Renault) 32 voltas completadas
Romain Grosjean (FRA/Lotus-Mercedes) 0 voltas completadas
Pastor Maldonado (VEN/Lotus-Mercedes) 0 voltas completadas

Não largaram
Daniil Kvyat (RUS/Red Bull-Renault) câmbio
Kevin Magnussen (DIN/McLaren-Honda) motor
Valtteri Bottas (FIN/Williams-Mercedes) lesão nas costas
Will Stevens (ING/Manor-Ferrari) não se classificou
Roberto Merhi (ESP/Manor-Ferrari) não se classificou