sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Próximo do empate

O ano de 2015 começa logo coroando os melhores de 2014, disputas para lá de apertadas, com exceção do prêmio mais badalado na eleição da FIFA/France Football. Cristiano Ronaldo tem tudo para confirmar sua terceira bola de ouro e ficar apenas a mais uma conquista de se igualar a Lionel Messi, brilhando, o português mostra que sua genialidade é idêntica ao do argentino, a quarta bola de ouro para Ronaldo seria muito merecida, porém ele ainda precisa da terceira para poder sonhar em empatar o jogo. Para competir com o favoritíssimo Cristiano Ronaldo, o diferenciado Lionel Messi e o goleiro mais badalado dos últimos tempos, Manuel Neuer tem o trunfo do título da Copa do Mundo, se bem que a Copa deixou de ser fator crucial na eleição após a unificação da FIFA com a France Football.
Português, alemão e argentino pela consagração de 2014. (Tribuna do Cisco)

Ronaldo é favorito. (Tribuna do Cisco)
Atual vencedor da bola de ouro, o português teve um ano ainda melhor do que o de 2013, levou o Real Madrid a tão almejada décima conquista de Liga dos Campeões, também venceu a Copa do Rei, a Super Copa da UEFA e o Mundial de Clubes da FIFA. Apesar de tantas glórias, Ronaldo manteve a sina dos melhores do mundo em Copas do Mundo, apenas um gol e eliminação precoce na fase de grupos, isso pesaria muito contra ele caso ele não tivesse feito uma temporada mais do que perfeita pelo Real, é muito favorito e deve ser eleito melhor do mundo com uma larga vantagem.

Messi prova gosto amargo que o
 rival português já provou. (Tribuna do Cisco)
Diferenciado e melhor da história para muitos, o ano de Lionel Messi foi salvo pela Copa do Mundo do Brasil, o argentino não conseguiu nem mesmo colocar o Barcelona nas semifinais da Liga dos Campeões, sem falar do empate dentro de casa na última rodada do campeonato espanhol que deu o título mais do que merecido ao Atlético de Madrid. Nenhum título pelo Barcelona em 2014, foi assim que Messi chegou a Copa do Mundo, dessa forma, o falso 9 não entrou pressionado pelo título de melhor do mundo (título que pertencia e pertencerá a Cristiano Ronaldo), foi assim que o gênio camisa 10 e capitão da Argentina levou os hermanos a decisão no Maracanã e quase colocou a terceira estrela na equipe alviceleste. Apesar da boa campanha, o futebol de Messi meio que foi ofuscado pelo bom momento do Real, da mesma maneira que Ronaldo ficou um pouco ofuscado na Era Guardiola do Barcelona, o prêmio de melhor jogador da Copa foi muito para uma temporada bem abaixo do esperado do argentino bom de bola, ele novamente amargurará a conquista do seu “rival” portuga.

Neuer é um goleiro diferenciado,
mas não merece o título. (Tribuna do Cisco)
Apelando por meio do tetra pela Alemanha, Manuel Neuer foi a público criticar seu adversário Cristiano Ronaldo, o goleirão fez seu joguinho, mas deverá deixar a festa de premiação com as mãos abanando. Neuer foi peça fundamental na campanha da Alemanha no título da Copa do Mundo do Brasil, fez defesas muito importantes e ainda exibiu qualidade como líbero, salvando ataques dos adversários com os pés, contudo é muito pouco para ser considerado o melhor jogador do mundo, duvido que algum jurado levou tamanhas qualidades em consideração no momento de definir a escolha por Neuer, Messi ou Ronaldo, o goleiro vai segurar a lanterna no top 3 da FIFA.

Palpite: Cristiano Ronaldo

Técnico da temporada

Cholo é mais que um treinador. (Reuters)
Entre os treinadores, temos três grandes profissionais que deixaram ainda mais acirrado o prêmio de melhor técnico do planeta, o campeão mundial entre as seleções Joachim Löw, o campeão europeu e mundial entre os clubes Carlo Ancelotti e o apenas campeão espanhol Diego Simeone. Esse “apenas campeão espanhol” não resume o trabalho maravilhoso feito pelo Cholo nos Colchoneros, ele tem sido mais do que um treinador, tem sido alma e peça-chave no sucesso do atual vice-campeão europeu, destacando também a transformação que o argentino conseguiu impor comandando o Atlético, ajudou a retirar a equipe do ostracismo e colocá-la no topo dos clubes, é por essas e outras que Simeone é merecedor do prêmio. Löw e Ancelotti dispensam comentários, não será surpresa o demérito caso um dos dois ganhem o prêmio.

Palpite: Diego Simeone

Melhor jogadora do mundo

Esse trofeu deve levar Nadine
 ao topo do futebol feminino. (AP)
Na disputa feminina, temos novamente Marta e Wambach na disputa, a brasileira e a norte-americana são presenças garantidas há um bom tempo, apesar disso, faz tempo que uma das duas conseguiu conquistar a bola de ouro. Marta tem o recorde de cinco conquistas seguidas, ela é a melhor jogadora de futebol da história, mas isso não tem convencido mais os jurados, para mim, já está na hora da brasileira voltar a levantar o prêmio máximo entre os individuais do futebol. Abby Wambach sempre é indicada, mas só conquistou o prêmio em 2012, foi mais como uma forma de homenagear a maior atleta de futebol da história dos Estados Unidos, país de maior tradição no futebol feminino, contudo a atacante segue mais próxima do fim da carreira, vivendo decadência. A grande favorita e concorrendo pela primeira vez ao título é a jovem Nadine Kessler, ela foi fundamental na conquista do Wolfsburg no título mais importante do futebol feminino no ano de 2014, a Liga dos Campeões da Europa, essa conquista deve dar a alemã o título de melhor jogadora, o que é quase que um absurdo.

Palpite: Nadine Kessler

Prêmio Puskas

Van Persie vencendo a física. (Getty Images)
No prêmio Puskas 2014, os candidatos são dois craques e uma zebra do futebol feminino, as indicações dos golaços de James Rodríguez e Van Persie consagram a Copa do Mundo do Brasil, já Stephanie Roche corre por fora na disputa. James Rodríguez já conquistou o prêmio de gol mais bonito da Copa, um petardo de longa distância em partida válida pelas oitavas de final contra o Uruguai mostra que o colombiano segue firme na briga, mas o meu preferido é lance completo da genialidade de Robin Van Persie no gol de empate da Holanda contra a Espanha na fase de grupos da Copa do Mundo. Lançamento de Blind e um peixinho por cobertura de fora da área, isso é realmente possível no futebol? O moderno atacante confirmou que é. Stephanie Roche fez um belo gol de fora da área, porém não tem como a atleta concorrer contra os dois golaços da Copa do Mundo, caso ela vença a eleição, fica claro a “homenagem” do público com a jovem jogadora.

Palpite: Robin Van Persie