terça-feira, 17 de junho de 2014

Território belga

Bélgica 2 x 1 Argélia: Forte candidato a sensação do Mundial, os Diabos Vermelhos apresentaram o seu grande elenco diante da Argélia. O time de Marc Wilmots entrou em campo com Dembelé e Chadli, preterindo nomes como Fellaini e Mertens, uma grande falha do treinador na minha visão. O nervosismo belga era evidente, Lukaku não voltava para receber, resultando em um atacante solitário na frente, Hazard e De Bruyne estavam tímidos e os africanos se aproveitaram.
Após o susto, a Bélgica mostrou força para provar que dominará o grupo H. (Tribuna do Cisco)
A ansiedade tomou conta dos europeus e os argelinos se aproveitaram, bola na área e Vertoghen segurou até Feghouli cair, o meia do Valência não decepcionou, chamou a responsabilidade e abriu o placar no Mineirão, a torcida belga se calou, enquanto os argelinos festejavam felizes. O primeiro tempo persistiu em favor da Argélia, a Bélgica estava irreconhecível, completamente diferente dos jogos de preparação, Wilmots precisaria organizar e acalmar o elenco no vestiário,

Na etapa final, os belgas melhoraram, todavia, só conseguiram buscar os gols com as entradas de Fellaini e Mertens, o primeiro foi o craque da partida e marcou um golaço de cabeça, com destaque para o cruzamento de De Bruyne, já o segundo marcou o gol da virada, Mertens teve frieza e liderança para vencer o obstáculo, 2 a 1 e alívio para o lado dos Diabos Vermelhos. A vitória tirou um peso enorme ao lado europeu, a Bélgica confirmou as expectativas, agora, jogará a classificação no bom jogo contra a Rússia, a Argélia superou as previsões ao bater de frente com os belgas, mas não deverá conquistar o acesso, vai confrontar a Coréia do Sul.

Ficha Técnica:

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data: 17 de junho de 2014, terça-feira

Horário: 13 horas (de Brasília)

Árbitro: Marco Rodríguez (México)

Assistentes: Marvin Torrentera e Marcos Quintero (ambos do México)

Público: 56.800 torcedores

Cartões amarelos: (Bélgica) Vertonghen (Argélia) Bentaleb

Gols:

Bélgica: Fellaini, aos 24 e Mertens aos 34 minutos do segundo tempo

Argélia: Feghouli, aos 23 minutos do primeiro tempo

BÉLGICA: Courtois; Alderweireld, Kompany, Van Buyten e Vertonghen; Dembele (Fellaini), Witsel, De Bruyne e Chadli (Mertens); Hazard e Lukaku (Origi)
Técnico: Marc Wilmots

ARGÉLIA: Mbolhi; Mostefa, Bougherra, Halliche e Ghoulam; Bentaleb, Taider, Medjani ( Ghilas) e Feghouli; Mahrez (Lacen) e Soudani (Slimani)
Técnico: Vahid Halilhodzic

Rússia 1 x 1 Coréia do Sul: No jogo da ressaca, russos e coreanos terminaram de maneira bem morna a primeira rodada da excelente Copa do Mundo do Brasil. A Rússia será sede do Mundial em 2018, por isso, Fábio Capello usará a Copa de 2014 para qualificar o elenco e renovar de forma que chegue forte o bastante para brilhar na próxima Copa. O time europeu teve uma geração muito boa, aquela liderada por Arshavin que chegou a ser semifinalista da UEFA Euro 2008, derrotando a Holanda e caindo apenas para a campeã Espanha.
Jogo morno encerrou a primeira rodada da Copa, lamentável o frango de Akinfeev. (Tribuna do Cisco)

A Coréia também já teve uma geração muito boa, primeiro aquela que foi semifinalista da Copa de 2002 (sim, a famosa por se classificar com a ajudinha da arbitragem) e o time de 2010, que chegou as oitavas de final e saiu depois de um bom jogo contra o Uruguai. Park Ji Sung se aposentou, com isso, Park Chu-Young passou a ser a grande referência da equipe. O primeiro tempo foi bem discreto, as equipes estavam no embalo do encerramento da primeira rodada, detalhe, como o jogo foi no Pantanal, a partida teve que ser atrasada para a noite, colocando o jogo do Brasil, válido pela segunda rodada, para as 16 horas.

O segundo tempo foi interessante a partir dos 20 minutos, isso porque um chute despretensioso de Lee Keun-Ho terminou no primeiro grande frango da Copa, logo na última partida, o bom goleiro Akinfeev aceitou e quase caiu nos prantos, o gol foi sul-coreano. Apenas cinco minutos depois, os russos empataram e o gol foi choradíssimo, bate-rebate e bate terminou com a bola nos pés de Kerzakhov, caixa para os russos! O gol até poderia ter animado, mas a equipe da Rússia parecia desanimada, nem a entrada de Dzagoev fez a equipe acordar, terminou que o empate saiu de bom tamanho, agora, as duas seleções terão trabalho duro para bater a Bélgica e terão de passar por cima dos argelinos para ter bom saldo. Primeiro, teremos Rússia e Bélgica e Coréia do Sul e Argélia, os asiáticos agradecem.

Ficha Técnica:

Local: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)

Horário: 19h (de Brasília)

Data: 17 de junho de 2014, terça-feira

Árbitro: Nestor Pitana (ARG)

Assistentes: Juan Pablo Belatti (ARG) e Hernán Maidana (ARG)

Cartões amarelos: Shatov (Rússia); Son Heung-Min, Ki Sung-Yueng e Koo Ja-Cheol (Coreia do Sul)

Gols:

Rússia: Kerzhakov, aos 28 minutos do segundo tempo

Coreia do Sul: Lee Keun-Ho, aos 23 minutos do segundo tempo

RÚSSIA: Akinfeev; Eshchenko, Berezutiskiy, Ignashevich e Kombarov; Gluhakov (Denisov), Fayzulin e Zhirkov (Kerzhakov); Samedov, Shatov (Dzagoev) e Kokorin
Técnico: Fabio Capello

COREIA DO SUL: Jung Sung-Ryong; Lee Yong, Hong Jeong-ho (Hwang Seok-Ho), Kim Young-Gwon, Yun Suk-Young; Lee Chung-Yong, Han Kook-Young, Ki Sung-Yueng e Son Heung-Min (Kim Bo-Kyung); Koo Ja-Cheol e Park Chu-Young (Lee Keun-Ho)
Técnico: Hong Myoung-Bo