segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Primeiro entre os “mortais”

Interlagos sempre tem um gostinho especial, o final de semana é completamente diferente, a rotina do sábado e do domingo muda, a tarde da corrida não é a mesma, na temporada 2014, o Grande Prêmio do Brasil confirmou as expectativas, não deixou a desejar, o único acontecimento que não mudou foi o resultado do GP, a Mercedes novamente dominou e adiou o desfecho da temporada para Yas Marina, a última e decisiva prova mostrará quem coroará o ano com maestria.
Felipe Massa e seu melhor desempenho pela Williams. (Reuters - Edição: Tribuna do Cisco)
Longe da briga pela ponta, Felipe Massa conseguiu fazer sua melhor corrida na temporada, talvez tenha sido a melhor prova do brasileiro nos últimos 4 anos, ele foi do céu ao inferno, largou em terceiro e acabou errando, sendo punido em 5 segundos. Após mais uma punição em Interlagos, Felipe fez o jogo correto, acelerou na pista, conseguiu boa vantagem, cumpriu a punição e conseguiu se manter no pódio, o primeiro entre os mortais, a corrida que todos os brasileiros esperavam, o brasileiro dá sinais de que 2015 será bem melhor, se houver sintonia entre Williams, Bottas e o brasileiro, é claro!

Interlagos ainda protagonizou brigas muito boas, como a disputa acirrada entre Alonso e Raikkonen, os campeões mundiais e parceiros até a última prova do ano apresentaram grandes ultrapassagens, curvas bem estreitas, com respeito da palavra, nem parecia que o atual carro da Ferrari pudesse nos presentear com um momento incrível. Na disputa, venceu a técnica, Alonso ficou uma posição na frente do Homem de Gelo, vale destacar que o espanhol praticamente engoliu o “parceiro/rival” durante todo o ano, lembrando que o bicampeão deixará a escuderia dando lugar a Sebastian Vettel.

Na frente, a Mercedes já conquistou o Mundial de Construtores, entre os pilotos, a equipe deu prioridade a quem fez a pole, no caso, Nico Rosberg mandou muito bem, entendeu a estratégia, se manteve na briga pelo título e chegou a quinta vitória na temporada, a regularidade do alemão ainda pode lhe colocar na frente, mas em Abu Dhabi, Rosberg não dependerá só de suas próprias forças para chegar ao seu primeiro título mundial, isso porque Lewis Hamilton foi segundo no Brasil, fazendo com que baste mais um segundo lugar para o inglês se consagrar bicampeão do mundo.

Pensando na prova, a pista de Interlagos realmente melhorou bastante com a nova estrutura ao entrar nos boxes, dessa vez, não houve a menor chance de o erro de Massa e a lambança da FIA se repetir, os pilotos também merecem elogios, muitos superaram uma pista que fervia e acabou criando bolhas nos pneus dianteiros de boa parte dos carros, fantástico foi a forma como os craques do automobilismo lidaram com o contratempo.  Além disso, tivemos apenas um abandono durante as 71 voltas de Interlagos, não foi um bom dia para Daniel Ricciardo, sua RBR não colaborou e o australiano ainda viu Sebastian Vettel ir muito bem e chegar em quinto.
Dobradinha da Mercedes e o "mortal" Felipe Massa no pódio em Interlagos. (AP)
O Grande Prêmio de Abu Dhabi, daqui a duas semanas, vai realmente encerrar a temporada de um equipe só, a regularidade de Hamilton e Rosberg fizeram com que a temporada não fosse tão sem graça como foram as últimas vencidas por Vettel. Contudo as perspectivas de mudanças para o ano que vem são minúsculas, em 2015, devemos ter mais do mesmo e a Mercedes deverá dominar. Em relação a excelente dupla, apostaria no triunfo de Hamilton, o britânico merece muito mais, são dez vitórias na temporada, cinco a mais que Rosberg, sem falar da experiência e talento que o colocou em uma posição muito boa para a última prova da temporada. Do outro lado, temos um alemão muito ousado, Rosberg está mais do que pronto para se tornar campeão mundial, manteve uma regularidade incrível e em momento algum deixou que Hamilton se distanciasse tanto, ele vai precisar muito talento e muita sorte para conseguir reverter esse jogo, o Grande Prêmio de Yas Marina será, sem dúvidas, o melhor da temporada 2014, o final mais do que perfeito, até lá!

Grande Prêmio do Brasil – Classificação Final:
(Extraído de GloboEsporte.com)


Mundial de Pilotos:
1. Lewis Hamilton: 334 pontos
2. Nico Rosberg: 317
3. Daniel Ricciardo: 214
4. Sebastian Vettel: 159
5. Fernando Alonso: 157
6. Valtteri Bottas: 156
7. Jenson Button: 106
8. Felipe Massa: 98
9. Nico Hulkenberg: 76
10. Kevin Magnussen: 55
11. Kimi Raikkonen: 53
12. Sergio Pérez: 47
13. Jean-Eric Vergne: 22
14. Romain Grosjean: 8
15. Daniil Kyvat: 8
16. Jules Bianchi: 2
17. Pastor Maldonado: 2

*Os demais ainda não somaram pontos.

Mundial de Construtores:
1. Mercedes: 651 pontos
2. RBR/Renault: 373
3. Williams/Mercedes: 254
4. Ferrari: 210
5. McLaren/Mercedes: 161
6. Force India/Mercedes: 127
7. STR/Renault: 30
8. Lotus/Renault: 10
9. Marussia/Ferrari: 2
10. Sauber/Ferrari: 0
11. Caterham/Renault: 0