segunda-feira, 30 de junho de 2014

Roteiro que segue

França 2 x 0 Nigéria: No primeiro confronto entre europeus e africanos no dia, a fortíssima França encarou a Nigéria que surpreendeu na primeira fase, a surpresa prometia dar trabalho... E deu! A França parecia perdida, isso graças à opção de Didier Deschamps que insistiu em Giroud no onze inicial, deixando a revelação Griezmann no banco, inexplicável, a prova disso é que Giroud foi o melhor jogador em campo no lado nigeriano na primeira etapa, ou pelo menos quase isso.
França leva susto, mas segue firme e no caminho certo para conquistar o bi-campeonato. (Tribuna do Cisco)

domingo, 29 de junho de 2014

No apagar das luzes

Holanda 2 x 1 México: O jogo que abriu o domingo de oitavas de final colocou o então invicto com 100% aproveitamento, a Holanda, contra o invicto que conseguiu segurar o Brasil no grupo A , o México. Os holandeses vieram com o melhor que Van Gaal tinha em mãos, mas o calor de Fortaleza às 13 horas pareceu “matar” os atletas, primeiro a deixar o campo foi De Jong que saiu logo aos 8 minutos de primeiro tempo. O primeiro tempo mostrou a exaustão de ambos os lados, foi impressionante como os holandeses perderam o favoritismo no decorrer do jogo, Sneijder e Van Persie sumiram, enquanto Robben e Kuyt buscavam o jogo, mas o calor era incessante.
Holandeses conseguiram a virada no último minuto de jogo. (Tribuna do Cisco)

sábado, 28 de junho de 2014

Deu à lógica

Brasil 1(3) x 1(2) Chile: “Ta em crise, chama o Chile!” A célebre frase de Galvão Bueno definitivamente não serviu para a partida de hoje, o Brasil venceu um dos jogos mais complexos de sua centenária história. Um início arrasador, um erro amador e uma partida angustiante, nervosa, todavia, como em todas as campanhas da Seleção, novos heróis são criados e Júlio César honrou os recentes nomes de Marcos e Taffarel e levou os donos da casa para as quartas de final.
Com emoção, Brasil despacha Chile e mantém freguesia. (Tribuna do Cisco)

sexta-feira, 27 de junho de 2014

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Alemães nem tão perigosos no caminho da zebra Argélia, norte-americanos passam, mas devem sucumbir contra a Bélgica

Alemanha contra a Argélia e belgas contra os norte-americanos. (Tribuna do Cisco)
Grupo G:

Se antes apontavam os alemães como favoritíssimos ao título, hoje, após três jogos, eu percebo um Joachim Löw desgastado com o elenco, sem falar de algumas escolhas duvidosas que o técnico convocou para a disputa da Copa, foi uma vitória convincente contra Portugal e dois jogos complicadíssimos frente a Gana e Estados Unidos. Apesar de desgastado, o elenco alemão ainda é favorito, o time terá pela frente uma das zebras do Mundial, o jogo contra a Argélia fará os germânicos reverem o fantasma de 1982, quando a nação foi derrotada pelos próprios africanos, se engana quem pensa que será um jogo tranquilo.

Messi e mais 10, Shaqiri e mais 10 e França nota 10

Franceses e argentinos favoritos contra nigerianos e suíços. (Tribuna do Cisco)
Grupo E:

A França é uma das poucas seleções que convenceram nesta Copa do Mundo, o time mostrou segurança para segurar o Equador sedento pela vitória, mostrou talentos individuais quando precisou golear Honduras na estreia e mostrou o incrível conhecimento tático de Didier Deschamps para bater a famosa defesa Suíça. Os franceses confirmaram o favoritismo e ainda conquistaram o status de sensação após apresentar uma seleção unida (diferente das últimas copas) e a pesada camisa que fizeram os europeus campeões mundiais em 1998, o fato é que o time da marselhesa é perigoso e pode chegar ao bi, o adversário das oitavas será a Nigéria, ou seja, França nas quartas de final!

terça-feira, 24 de junho de 2014

Uruguai morde segunda vaga, gregos renascem como na Euro e Colômbia amplia favoritismo

Forte Colômbia contra a mística uruguaia, zebra Costa Rica contra os renascidos gregos. (Tribuna do Cisco)
Grupo C:

Não teve para ninguém! A Colômbia mostrou porque tem esperança na melhor geração de sua história, Falcao não pode jogar, mas James levou o time a três impecáveis vitórias que manteve o time com 100% e provou que os sulamericanos podem brigar por algo maior, algo que começou a ser especulado em 1994. Todavia, ficou claro que Jackson Martínez e Adrian Ramos são jogadores muito melhores que os titulares de Pékerman, Gutierrez e Ibarbo tem devendo e os “reservas” vão dando conta do recado. Lindo ver uma torcida jogando com sua seleção, mais belo ainda foi ver Mondragón entrando em campo para bater um histórico recorde, o goleiro é o jogador mais velho a atuar em um Mundial, 43 anos para o colombiano. O confronto contra o Uruguai mostrará se o melhor futebol prevalece (Colômbia) ou se a camisa pesada e a mística da Celeste é mais forte (Uruguai).

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Laranja imbatível, México surpreendente e Neymar impecável!

Jogos duríssimos para abrir a fase de oitavas de final, a Holanda tem se mostrado a mais preparada dentre os 4. (Tribuna do Cisco)

Grupo A:

Definitivamente, o Brasil não foi tão bem na primeira fase como foi há um ano atrás na Copa das Confederações, também é verdade que a dificuldade no Mundial é muito maior, todavia, é nítido o nervosismo que tomou conta dos jogadores nos três jogos. Neymar é realmente o diferencial, é quem chama a responsabilidade, é o cara que volta para buscar, que arma jogadas e que melhor finaliza, o futuro para o jogador do Barcelona ainda é muito promissor. O Brasil termina o grupo A como o campeão, mesmo com o México no encalço acredito que a Seleção é muito melhor e ainda pode crescer, mas a evolução ficou evidente, principalmente no início do segundo tempo, com a entrada de Fernandinho, a CBF dominou Camarões e cumpriu com o esperado, o time tem tudo para ir longe no seu Mundial, o mais difícil de todos os tempos.

domingo, 22 de junho de 2014

Belgas "sem vergonha" se classificam e Ronaldo salva os colonizadores

Bélgica 1 x 0 Rússia: Sofrendo em suas respectivas estreias, belgas e russos decepcionaram de certa forma, por isso, as duas nações entraram em campo no Maracanã bastante pressionados, era hora de Wilmots e Capello provar que seus times podem oferecer muito mais do que apenas uma vitória de virada e um empate com direito a frango. O técnico dos Diabos Vermelhos confirmou a péssima atuação contra a Argélia e decidiu modificar o onze inicial, sacando Chadli e Dembelé e pondo os bons Mertens e Fellaini, o time ficaria mais rápido e experiente.
Jogo bem morno na tarde do Rio de Janeiro, belgas classificados! (Tribuna do Cisco)

Jogo de estratégia

Após o fantástico Grande Prêmio do Canadá, a Aústria voltaria a sediar um GP de Fórmula 1, o autódromo de Spielderg nos presenteou com Felipe Massa voltando a fazer a pole position, foram seis anos de espera, confesso que me emocionei bastante, o brasileiro provou que valeu a pena fechar com a Williams, o feito nos faz pressentir uma boa perspectiva para a temporada 2015, isso porque 2014 já tem dono, ou pelo menos donos. A largada foi muito boa para Felipe, mas quem realmente brilhou foi Lewis Hamilton, o britânico pulo de nono para o quarto lugar, é impressionante como as Mercedes são de outro mundo em 2014, assim como a Brawn GP foi em 2009.
Nico vence mais uma e dispara na ponta. (Getty Images/Tribuna do Cisco)

sábado, 21 de junho de 2014

O maior artilheiro das Copas e o decisivo Lionel

Argentina 1 x 0 Irã: Depois de vencer a Bósnia sem convencer, os argentinos lotaram o Mineirão e foram apoiar os comandados de Alejandro Sabella, poucos esperavam que o time apresentasse um futebol tão fraco quanto o da estreia, isso aconteceu, só que pior. O time entrou em campo como Messi queria, com Higuaín no ataque ao lado de Agüero e o camisa 10 do Barcelona armaria o jogo junto a Dí Maria, o cenário era perfeito para um espetáculo. O adversário era o fraco Irã, time que ainda não marcou gol na Copa do Mundo, só um milagre salvaria o time de sofrer uma goleada, esse milagre aconteceu!
Messi salva a Argentina após uma partida fraquíssima dos Hermanos. (Tribuna do Cisco)

Ricos vencem a morte e franceses com cara de campeões

Costa Rica 1 x 0 Itália: Embalada como nunca, a Costa Rica foi ao Recife após vencer o Uruguai no Castelão, se vencesse os italianos, o time estaria classificado pela primeira vez na história, um feito e tanto. O adversário era uma esquadra tetracampeã do mundo, a Itália vinha bem após vencer a Inglaterra no clássico em Manaus, dessa forma, Prandelli mandou o time quase que o mesmo, exceto a saída de Verratti e a entrada de Thiago Motta, o meio de campo ficaria mais forte e menos vulnerável.
Itália foi mais uma vítima da Costa Rica. (Tribuna do Cisco)

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Herói nacional!

Colômbia 2 x 1 Costa do Marfim: Empolgados com as vitórias na estreia, colombianos e marfinenses fariam o jogo que definiria  a liderança e a provável classificação no grupo C, seria um jogo para lá de interessante. A Colômbia usou uma estratégia interessante, deu a bola para os africanos trabalharem e iam jogar na correria, no contra-ataque e no talento de James Rodríguez e Guadrado, o segundo por sinal, vive uma grande fase e já lidera as assistências do Mundial, tem três em dois jogos.
James levou a melhor, mas Drogba e os marfinenses deram trabalho. (Tribuna do Cisco)

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Adeus América, Espanha!

Holanda 3 x 2 Austrália: Tentando controlar a euforia depois da fantástica estreia, os holandeses pegaram o duríssimo jogo australiano, não seria uma partida fácil nem mesmo para a vice-campeã do mundo. O jogo começou bastante pegado, com os Cangurus atacando de forma surpreendente, a Laranja sentiu, o trio Robben, Sneijder e Van Persie não estava funcionando e Blind estava apagado. Pouco tempo depois, Robben, em mais uma grande jogada de velocidade e talento abriu o placar e acalmou as coisas para o lado europeu.
Holandeses e australianos fizeram o melhor jogo do dia. (Tribuna do Cisco)

terça-feira, 17 de junho de 2014

Grito de Alerta!

Primeiramente, gostaria de afirmar que o empate pode fortalecer o Brasil na continuidade do Mundial, Felipão terá tempo para reparar alguns erros e recuperar o moral e a confiança do grupo. No geral, a Seleção decepcionou e muito, provando que o fator casa pode pesar contra, diferente do que vimos em outras potências futebolísticas como a Alemanha em 2006 e a França em 1998, o fato é que a torcida do Castelão estava tímida e só encantou no momento do hino, nada mais!
Brasil e Mèxico ficaram no 0 a 0 e o grupo A pegou fogo. (Tribuna do Cisco)

Território belga

Bélgica 2 x 1 Argélia: Forte candidato a sensação do Mundial, os Diabos Vermelhos apresentaram o seu grande elenco diante da Argélia. O time de Marc Wilmots entrou em campo com Dembelé e Chadli, preterindo nomes como Fellaini e Mertens, uma grande falha do treinador na minha visão. O nervosismo belga era evidente, Lukaku não voltava para receber, resultando em um atacante solitário na frente, Hazard e De Bruyne estavam tímidos e os africanos se aproveitaram.
Após o susto, a Bélgica mostrou força para provar que dominará o grupo H. (Tribuna do Cisco)

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Passeio alemão e os primeiros jogos fracos da Copa

Alemanha 4 x 0 Portugal: Fortíssima e sem amarelona, a Alemanha quer quebrar o tabu no Brasil, o clássico contra Portugal na estreia seria um ótimo desafio para mostrar que a equipe ainda está pronta e sedenta por glórias. Portuga aposta as suas fichas em Cristiano Ronaldo, o melhor jogador do mundo parece que se recuperou a tempo e chegou ao Brasil para quebrar tabu e brilhar na Copa do Mundo de 2014. Portugal começou melhor, mais veloz, mais bem postado, com um Cristiano Ronaldo excelente, jogando pela equipe e correndo o campo todo.
Sem Schweinsteiger, alemães passeiam sobre os lusitanos. (Tribuna do Cisco)

domingo, 15 de junho de 2014

Hermanos mornos, suíços frios e franceses perigosos

Suíça 2 x 1 Equador: Cabeças de chave após fazer uma bela campanha nas eliminatórias, os suíços tinham um desafio complexo às 13:00 horas em Brasília contra o brigado futebol equatoriano, é fato que seria um jogo estudado pelo europeus e “raçudo” por parte dos sulamericanos. O primeiro tempo viu a Suíça jogar bem melhor, o trio de meio formado por Shaqiri, Xhaka e Stocker poderia dar certo trabalho. Isso não se confirmou nos primeiros 45 minutos muito porque Shaqiri não queria tocar a bola, Stocker estava apagado e Xhaka não estava com o pé calibrado.
Suíços eram melhores no papel, mas o Equador fez jogo duríssimo. (Tribuna do Cisco)

Zebra no Castelão em dia de recorde de jogos

Colômbia 3 x 0 Grécia: Sem a grande estrela do espetáculo, a Colômbia começa a Copa muito animada por ter a melhor geração de sua história, apesar de Falcao não ter vindo, o apoio do torcedor e o talento individual de grandes jogadores farão a diferença em favor do time sulamericano. Do outro lado, os gregos, campeões da Euro 2004, o time europeu chega a sua segunda Copa consecutiva, o time consegue se renovar e manter medalhões importantes, o time dará trabalho no grupo C, mas bater a Colômbia seria muito difícil.
Colombianos em grande geração, contra os gregos necessitados por bons atacantes. (Tribuna do Cisco)

sábado, 14 de junho de 2014

UFC 174: Os russos trazem um pouco de guerra fria para dentro do octógono.

Um Salve para os leitores da Tribuna do Cisco. O mundo está voltado para o Brasil! A Copa do Mundo começou e, mesmo assim, o UFC não para! Teremos mais uma disputa de cinturão, desta vez no pesos mosca. O evento será sediado em Vancouver, na Rogers Arena, casa do Vancouver Canucks da Liga Nacional de Hóquei. Este é o primeiro evento que acontece após duas semanas bem conturbadas nos bastidores do UFC, diretamente ligadas ao próximo espetáculo principal, o UFC 175.
Poster Oficial (ufc.com)

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Chocolate laranja e magras partidas

México 1 x 0 Camarões: O confronto entre os dois piores times do grupo A começou com um México buscando maiores espaços pelos lados do campo, Camarões começou bastante tímido, o fato é que ainda tenho minhas dúvidas sobre o atual elenco dos Leões, será realmente que eles estão levando a Copa a sério? O time até tem seus valores, como são os casos de Eto’o, Song, Ekotto e M’bia, porém é notável que os africanos preferem a vaidade do que um bom trabalho em grupo.
Jogo ao nível das duas limitadas seleções. (Tribuna do Cisco)

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Lucro inicial

Começou! Ficou mais do que nítido a ansiedade, a pressão e a inexperiência de alguns jogadores, mas aos poucos a Seleção Brasileira foi gostando do jogo, dominando o terreno, diminuindo os espaços e mostrando que vem com tudo para brigar pelo hexacampeonato. A Croácia assustou bastante, o time de Nico Kovac assustou muito mais do que na estreia em 2006, creio que se Mandzukic estivesse em campo, o jogo teria um grau de dificuldade ainda maior, mas as atuações espetaculares da dupla Modric e Rakitic fizeram com que os croatas abrissem o placar e assustar o país inteiro.
Neymar chama a responsabilidade em um grande jogo de abertura. (Getty Images/Tribuna do Cisco)

segunda-feira, 9 de junho de 2014

O Espetacular Daniel Ricciardo

Apesar de vivenciarmos um Mundial de apenas dois pilotos, o Grande Prêmio de Montreal provou que ainda dá para termos muita emoção, foi, sem dúvida, a melhor corrida da temporada, superando até mesmo Mônaco e o GP do Bahrein. A dobradinha Rosberg e Hamilton dominou o sábado, assumindo a primeira fila para a largada do domingo, só que a corrida prometia bastante, desde a largada que começou com uma espetacular ultrapassagem de Lewis Hamilton, o problema foi que o britânico perdeu o embalo e viu Rosberg retomar a ponta. Para piorar a situação de Hamilton, a dupla da Marussia fez uma lambança, primeiro porque Chilton perdeu a traseira de seu carro, o pior de tudo foi que ele ainda acertou seu companheiro de equipe, também foi o fim de prova de Bianchi.
Daniel Ricciardo vence a primeira corrida da carreira e se mete em briga de gigantes. (AFP/Tribuna do Cisco)

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Tribuna de Copa – Episódio Final

Favoritos: Brasil
O Brasil é, junto com a Espanha, os únicos campeões mundiais a não ganharem o título em sua casa. (CBF/Tribuna do Cisco)
Olá, amigos do esporte! Enfim, chegamos ao episódio final do nosso especial de prévias do maior torneio de futebol do planeta, intitulado Tribuna de Copa, preparamos separando em favoritos e surpresas as nossas apostas para a Copa do Mundo. Dessa forma, nada mais justo que encerrar a nossa série com o país sede, com a nossa grande aposta para a conquista da Copa de 2014, o Brasil. Para falar de Brasil, deixamos de lado a escalação, principalmente porque já existe post sobre o time que Scolari terá para a disputa do torneio.

terça-feira, 3 de junho de 2014

Tribuna de Copa – Episódio 8

Surpresas: Suíça
Equipe mais fria do Mundial, Suíça é candidata a dar trabalho. (Soccersouls)
Começo mais um post lançando a seguinte questão, qual o time mais frio, mais sólido dentre todos que disputarão a Copa do Mundo FIFA Brasil 2014? Eu não penso duas vezes, a Suíça não só neste Mundial, mas em toda sua história futebolística é famosa por ser fria a ponto de tornar a equipe bastante sem graça, porém, às vezes dá certo e a seleção apronta para gigantes, como foi o caso da Copa da África, quando os suíços foram os únicos a derrotar a campeã Espanha. Ottmar Hitzfeld tem em mãos talentos que fizeram com que o futebol da Suíça deixasse de ser monótono e se tornasse mais vistoso, a ponto de ser a única seleção a vencer o Brasil nos últimos tempos, o fato é que os suíços evoluíram, evoluíram até demais, conquistando uma classificação de forma invicta nas eliminatórias para a Copa, o time europeu é cabeça de chave do grupo E.

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Tribuna de Copa – Episódio 7

Surpresas: Colômbia
Sem Falcao, o caminho complica para a boa seleção colombiana. (SoccerSouls)
Tão forte quanto a Bélgica e com a rápida adaptação ao clima tropical brasileiro, a Colômbia entra muito forte e também é candidata a aprontar na Copa do Mundo FIFA Brasil 2014. O time é comandado pelo experiente José Pekerman, o argentino comandou seu país de origem no vice-campeonato da Copa das Confederações em 2005 e também na eliminação nas quartas de final contra a dona da casa Alemanha em 2006. A vantagem para Pekerman é que a atual geração colombiana é melhor que aquela seleção argentina, isso mesmo, os colombianos tem possivelmente a melhor geração de sua história, o grande problema será a ausência de Radamel Falcao Garcia.

domingo, 1 de junho de 2014

Tribuna de Copa – Episódio 6

Surpresas: Chile
Chile é forte, mas chave pode complicar. (Futbolpasion)
Tecnicamente atrás de Bélgica e Colômbia, o Chile é mais um time candidato a aprontar na Copa do Mundo FIFA Brasil 2014. O time é comandado por Jorge Sampaoli, o discípulo de Marcelo Bielsa manteve o estilo de “El Loco” e contou com o auxílio de uma geração muito forte, geração essa que tentará conquistar a Copa América 2015, onde o país será a sede. Para confirmar o meu palpite, os chilenos precisarão de um Arturo Vidal 100% fisicamente, o meia da Juventus sofreu grave lesão que o tirou do time italiano na reta final, ele teve que operar, mas disse voltar a tempo para a disputa do mundial.