sábado, 27 de setembro de 2014

UFC 178: O mais dominante do UFC é uma mosca.

Um grande salve para todos os nossos leitores da Tribuna do Cisco! Teremos mais uma noite de muito MMA em Las Vegas com direito à disputa de cinturão da categoria dos moscas. O MGM Grand será o local onde o evento acontecerá. Esse foi mais um evento que sofreu com as últimas baixas do UFC, quando Jon Jones e Alexander Gustafsson fariam a luta principal, mas o sueco acabou sofrendo uma lesão no joelho. Porém, as baixas neste evento estão sendo mínimas, o que está se tornando uma raridade dentro da organização.

Poster Oficial (UFC.com)




Falando na organização, como um todo, uma pergunta poderia apimentar discussões calorosas: Quem é o campeão mais dominante do UFC? Bem, se esta pergunta fosse há dois anos, Anderson Silva e José Aldo seriam unanimidade entre os palpiteiros. Se fosse nesta mesma época, ano passado, Jon Jones reinaria com folgas sobre os demais. E hoje? Eu não hesito nem um pouco para responder Demetrious Johnson.

O cinturão melhor guardado. (r7)
Duas coisas devem ser muito enaltecidas sobre o campeão. Primeiro, sua evolução. DJ chegou na categoria certo que brigaria para ser o campeão, pois tinha disputado o título contra Dominick Cruz no peso galo e impôs um bom ritmo no começo da peleja, mas não conseguiu manter e perdeu por decisão. No GP que confirmaria o primeiro campeão no peso mosca, DJ precisou de duas lutas contra Ian McCall para poder passar de fase e entrou no combate contra Joseph Benavidez como azarão, contudo, saiu como campeão num decisão dividida emocionante. Foi a partir deste momento que ele começou a reinar e mostrar o quanto a frente dos demais ele se encontra na categoria. Enfrentou o carismático John Dodson num duelo elétrico e manteve o título. Logo após, o ascendente John Moraga foi dominado por cinco rounds e recebeu uma chave de braço. Foi colocado mais uma vez frente a frente com Benavidez e, desta vez, não houve tempo para pensar em dúvidas após um nocaute no primeiro round em que Joseph poderia ser enterrado logo ali. Por fim, colocaram seu wrestling a prova contra o russo Ali Bagautinov e o resultado foi mais uma vitória para o atual campeão. Para mim, só caso DJ tenha mais um triunfo, faltaria só mais um tira-teima com Dodson e seu amplo domínio seria mais que confirmado.

A segunda característica não vai de encontro com o lutador, mas ao seu reconhecimento, que é baixo. A verdade é que muitas pessoas não são grandes admiradores dos pesos mais leves. A única razão pelo qual os brasileiros voltaram mais a atenção para estas categorias é a grande quantidade de lutadores tupiniquins entre os principais de todos os eventos do mundo. Também não é difícil entender o porquê da não atenção dada, a quantidade de lutas levadas ao solo e falta de nocautes. Basicamente, quem não pratica uma arte marcial, não vê graça na luta agarrada. E é muito normal que o chão seja o "destino" destes combates, pois lutadores rápidos e leves trocam de posição de maneira mais rápida. Renan Barão passou mais de 30 lutas invictos e, basicamente, em nenhum momento ele teve um tratamento semelhante ao de Chris Weidman. DJ só é lembrado quando vai lutar, pois é alguém muito discreto. Particularmente, gosto muito dos combates dos penas, galos e moscas. As lutas são eletrizantes e chamam muito minha atenção. Acho que o segredo é você criar expectativas justas para cada combate, não podemos esperar nocautes desconsertantes nos moscas, da mesma maneira que não veremos agilidade numa luta entre os pesados.


Ele, finalmente, voltou!! (mmafighting.com)
No card preliminar, nós teremos um grande motivo pra acompanhá-lo. Entretanto, vamos falar primeiro sobre o duelo entre Patrick Coté, que se encontra invicto na categoria dos meio-médios e o kickboxer Stephen Thompson. Muito provavelmente lutando por sua sobrevivência, Brian Ebersole fará seu combate contra John Howard, que também não está numa situação muito confortável na organização. E o japonês Takeya Mizugaki colocará sua sequência de cinco vitórias a prova contra... calma, não estou brincado! Este é o grande motivo para ver o card preliminar. Vai parecer piada, mas não é... contra DOMINICK CRUZ! Sim, ele finalmente vai estar de volta. Já começou falando bobagem na coletiva de imprensa ao se comparar com Ali. Bem, veremos se o joelho dele concorda.

Agora iremos ao Card Principal.

Cat Zingano VS Amanda Nunes
Zingano quer se credenciar ao título de novo. (sportv.com)

Eu vou acreditar que seja coincidência, mas Cat Zingano retornar na mesma edição que Dominick Cruz é meio irônico. Zingano é uma bola lutadora, mas sendo bem justo, um hype imenso foi criado em cima dela depois do nocaute sobre Miesha Tate. A verdade é que Cupcake estava dominando a luta com seu wrestling e, no terceiro round, Zingano encaixou uma sequencia de golpes mais joelhadas que puseram um ponto final na peleja, Sua adversária é a brasileira Amanda Nunes, tem um jogo que vai deixar o duelo bastante interessante, pois também prefere a luta em pé. Por pensar nesse fator, acho que a brasileira terá uma leve vantagem, já que muito tempo de molho deve prejudicar um pouco a americana.
PALPITE: NUNES POR NOCAUTE NO TERCEIRO ROUND.

Tim Kennedy VS Yoel Romero

Algo sobre Tim Kennedy que ninguém pode negar é que ele é um dos caras mais boa praça do UFC. Ele sabe trabalhar o marketing da luta sem precisar apelar, apenas com umas sacadas muito cômicas! Sobre o lutador, Tim Kennedy se enquadra mais no critério de "gatekeeper", pois ninguém vê nele um futuro candidato ao título, mas vencerá todos os duelos contra os menos gabaritados. Por isto esse duelo está bem interessante, já que Yoel Rometo está com bastante expectativa dentro da categoria por ter, acima de tudo, um wrestling muito dominante, considerado o melhor wrestler de toda franquia. Entretanto, o cubano aparenta ser muito afoito na luta em pé, deixando muitos espaço e, caso o americano saiba medir bem o timing da trocação, poderá surpreender neste aspecto. Yoel tem habilidade suficiente pra vencer, mas Kennedy é uma excelente realidade para sabermos seu real limite.
PALPITE: ROMERO POR DECISÃO UNÂNIME
As faíscas saíram! (mmafighting.com)

Dustin Poirier VS Conor McGregor


Essa luta vai ser espetacular! Dois lutadores bastante explosivos, técnicos e com muito poder de nocaute. Dustin é figurinha carimbada no UFC, faz lutas muito boas, porém, caso perca este combate, entra no hall dos "gatekeepers" também. McGregor é uma peça muito importante para a franquia americana, além de jovem, é o principal representante de um país que já demonstrou ser um mercado promissor, a Irlanda. Sobre o lutador, é divertido vê-lo assistir porque ele sempre finaliza suas lutas, tendo apenas uma vitória por finalização. Entretanto, sua personalidade falastrona aparenta ajudá-lo em sua acessão na categoria e gerando muita mídia em cima de suas lutas. Desta vez, ele vai enfrentar alguém realmente duro e que pode impor um jogo mais desfavorável para o irlandês que é a luta de solo. Poirier tem um wrestling decente e um Ground and Pound furioso, caso consiga derrubar o falador, deve conseguir terminar a luta.
PALPITE; POIRIER POR FINALIZAÇÃO NO SEGUNDO ROUND.

Donald Cerrone VS Eddie Alvarez

Mais uma luta que você não poderá piscar! Sobre o que nós podemos reclamar sobre o Cowboy? Lutador excelente e que não foge de nenhum desafio. Cerrone é um kickboxer de formação e possui um chão implacável, sendo muito letal e colecionando finalizações. Eddie Alvarez vem muito gabaritado e uma vitória contra Cerrone o colocaria em condições muito favoráveis para disputar o título em mais uma luta. Eu acredito que a luta vai se manter em pé, pois ambos têm background para isso. Cerrone é oito centímetros maior que o adversário e deverá usar isto em sua estratégia. Entretanto, Alvarez aparenta ter um queixo mais resistente que o Cowboy. Acredito que, quem receber o primeiro knock-down deve vencer a batalha.
PALPITE: CERRONE POR FINALIZAÇÃO NO PRIMEIRO ROUND

Demetrious Johnson VS Chris Cariaso

Definitivamente, este é o menor desafio de DJ desde que se tornou o campeão do UFC. Simples, DJ é dominante em todos os aspectos sobre Cariaso. A luta vai ser eletrizante, vai ser movimentada e devemos ver um banho. Se bem que, eu falei que Barão também dominaria Dillashaw e nós sabemos o resultado. Cariaso é um bom lutador, mas sem armas para conseguir ser superior em qualquer aspecto. Não veremos um novo campeão hoje.
PALPITE: JOHNSON POR NOCAUTE NO SEGUNDO ROUND