segunda-feira, 25 de agosto de 2014

O carisma continua

O Grande Prêmio da Bélgica, em Spa, ficou marcado, mais uma vez, com a hegemonia da RBR mantida, isso porque Daniel Ricciardo repetiu Vettel em 2013 e conseguiu a vitória, detalhe: foi a terceira vitória do australiano na temporada, o piloto se aproxima dos gigantes da Mercedes em um momento bastante importante. Falando em Mercedes, a dupla Rosberg e Hamilton segue cada vez mais perigosa, a cada prova que passa os dois brigam e atrapalham o rendimento da equipe, a diferença para Ricciardo ainda é grande, a escuderia ainda tem tempo para resolver os problemas e confirmar o título no mundial de pilotos, porém, as brigas constantes na pista colocam muito em risco a liderança da equipe.
Ricciardo chegou a terceira vitória em 2014. (Getty Images)

A bela disputa de Nico e Lewis resultou em um pneu furado no carro do inglês, primeiro, Hamilton roubou a posição de Nico na largada, depois, um toque para lá, outro para cá terminou com detritos do carro de Hamilton no carro de Rosberg e o pneu furado no carro do britânico, seria, futuramente, mais um fim de prova melancólico para Hamilton, que segue como vice-colocado no mundial de pilotos. Rosberg voltou a tempo para se recuperar e ainda garantiu o segundo lugar na prova, a sorte, a estratégia e a disputa têm sido bastante vantajosas para Nico, cada vez mais próximo de seu primeiro título mundial.

Se aproveitando do orgulho e erro da Mercedes, Ricciardo fez uma corrida muito certinha, ultrapassando alguns rivais e assumindo a ponta, sua vantagem chegou a ser tão grande que Rosberg tirava 3 segundos em cada volta nos últimos suspiros do GP de Spa, apesar disso, o australiano seguiu firme e conquistou sua segunda vitória consecutiva, épico, impressionante, fantástico! Sebastian Vettel segue sendo ofuscado por seu companheiro, a FIA conseguiu o que queria e “tirou” o tetracampeão da briga pelo penta. Felipe Massa não teve sorte nem talento, foi uma prova bem meia-boca do brasileiro que ficou apenas na décima terceira colocação, observando seu “parceiro” Bottas novamente garantir uma vaga no pódio.
Rosberg foi vaiado, mas segue firme na ponta do mundial de pilotos. (Tribuna do Cisco)

A Fórmula 1 segue para a Itália, teremos o Grande Prêmio de Monza em pleno feriado de 7 de setembro, uma ótima pedida! O fato é que Monza servirá como um bom divisor de águas para a Mercedes resolver seus problemas internos, creio eu que eles deveriam realmente escolher quem eles querem apostar, é óbvio que é muito mais interessante uma disputa aberta, sem privilégios, mas os limites foram extrapolados e Ricciardo se aproxima, a equipe terá que escolher entre Hamilton e Rosberg, não tenho dúvidas de que eles seguirão com Nico.

Classificação Final – Grande Prêmio da Bélgica (Spa)
1) Daniel Ricciardo (AUS/RBR-Renault), 44 voltas em 1h24m36s556
2) Nico Rosberg (ALE/Mercedes) +3s383
3) Valtteri Bottas (FIN/Williams-Mercedes) +28s032
4) Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) +36s815
5) Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) +52s196
6) Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) +54s580
7) Fernando Alonso (ESP/Ferrari) +1m01s162
8) Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes) +1m04s293
9) Daniil Kvyat (RUS/STR-Renault) +1m05s347
10) Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) +1m05s697
11) Jean-Éric Vergne (FRA/STR-Renault) +1m11s920
12) Kevin Magnussen (DIN/McLaren-Mercedes) +54s262* (punido com acréscimo de 20s)
13) Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes) +1m15s975
14) Adrian Sutil (ALE/Sauber-Ferrari) +1m22s447
15) Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber-Ferrari) +1m30s825
16) Max Chilton (ING/Marussia-Ferrari) -1 volta
17) Marcus Ericsson (SUE/Caterham-Renault) -1 volta
18) Jules Bianchi (FRA/Marussia-Ferrari) -5 voltas

Não completaram:
Lewis Hamilton (ING/Mercedes)  volta 38
Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) volta 32
Pastor Maldonado (VEN/Lotus-Renault) volta 1
André Lotterer (ALE/Caterham-Renault) volta 1

Mundial de Pilotos:
1. Nico Rosberg: 220 pontos
2. Lewis Hamilton: 191
3. Daniel Ricciardo: 156
4. Fernando Alonso: 121
5. Valtteri Bottas: 110
6. Sebastian Vettel 98
7. Nico Hulkenberg: 70
8. Jenson Button: 68
9. Felipe Massa: 40
10. Kimi Raikkonen: 39
11. Kevin Magnussen:37
12. Sergio Pérez: 33
13. Jean-Eric Vergne: 11
14. Romain Grosjean: 8
15. Daniil Kyvat: 8
16. Jules Bianchi: 2

*Os demais ainda não somaram pontos.

Mundial de Construtores:
1. Mercedes: 411 pontos
2. RBR/Renault: 254
3. Ferrari: 160
4. Williams/Mercedes: 150
5. McLaren/Mercedes: 105
6. Force India/Mercedes: 103
7. STR/Renault: 19
8. Lotus/Renault: 8
9. Marussia/Ferrari: 2
10. Sauber/Ferrari: 0
11. Caterham/Renault: 0