sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Os impactos de uma Ferrari sem Fernando Alonso

A final da temporada passada, a Ferrari dispensou Felipe Massa e surpreendeu ao anunciar o retorno de Kimi Raikkonen a escuderia, a medida deixava claro a insatisfação dos chefes de equipe com a falta de resultados de Fernando Alonso, o espanhol só conseguiu ser vice-campeão, nada mais! A temporada 2014 veio e confirmou que a repatriação de Raikkonen foi mesmo uma tentativa de cobrar ainda mais o espanhol bicampeão do mundo, uma tentativa para lá de frustrada, primeiro porque o finlandês vive um ano para ser esquecido, além do mais, o espanhol caiu de rendimento e hoje, anunciou o fim do casamento com a escuderia italiana, um trágico final que agrava o caos que a Ferrari vem passando.
Casamento Alonso e Ferrari não rendeu bons frutos. (www.jamesmoy.com)
O fato é que Fernando Alonso está disponível no mercado, qual será a equipe que vai fechar com o melhor e mais regular piloto dos últimos tempos, contratar o espanhol é a certeza de elevar o patamar da escuderia, ao passo que também é certo problema para se trabalhar em grupo, “Dom Fernando” não costuma se dar bem com seus parceiros, apesar de viver uma época bem mais tranquila com relação a década passada. Nos últimos anos da dinastia Vettel, Alonso foi o único que conseguiu competir de igual para igual, chegando a perder o título na última prova no Mundial de 2010, me recordo bem do choro do talentoso espanhol ao fim do GP de Manira Bay.

Em relação a Ferrari, o futuro parece ainda mais obscuro, a mítica escuderia não consegue se entender, a cada ano, os carros parecem piorar e o piloto que resta (Kimi Raikkonen), não apresenta indícios de reação, a equipe precisará escolher o parceiro do finlandês com muita cautela, não creio na hipótese levantada em que Vettel deixaria a RBR para assumir o posto de Alonso. Acredito que a Ferrari precisaria de um Niki Lauda para conseguir preparar um carro competitivo e voltar a sonhar em disputar o Mundial, destacando que o último título da Ferrari aconteceu em 2007, quando Raikkonen surpreendeu a todos e despachou Alonso e Hamilton em Interlagos. No geral, a saída de Alonso causará uma verdadeira bagunça no mundo da Fórmula 1, é um piloto que não pode ficar de fora da próxima temporada, mas que precisará se reinventar para provar que ainda pode ser um piloto que disputa títulos, tarefa bastante dura, caso vá para a McLaren, o desafio aumenta, os dois, teriam que juntos voltar a ser o que um dia foram. Na Ferrari, o impacto ainda será maior, difícil imaginar quando a equipe voltará a ter a hegemonia que a consagrou na história do automobilismo, a Fórmula 1 vive novos tempos e é notável que a Ferrari não tem acompanhado essas mudanças, ficando para trás em relação com as outras e novas gigantes, temporadas sombrias para os italianos.