sábado, 5 de julho de 2014

UFC 175: Um dragão tentando dominar um "todo americano".

Um salve a todos os leitores da Tribuna do Cisco! Peço pela última vez, desviem um pouco o foco da copa do mundo para voltar as atenções para o UFC 175. Hoje temos a chance de recuperar mais um cinturão para nossa coleção, pois Lyoto Machida enfrentará o campeão Chris Weidman no Mandala Bay Center em Las Vegas, lugar já tradicional em termos de realização de eventos da franquia americana. Esta vai ser a terceira vez seguida que o atual campeão luta na cidade do pecado.
Poster oficial. (UFC.com)



Chris Weidman é um lutador que ganhou a minha simpatia, não só por suas performances boas, mas não totalmente convincentes. Mas como assim? Weidman teve uns momentos de total dominância nas três primeiras lutas do UFC, mas foi contra Demian Maia que ele chamou a atenção. Aceitando uma luta de última hora, conseguir cortar o peso e vencer de forma muito justa. O problema é a partir do combate contra Muñoz, em que ele triunfou com um nocaute brilhante, porém não ficou evidente sua melhora na luta em pé e pode-se considerar um pouco de sorte também na cotovelada desferida. Já nos dois combates contra Anderson Silva, o primeiro foi totalmente ofuscado pela exposição ridícula do ex-campeão. E a segunda, numa luta muito parelha em que Chris estava vencendo, uma fatalidade aconteceu a arrancou todo o brilhantismo da batalha. Certo, de fato Weidman já tem um respeitoso card, mas não encontro um desafio tão grande quanto Machida.

Weidman busca se manter como o rei. (b/r.com)
Lyoto Machida é um dos meus lutadores favoritos, mas está longe de ser uma unanimidade entre os fãs do MMA. Por que? Simples, como eu sou oriundo do Karatê, gosto da movimentação e do estilo de luta estudada que ele se propõe a fazer. Muitas vezes parece chato e pouco movimentada, porém, eu analiso como se fosse um jogo de xadrez, em que cada golpe desferido é um "xeque", podendo um muito preciso se tornar um "xeque-mate". Outro ponto que me admira bastante no brasileiro é sua gana por perfeccionismo! Lyoto vivia em Belém do Pará com sua família, um tradicional nome do Karatê brasileiro e sempre montou os campings lá. A diferença dele para a grande maioria dos que decidiam manter a preparação em território nacional é que ele sempre trouxe os melhores para trabalhar com ele, fazendo com que não perdesse em qualidade. O Dragão foi lapidado como lutador, tendo aprendido Jiu-Jitsu (um ponto que é bem questionável!) e Sumô, que o ajuda demais no jogo anti-wrestling de muitos adversários.

Machida encara seu objeto de desejo. (mmajunkie.com)


Após a derrota para Jon Jones, Lyoto chegou à conclusão que suas performances não estavam mais convincentes como anteriormente e tomou uma medida drástica. Se mudou com a família para a Califórnia para ter mais gente qualificada ao seu redor por mais tempo. Para mim, esta é a chave do sucesso de Machida! Ele não se acomoda, nunca, e faz aquilo o que é preciso para, no mínimo, manter seu altíssimo nível. A mudança para a categoria de baixo, dos pesos médios com 84kg, porque seu corte de peso era muito baixo para a categoria de cima. Muito foi questionado sobre sua agilidade e força no primeiro momento, porque esse era o seu principal trunfo nos meio-pesados, mas a luta contra Mousasi e o nocaute contra Muñoz mostraram que o Dragão está voando! Todavia, estamos no UFC, que é julgado por juízes muito imprevisíveis! E o estilo de luta de Machida não favorece este tipo de estratégia.

No card preliminar esta noite teremos os duelo entre os temerosos Chris Camozzi e Bruno Carioca. Outro brasileiro que fará presença é o irmão de Iuri, Ildermar Marajó que procura emendar mais uma vitória contra Kenny Robertson, que aceitou de última hora a luta após a lesão do argentino Santiago Ponzinibbio. O grande destaque vai para o popular Urijah Faber contra o confiante Alex Caceres. Definivitamente esse card preliminar merece toda atenção possível.

Partindo agora para o Card Principal, vamos aos palpites.

Marcus Brimage VS Russell Doane
Ainda estou tentando encontrar palavras para explicar porque estamos comentando esta luta como a primeira do card principal. quando a última luta do card preliminar é muito mais interessante!  Brigame é um ex- TUF, que fez lutas razoáveis no UFC e tomou um belo nocaute do falastrão Conor McGregor. Já Doane tem um card bem mais experiente que o adversário e é um lutador com bem mais armas já que mostra muito equilíbrio na maneira em que termina suas lutas. Acredito que Doane vai tentar rapidamente levar o combate para o solo e vencer por finalização.

PALPITE: DOANE POR FINALIZAÇÃO NO SEGUNDO ROUND

A arte do homem ambulância (muschleanfitness.com)
Uriah Hall VS Thiago Marreta
Eis que o homem ambulância venceu e não precisou ir no RH do UFC. Hall não conseguiu responder às expectativas geradas no TUF, entretanto, está tendo uma sobrevida após encerrar a carreira de Chris Leben. Hall é um striker! Ele vai tentar manter a luta em pé e tentar avariar o seu adversário. O que é ótimo para Thiago Marreta, pois é outro que aprecia uma luta em pé e tem um bom poder de nocaute. Diferentemente de sua estréia contra Mutante, Marreta foi muito convincente contra Ronny Marques e está bem confiante para a batalha. Para os que gostam de uma luta franca, acho que este vai ser o caso e a chave para a vitória será o condicionamento físico. Se a luta for até o terceiro round, Hall tem mais chance de vencer.

PALPITE: MARRETA POR NOCAUTE NO PRIMEIRO ROUND

Stefan Struve VS Matt Mitrione
Struve tem um excelente histórico contra os famosos "brucutus" da categoria dos pesados, pois é um cara muito técnico que sabe usar muito bem o seu afiado jiu-jitsu. Este é o caso desta peleja! Mitrione é um cara muito raçudo, brigador nato, tem um background de futebol americano onde atuou como Defensive Tackle e isto ajuda muito no jogo de wrestling. Mas, precisa-se de um pouco mais para ganhar do holandês apelidado de arranha céu. Stefan é um cara que não necessariamente precisa derrubar para vencer suas lutas, pois sua altura favorece ele aplicar finalizações ainda em pé. Não sabemos se isto vai acontecer e nem se Matt vai acertar um daqueles "pombo sem asa" que é capaz de derrubar qualquer coisa, inclusive um arranha céu.

PALPITE: STRUVE POR FINALIZAÇÃO NO PRIMEIRO ROUND
Ronda e mais um desafio se manter no topo. (sportv.com)

Ronda Rousey VS Alexis Davis
Ronda continua dominante, mas com um detalhe, em constante evolução. Muitos colocaram sua última luta como a mais difícil de sua carreira! E o que ela fez, mudou totalmente a estratégia, buscando manter a luta em pé e castigar o abdome da adversária. Resultado? O primeiro nocaute da ex-queridinha da América. Alexis é uma lutadora dura, tem um bom jogo em pé e assim como Ronda é famosa por sua chave de braço, Alexis tem um mata leão bem devastador. E acho que a luta em pé é quem vai realmente decidir o futuro da batalhe pois eu credito uma paridade muito grande nas habilidades de solo entre as lutadoras. Pegando todos os aspectos, o conforto e a dominância de Ronda vai fazer diferença.

PALPITE: RONDA POR NOCAUTE NO TERCEIRO ROUND.

Chris Weidman VS Lyoto Machida
Chris é forte, Chris tem poder de nocaute, Chris é bom no chão, Chris sabe derrubar e Chris tem preparo físico! Ou seja, ele tem gabarito. Não obstante, Machida é forte e é mais rápido, Machida tem um poder de nocaute maior que Weidman, Machida não tem o chão tão bom quanto Chris mas não é leigo, Machida sabe evitar quedas e Machida também tem um senhor preparo físico. O caminho da vitória para o americano é tentar manter a luta no chão, além de ser o lugar onde ele apresenta sem bem superior ao brasileiro, é muito confortante para a avaliação dos juízes. Mas a luta começa em pé, com aquela distância que Machida controla bem e sem uma diferença muito grande entre questões físicas, ou seja, isto é ótimo para o brasileiro. A grande questão é saber se Machida vai conseguir manter o ritmo frenético por cinco rounds.

PALPITE: MACHIDA POR NOCAUTE NO TERCEIRO ROUND.