domingo, 22 de junho de 2014

Jogo de estratégia

Após o fantástico Grande Prêmio do Canadá, a Aústria voltaria a sediar um GP de Fórmula 1, o autódromo de Spielderg nos presenteou com Felipe Massa voltando a fazer a pole position, foram seis anos de espera, confesso que me emocionei bastante, o brasileiro provou que valeu a pena fechar com a Williams, o feito nos faz pressentir uma boa perspectiva para a temporada 2015, isso porque 2014 já tem dono, ou pelo menos donos. A largada foi muito boa para Felipe, mas quem realmente brilhou foi Lewis Hamilton, o britânico pulo de nono para o quarto lugar, é impressionante como as Mercedes são de outro mundo em 2014, assim como a Brawn GP foi em 2009.
Nico vence mais uma e dispara na ponta. (Getty Images/Tribuna do Cisco)
Massa liderou a prova até a décima quarta volta, a excelente estratégia da dupla da Mercedes engoliu o brasileiro e seu companheiro Bottas, as avassaladoras ultrapassagens de Rosberg e Hamilton fizeram com que a dupla da Williams lutasse pelo primeiro lugar entre os mortais, o finlandês levou vantagem por conta de mais uma péssima estratégia da escuderia, mais uma vez, Felipe foi prejudicado, uma pena, ele fez uma excelente super pole. Outro grande problema foi que o mexicano Pérez fez ótima prova, brigou entre os grandes com sua Force India e acabou atrapalhando Felipe, ele demorou a ir aos boxes e atrasou o brasileiro na briga contra Bottas.

Pensando na briga pelo título da temporada, Nico Rosberg mostra porque é o líder, regular do início até o momento, chegou a sua terceira vitória no ano, uma a menos que o vice-líder Hamilton, o Grande Prêmio do Canadá é trunfo para o alemão, hoje, ele foi fantástico de novo. Além do talento e boa forma, Nico prova como amadureceu, como as expectativas geradas nele faziam sentido, é o grande favorito ao título e desponta como líder absoluto, embora Hamilton seja mais experiente e já tenha um título mundial. Apesar disso, Lewis fará frente, teremos brigas muito boas até o final da temporada, as expectativas são enormes, todavia, eu apostaria no triunfo de Rosberg.

Fernando Alonso, que no sábado parabenizou Felipe Massa pela conquista da pole, fez uma prova espetacular! Mesmo com as limitações de seu carro, o espanhol foi certeiro, conseguindo a quinta colocação e impondo muita pressão em Felipe, foi por muito pouco que Dom Fernando não roubou a posição.  Sebastian Vettel segue vivendo um pesadelo na temporada, seu carro continua horrível e Ricciardo segue o ofuscando, o alemão terá de repensar o futuro ao fim da temporada, sua vida na RBR não está fácil e, mesmo com a escuderia correndo em casa, Vettel não conseguiu completar o GP. Ainda na empolgação com a primeira vitória na carreira, o promissor Daniel Ricciardo fez uma corrida razoável, a oitava colocação fez o australiano pontuar, mas ficou barato após uma grande exibição em Montreal.

Voltando a falar de Felipe, acredito que dava para ter brigado pelo pódio não fosse mais um erro da Williams, mas considero a quarta colocação um resultado muito bom, sem dúvida, o melhor do brasileiro nos últimos anos, o grande perigo para Massa é o bom rendimento do seu companheiro Valtteri Bottas, será complicado disputar a preferência da escuderia inglesa com o jovem e promissor piloto da escola finlandesa. Com mais uma vitória, Nico Roberg abriu 29 pontos de vantagem sobre Hamilton, a cada GP, o alemão vai se distanciando do inglês, pelo visto, a hegemonia alemã será mantida em 2014.
Felipe Massa fez a pole e encerrou um jejum que durava seis anos. (Tribuna do Cisco/Getty Images)
A Fórmula segue para a Inglaterra, o Grande Prêmio de Silverstone segue nos embalos da Copa do Mundo do Brasil, no dia 6 julho, pela manhã, os amigos do automobilismo e do esporte acordam mais cedo e se deliciam com mais um ótimo Grande Prêmio, a expectativa é que Felipe Massa siga numa crescente, o brasileiro deve conseguir beliscar pódios e, por que não sonhar com a tão sonhada vitória? É esperar para ver!

Classificação Final – Grande Prêmio da Aústria (Spielberg)
1) Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 71 voltas em 1h27m54s967
2) Lewis Hamilton (ING/Mercedes) +  1s932
3) Valtteri Bottas (FIN/Williams-Mercedes) + 8s172
4) Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes) + 17s358
5) Fernando Alonso (ESP/Ferrari)  +  18s553
6) Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes) + 28s546
7) Kevin Magnussen (DIN/McLaren-Mercedes) + 32s031
8) Daniel Ricciardo (AUS/RBR-Renault) + 43s522
9) Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) + 44s137
10) Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) +  47s777
11) Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) + 50s966
12) Pastor Maldonado (VEN/Lotus-Renault) - 1 volta
13) Adrian Sutil (ALE/Sauber-Ferrari) - 1 volta
14) Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault)  - 1 volta
15) Jules Bianchi (FRA/Marussia-Ferrari) - 2 voltas
16) Kamui Kobayashi (JAP/Caterham-Renault) - 2 voltas
17) Max Chilton (ING/Marussia-Ferrari) - 2 voltas
18) Marcus Ericsson (SUE/Caterham-Renault) - 2 voltas
19) Esteban Gutiérrez (MEXSauber-Ferrari) - 2 voltas

Não completaram:
Jean-Eric Vergne (FRA/STR-Renault) 59 voltas
Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) 34 voltas
Daniil Kvyat (RUS/STR-Renault) 24 voltas

Mundial de Pilotos:
1. Nico Rosberg: 165 pontos
2. Lewis Hamilton: 136
3. Daniel Ricciardo: 83
4. Fernando Alonso: 79
5. Sebastian Vettel: 60
6. Nico Hulkenberg: 59
7. Veltteri Bottas: 55
8. Jenson Button: 43
9. Felipe Massa: 30
10. Kevin Magnussen: 29
11. Sergio Pérez: 28
12. Kimi Raikkonen: 18
13. Romain Grosjean: 8
14. Jean-Eric Vergne: 8
15. Daniil Kyvat: 4
16. Jules Bianchi: 2

Mundial de Construtores:
1. Mercedes: 301 pontos
2. RBR/Renault: 143
3. Ferrari: 98
4. Force India/Mercedes: 87
5. Williams/Mercedes: 85
6. McLaren/Mercedes: 72
7. STR/Renault: 12
8. Lotus/Renault: 8
9. Marussia/Ferrari: 2
10. Sauber/Ferrari: 0
11. Caterham/Renault: 0