quinta-feira, 3 de julho de 2014

Clássico europeu, sulamericano e duelo das sensações

Vivendo a melhor Copa do Mundo que o mundo poderia ver, chegamos as quartas de final, o fato é que os oito melhores do Mundial são mesmo as seleções que melhor se apresentaram até então. Dessa forma, as partidas dos quadrifinalistas serão fantásticos, com direito a clássicos europeus e sulamericanos, o duelo entre a sensação da Copa contra a que melhor se apresentou até o momento e o jogo da Argentina contra os Diabos Vermelhos, confira nossos palpites!
As oito melhores nações na Copa das Copas. (Tribuna do Cisco)
Palpite do Cisco:


Conjunto pode colocar a França na semifinal. (UIPI)
França x Alemanha: Antes do início da Copa, muitos apostariam que a Alemanha era a grande favorita para a conquista do torneio, em contrapartida, os franceses seriam presas fáceis até mesmo para a Suíça (então cabeça de chave do grupo E). Com o andamento da competição, acredito que os papéis se inverteram, apesar do favorecimento no sorteio dos grupos, a França se impôs e tem apresentado um dos melhores estilos de jogo que a Copa poderia ter, liderados por Pogba, Valbuena e Benzema, o sonho do bi se tornou uma possibilidade nem tão distante. A Alemanha mostrou ao mundo que Joachim Löw está desgastado no comando técnico, a melhor forma do time já se passou, hoje, os alemães não estão jogando bem e ainda veem um show de improviso do técnico na equipe, uma loucura, na minha humilde opinião. No grande clássico destas quartas de final, meu palpite vai para o time da Marselhesa, “Vive Le France!” e os nossos carrascos estão na nossa rota para uma possível semifinal dos sonhos.

Palpite: França.

Palpite do Pereira:

França x Alemanha:O primeiro jogo das quartas já é um clássico do futebol europeu. A França se classificou em um jogo tranquilizado no segundo tempo por uma fraqueza apresentada pela equipe nigeriana, que só levou dois gols porque Eneyama fez mais uma copa do mundo muito inspirada. O que mudou do primeiro para o segundo tempo foi a saída de Giroud, que foi aquele jogador do Arsenal que todos estamos acostumados a ver e lamentar, para a entrada de Griezmann, que deu muito mais mobilidade na parte final da transição de uma faixa para outra do campo, deixando com que Benzema ficasse postado nas mediações da área. Do lado germânico, o jogo foi bem mais complicado e o time não se mostrou tão convincente quanto nos jogos contra Portugal e EUA. 

Klose se tornou o maior
 artilheiro das Copas. (Getty Images)
A Alemanha desta copa deixou de ser um time de um ataque verticalizado para tentar dominar mais a posse de bola e o controle do jogo. O grande problema é que os zagueiros vão acompanhando esta subida e eles são lentos! E os laterais, que deveriam ser mais velozes, são lentos, porque em suas equipes eles jogam de zagueiros. Mas isso pode não se repetir para esta partida, o que deixaria os alemães menos preocupados, pois Mustafi se machucou e não poder reforçar o time francês (eu não escrevi errado! É isso mesmo que você leu). Então, para formar a linha de trás, teremos de saber se Hummels terá condição de jogo, para que ele faça dupla com Mertesacker e Boateng ocupe o flanco direito da defesa alemã. Isto ainda não seria medida ideal para mim, pois Höwedes continuaria na esquerda e Grosskreutz, que foi o responsável por marcar Bale na UCL deixou claro que poderia dar um viés defensivo suficiente para a seleção alemã. E porque Lahm não seria movido para a lateral e deixaria Khedira e Schweinsteiger como os volantes? Dois fatores são os principais, o primeiro é por uma questão física, já que ambos estão voltando de contusão. A segunda é que Lahm possui um passe muito bom e uma excelente capacidade defensiva rápida, o que o torna uma peça importante no meio campo que protege uma defesa muito lenta. 

Sinceramente, eu não gosto de Lahm jogando nesta posição sabendo que as laterais estão fragilizadas e que Draxler poderia ser colocado um pouco mais a frente e deixar Kroos mais próximo ao espaço central. Só que, a França deve jogar com Cabaye, Pogba e Matuidi (que absurdamente não será suspenso) devem compor o meio-campo francês e vão trazer muita força física para a batalha do meio campo. A Alemanha tem condições técnicas o suficiente para conseguir ter o controle da bola e ditar o ritmo do jogo, mas estes jogadores explosivos podem expor a Alemanha a um time de contra-ataque ainda não testado. Nos ataques, o posicionamento dos times são parecidos, com dois jogadores mais localizados nas pontas e um centralizado. A França dispõe de laterais móveis o suficiente para barrar Götze e Özil, sabemos, mas será que o toque de bola envolvente não pode acabar abrindo mais espaços? Pois a França também não jogou contra um time que cadencia o jogo. Nestas circunstâncias, acredito que a Alemanha passa por vantagem mínima.

Palpite do Cisco:

Brasil x Colômbia: Pois bem, a Seleção brasileira ainda não se apresentou como todos nós esperamos, é um fato, todavia, o time agora terá uma prova de fogo para medir o rendimento no Mundial, um desafio complicadíssimo contra a então 100% Colômbia. Acredito em um confronto equilibrado, apesar de que não boto fé em uma partida tão complicada quanto foi contra os chilenos. Percebo Scolari com sorte, mesmo observando de longe o desespero do técnico pentacampeão em aceitar que o time não é lá essas coisas e que talvez tenha se equivocado no excesso de volantes que, o “Big Phil” agora tem muitas dores de cabeça. A Colômbia tem vivido um sonho na Copa do Brasil, o time passou por cima de todos os adversários até agora, sem falar do massacre contra o Uruguai com direito a dois da revelação da Copa, o ótimo James Rodríguez. 


Júlio César foi herói contra o Chile. (AP)
Além dele, temos Juan Cuadrado, Jackson Martínez, Fredy Guarín, um goleiro muito seguro, como é Ospina, fico imaginando como seria essa seleção com a presença de Falcao García, os torcedores estariam acreditando completamente na hipótese do título. Contudo, o time também tem seus defeitos, por exemplo, eles deixam muitos espaços, coisa que o Chile não fazia, ou seja, o Brasil poderá trabalhar a bola, se tiver êxito, os brasileiros deverão ter maior facilidade despachar os rivais sulamericanos. Outro ponto negativo para a equipe é o setor defensivo, não consigo ter confiança em uma zaga formada por Yepes e Zapata, os caras vão falhar como falham no Calcio, essa defesa não é segura e o coitado de Ospina terá trabalho contra Neymar e Cia. O maior desafio da Seleção Brasileira será encontrar uma formação ou o substituto para Luiz Gustavo, um desafio e tanto para um Felipão mais próximo do fim de carreira. Apesar da forte Colômbia e da irregularidade do Brasil, minha aposta vai para os donos da casa, Brasil se classifica e faz o confronto contra a França.

Palpite: Brasil.

Palpite do Pereira:

Brasil X Colômbia: Mais um confronto sul americano para os dois times, porém, em situações totalmente distintas. O Brasil teve uma apresentação muito insegura contra o Chile, em que sofreu com a marcação cerrada postada pelo time de Sampaoli e conseguiu ir às redes apenas por meio da bola parada. Já o time colombiano fez uma mudança tática que mudou o prumo do jogo contra o Uruguai, aproveitou que a Celeste jogava com três zagueiros de área e tirou o meia esquerdo, Ibrabo e pôs Martinez para fazer dupla com Téo Gutierrez, deixando Jámes Rodriguez para cobrir toda aquela região esquerda do esquema ofensivo da Colômbia. O poder de criação só foi multiplicado quando ele e Cuadrado ficaram constantemente trocando de lado para confundir a marcação do time de Tabárez. No Brasil, já é sabido que Luiz Gustavo não joga, está suspenso. Segundo o que foi colocado pela mídia, Paulinho voltaria ao posto de segundo volante e Fernandinho seria arrastado para ser o falso terceiro zagueiro. Levando em consideração a última partida, a mudança é justa porque o camisa cinco não se apresentou bem contra os chilenos, todavia, seria o jogo ideal para Hernanes ocupar o posto de outro volante e tentar proporcionar uma ligação mais efetiva entre ataque e meio-campo. 

A Colômbia tem raça e pode complicar,
 mas o Brasil é favoritíssimo. (Cromos)
Muita especulação é feita, talvez Maicon entre (esta seria uma mudança imediata para mim), talvez Fred saia, entre Ramires e teríamos dois atacantes mais próximos da área (Hulk e Neymar). Já na Colômbia, é quase certo que a formação dos dois primeiros jogos volte a acontecer! Um dos dois atacantes sairia para a volta de Ibrabo, o natural seria que Martinez fosse retirado (apesar de eu achar Teo pior). O porquê esta mudança é a recomposição pelas laterais do time colombiano, já que Armero e Zuniga são laterais muito ofensivos e que, mesmo com Sanchez e Aguilar sendo excelente fazendo a cobertura, ter dois jogadores para compor as laterais ajuda em sua recomposição mais rápida e o time não perde em poder de ataque. Existe uma outra novidade no time colombiano, Bacca está recuperado de lesão e está relacionado para a partida. Agora, se o meio campo do Brasil conseguir criar e deixar com que Neymar e Hulk pressionem os lentos Yepes e Zapata, as chances da seleção canarinho aumentam demais! Aliás, Fred conseguir segurar os zagueiros e isso resulte em mais espaços para Neymar finalizar, é certo que o Brasil conseguirá fazer, no mínimo, dois gols (Isto são estatísticas, não contos criados por Galvão Bueno). Contundo, devido à desconfiança e o histórico teimoso de Felipão, acho que a Colômbia passa num jogo duro.

Palpite do Cisco:


Messi e Dí Maria são o diferencial.
 (Blog Golazo Argentino)
Argentina x Bélgica: No mesmo estilo de Brasil e Colômbia, a Argentina segue os caminhos do Brasil no quesito não jogar bem, mas o time tem valores que fazem a diferença e que provam o peso da camisa da seleção bicampeã é fator que torna os Hermanos favoritos a conquista da taça FIFA. A Bélgica é um time que no papel é melhor que a Colômbia, mas os times se equivalem ou até vejo uma vantagem colombiana no confronto direto, o jogo reunirá duas equipes com 100% de aproveitamento, mas nenhum dos dois países tem feito jogos excelentes, ou seja, a partida deverá ser bem chatinha, apesar de ser emocionante por reunir grandes elencos. A Argentina mostrou que depende demais de Messi e Dí Maria, muitos tem falado das atuações de Messi, eu acredito que Dí Maria foi melhor que o camisa 10 e capitão da seleção, o craque do Real Madrid vive melhor fase e mostra porque é mais jogador de grupo que o ex melhor do mundo. A Bélgica tem acordado na metade do segundo tempo, outra característica é que os jogadores que resolvem para os belgas saem do banco de suplentes, assim foi com Fellaini e Mertens na estreia, com Mirallas e Origi no jogo contra a Rússia e com Lukaku no confronto contra os Estados Unidos, quem será o iluminado da vez? Minha aposta é que a camisa vai pesar e a Argentina chegará as semifinais, mesmo mostrando um pífio futebol.

Palpite: Argentina.

Palpite do Pereira:

Diabos Vermelhos ainda não
 jogaram o que todos esperavam. (EFE)
Argentina x Bélgica: “Brasil diceme que se sienteenteneren casa a tu papa...” esse grito dos Argentinos é uma maravilha! Mostrando como os Hermanos se prepararam para vir torcer pela Albiceleste tem território Tupiniquim. Porém, o show dado pelas hinchadas não vem sendo repetido pelo time de Alejandro Sabella. É verdade que Messi vem comendo a bola, que Di Maria também acordou para o mundial e que Mascherano é dono do meio campo. Todavia, Aguero se machucou, Pipita Higuaín está muito mal e Lavezzi decepcionou no último jogo. E desta vez, não vão pegar uma retranca esperando pela Argentina, mas sim um time que vai jogar de igual pra igual. Com um grande detalhe, parece que ele acordou e ainda mostrou força em uma das laterais, pois Vertonghen vem jogado bem. Ou seja, o losango ofensivo argentino gerado por Messi, Di Maria, Lavezzi e Pipita vai ter Fellaini e Witsel à frente e Kompany e Van Buyten recuados, faltando apenas Alderweireld apresentar o mesmo futebol do companheiro do lado esquerdo. Vendo o ataque Belga, é possível que Lukaku volte a ser o titular e fique postado entre Garay e Fernandéz, deixando com que Hazard ocupe o lado de Zabaleta e De Bruyne, que vem sendo o melhor jogador do meio campo belga, no lado de Bastana, o substituto de Rojo (um dos destaques do time argentino até então). O que falta para o time belga ser mais favorito é Mertens e principalmente Hazard serem mais regulares e jogarem mais bola. Por isto, acho que a Bélgica está mais próxima da classificação.

Palpite do Cisco:


Kuyt se reinventa na Copa e
 se torna fundamental. (Reuters)
Holanda x Costa Rica: europeus e caribenhos farão o confronto que reunirá a melhor seleção da Copa contra a grande surpresa, a Holanda é liderada por Robben, o craque da Copa até então, a Costa Rica joga um futebol coletivo, talentoso e violento, os três fatores colocaram a nação na melhor colocação de sua história, porém, agora terá o jogo mais complexo para a simples história dos Ticos. A Holanda perdeu De Jong, mas o time segue forte, isso porque Sneijder, Robben e Van Persie seguem dando o toque de experiência, quem também tem mostrado muito empenho é Kuyt, o experiente jogador multifuncional parece ter ganhado a condição de titular. O reserva direto de Van Persie, Klaas Huntellar foi o cara que mudou o jogo contra o México e colocou os holandeses nas quartas, também deve ajudar, além dos jovens que se valorizam cada vez mais no mundo futebolístico, é o grande candidato ao inédito título Mundial. A Costa Rica aposta nos seus craques, o goleiro Navas, o meia Bryan Ruiz e o atacante Joel Campbell, o conjunto é o diferencial para uma das seleções mais unidas da Copa de 2014, será um jogo muito interessante, porém acredito que os Ticos não tenham força suficiente para bater a sensação laranja, eu aposto na Holanda, mas o futebol pode, mais uma vez, me surpreender.

Palpite: Holanda.

Palpite do Pereira:

Campbell é uma das
 esperanças dos Ticos. (Diário de Pernambuco)
Holanda X Costa Rica: Poderia começar a resenha falando que aqui encontra-se o resultado mais fácil das quartas de final! Porém, hoje, quem tem coragem de garantir que a Costa Rica não aprontará? Isso mesmo, o time não mudou sua forma de jogar, mas aparentou estar muito mais nervoso nas oitavas que durante a primeira fase. A conjuntura da equipe não vai mudar apenas a substituição natural Duarte que foi expulso, o que é uma perda interessante já que os laterais dos Ticos tem se mostrado bem ofensivamente. É interessante lembrar que a Costa Rica joga com uma formação parecida com a do México, tendo cinco homens no meio campo e dominando a posse de bola durante maior parte do primeiro tempo! Válido lembrar também que os Ticos aparentam ter bons finalizadores de fora da área como Brian Ruíz. Entre os holandeses temos uma baixa certa, De Jong está fora do resto do mundial e é muito difícil imaginar quem vai substituí-lo quando o treinador do time é Louis Van Gaal. Algo que é quase certo é a permanência de Blind, que vem sendo usado ou como zagueiro ou como ala, fazendo boas ligações diretas para Robben. Outra dúvida é se Depay poderia começar o jogo e fazer com que Kuyt fosse descartado e Sneider voltasse a ser o homem da criação. Imagino que para se encaixar melhor contra esse time da Costa Rica seria voltar a ter duas linhas de quatro para ter uma recomposição mais rápida, pois três zagueiros é muito improdutivo para um homem que joga apenas com um homem avançado. Imagino um jogo complicado e a Holanda deve passar.