quinta-feira, 12 de junho de 2014

Lucro inicial

Começou! Ficou mais do que nítido a ansiedade, a pressão e a inexperiência de alguns jogadores, mas aos poucos a Seleção Brasileira foi gostando do jogo, dominando o terreno, diminuindo os espaços e mostrando que vem com tudo para brigar pelo hexacampeonato. A Croácia assustou bastante, o time de Nico Kovac assustou muito mais do que na estreia em 2006, creio que se Mandzukic estivesse em campo, o jogo teria um grau de dificuldade ainda maior, mas as atuações espetaculares da dupla Modric e Rakitic fizeram com que os croatas abrissem o placar e assustar o país inteiro.
Neymar chama a responsabilidade em um grande jogo de abertura. (Getty Images/Tribuna do Cisco)

O time brasileiro precisou do apoio do seu craque, Neymar é realmente um cara diferenciado, ele chama a responsabilidade quando precisa e ajudou bastante a diminuir a pressão, o grande problema do nosso camisa dez é realmente o temperamento, o camisa 10 brasileiro tomou um cartão muito bobo e agora já entra um pouco mais pressionado nas próximas rodadas. Oscar se recuperou de maneira impressionante, ele, que jogou muito mal nos últimos amistosos conseguiu apagar a má impressão que deixou nos testes, ele foi o clássico “camisa 10” que tantos precisamos.

O que realmente me deixou um pouco preocupado foram as atuações dos laterais, Marcelo não é um mal jogador, pelo contrário, mas ficou nítido que ele se perdeu após o gol contra, precisará trabalhar bastante para não permitir que a pressão o atrapalhe nos demais jogos. Pela direita, Daniel Alves teve uma atuação digna de sua temporada, ele não conseguiu acompanhar Olic, é verdade que o croata é muito veloz, mas trata-se de um jogador mais experiente e que já viu seu auge passar, um cara como Daniel Alves não pode perder na correria contra um atleta mais velho.

A Croácia fez um jogo digno de abertura de Copa do Mundo, colocou muita pressão, soube lidar com a vantagem e ainda levou à virada graças a um erro crasso do fraquíssimo árbitro japonês Yuichi Nishimura, a arbitragem em si foi muito duvidosa, o Brasil não tinha nada a ver com isso e conseguiu somar três pontos, mas a bela partida do time do técnico de Nico Kovac provou que os croatas irão brigar por pelo menos uma vaga nas oitavas de final, ainda assim, ficou um gostinho de quero mais, muito porque a péssima arbitragem fez com que saísse o gol da virada, Fred foi muito esperto, a prova que precisamos de um centro-avante experiente.

Os gols de Neymar mostraram que o nosso camisa dez realmente não sente a pressão, ele é o cara que nós mais precisamos no atual momento, é o cara que faltou na Copa da África em 2010, é o homem que muda o jogo, contudo, o seu temperamento tem que ser controlado, muito porque caso ele desestabilize, levará todo o time consigo para o declínio, ele precisará muito de Felipão e um autocontrole, por exemplo, é imprescindível não tomar mais cartões. As péssimas atuações de alguns jogadores fizeram com que ligássemos o sinal de alerta, creio que a troca de posições prejudica demais o futebol de Hulk, o craque do Zenit não foi bem e o sinal amarelo já está ligado.

As entradas de Hernanes, Bernard e Ramires pouco somaram, quem realmente se destacou foi Oscar, o camisa 11 do Chelsea e da Seleção chegou menos cansaço, mais experiente e pronto para ser um dos craques da Copa, as suas atuações serão cruciais para o crescimento táctico da equipe e também para a evolução de alguns jogadores. O Brasil deu um susto, é verdade, porém, garfadas à parte, o time mostra que pode evoluir bastante, muito porque aquela ansiedade já passou, todavia, é claro que precisamos de que os jogadores que hoje foram mal, amanhã façam melhor e somem as grandes atuações de Neymar e Oscar.

Felipão tem um grande time em mãos, somou três pontos no que deverá ser a partida mais complexa do grupo A, o time precisará de muita calma para bater os carrascos México e Camarões, tudo temos para somar os 9 pontos, mas os atletas terão que deixar o nervosismo em segundo plano. O Brasil agora encarará o México, a partida valerá para vermos o que a equipe pode fazer sem o nervosismo da estreia, temos que tomar muito cuidado no restante da primeira fase para chegarmos na segunda fase no melhor da forma, já projetando um confronto dificílimo na fase de oitavas de final.
Uma vitória no sufoco e a emoção do hino nacional em uma Copa do Mundo dentro da casa. (Tribuna do Cisco)

PS: A festa de abertura deixou a desejar.

Ficha Técnica

Brasil 3 x 1 Croácia

Local: estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)

Data: 12 de junho de 2014, quinta-feira

Horário: 17h (de Brasília)

Árbitro: Yuichi Nishimura (JAP)

Assistentes: Toru Sagara (JAP) e Toshiyuki Nagi (JAP)

Cartões amarelos: Neymar e Luiz Gustavo (Brasil); Corluka e Lovren (Croácia)

Gols:

Brasil: Neymar, aos 28 minutos do primeiro tempo, e aos 25 minutos do segundo tempo; Oscar, aos 45 minutos do segundo tempo

Croácia: Marcelo (contra), aos dez minutos do primeiro tempo

BRASIL: Júlio César; Daniel Alves, David Luiz, Thiago Silva e Marcelo; Luiz Gustavo e Paulinho (Hernanes); Oscar, Neymar (Ramires) e Hulk (Bernard); Fred
Técnico: Luiz Felipe Scolari

CROÁCIA: Pletikosa; Srna, Corluka, Lovren e Vrsaljko; Modric e Rakitic; Perisic, Kovacic (Brozovic) e Olic; Jelavic (Rebic)
Técnico: Niko Kovac