domingo, 4 de maio de 2014

Roma ofusca, mas Vovó é tri na Itália

Após o título para lá de antecipado do Bayern de Munique na Bundesliga, os títulos de Benfica e Ajax, surge mais um campeão nacional, a Juventus conquistou o tri-campeonato consecutivo e manteve a hegemonia no Calcio. Pois bem, vamos um pouco adentro do que foi o Campeonato Italiano 2013/2014, como a Roma conseguiu ofuscar a Velha Senhora, como o Napoli provou que era um grande time, mesmo sem Cavani e como o Milan segue um projeto arriscado que lhe custou uma vaga nas competições internacionais.
Os pilares de Turim, a Juventus novamente dominou a Itália. (Tribuna do Cisco)
Foi impressionante a tentativa da Juve de melhorar seu rendimento na Liga dos Campeões da Europa, o time de Antonio Conte trouxe Carlos Tévez e Fernando Llorente, a mudança no ataque fez muito bem, mas o espanhol demorou muito para se adaptar ao estilo de jogo e ao futebol italiano. Tévez teve uma adaptação muito rápida e, junto a Vidal e Pirlo, se tornou um dos grandes nomes da equipe na campanha, a troca de Manchester City por Juventus foi excelente para ambos e Tévez agora cava uma vaguinha na Copa do Mundo.

O Calcio começou com uma Roma incessante, o time, agora comandado pelo francês Rudi García, enfim rendeu! Assim como a Juve rendeu com Tévez, a Roma rendeu com Gervinho, por isso, vimos o time da capital bater um recorde, 10 vitórias nos 10 primeiros jogos. A campanha romana foi excelente, o time sofreu uma queda que o tirou da briga pelo título, mas a melhor defesa do campeonato e um ataque também muito bom colocaram a Roma na segunda colocação, retornando a UEFA Champions League na próxima temporada. Com boas contratações, a Roma desponta como possível rival da Velha Senhora no Calcio da próxima temporada.

Assim que o PSG anunciou Cavani como seu novo reforço, os torcedores do Napoli sentiram que os próximos anos seriam de temporadas medianas, todavia, o presidente De Laurentiis realmente vive um bom momento e projetou uma equipe bem competitiva, o time contratou três jogadores do Real Madrid, Raúl Albiol, Callejón, e Higuaín, também trouxe o belga Mertens, os goleiros Reina e Rafael, tinha tudo para dar certo! O problema foi que o time não rendeu o esperado, conquistou a Copa Itália, mas a mescla de atuações boas e más rendeu apenas a terceira colocação do clube no Calcio, garantido na fase preliminar da UEFA Champions League.

A dupla Internazionale e Milan fizeram uma temporada para se esquecer, a Inter até que deu mostras de que pode voltar a brigar por algo, o clube trouxe Walter Mazzarri para a reconstrução, também contratou Hernanes como o grande pilar do meio-campo, o problema é que o time pouco fez, amargando um quinto lugar, irá disputar a UEFA Europa League. O Milan foi muito pior, o time não conseguiu render e viveu seus piores momentos no Calcio desta temporada, Allegri foi demitido e Seedorf teve sua primeira oportunidade como técnico. Nada deu muito certo, o time sofreu uma verdadeira sapatada para o Atlético de Madrid nas oitavas de Liga dos Campeões e foi completamente esquecido no Campeonato Italiano. As boas atuações de Kaká, Balotelli e Taarabt foram os únicos pontos positivos da equipe em uma temporada que deverá ser esquecida, o Rossonero não se classificou nem mesmo para a Liga Europa.

Voltando a falar dela, a Vovó Juventus provou, mais uma vez, que não tem rival no futebol italiano, dominou o Calcio, perdeu pouquíssimos jogos e esbanjou técnica. O problema para Conte e seus comandados foram as competições internacionais, eliminado de forma melancólica pelo limitado Galatasaray na UEFA Champions League, o time amargou a terceira colocação no grupo, tendo que disputar a Liga Europa. Na UEFA Europa League, a equipe viveu o sonho de disputar a final em casa, conseguiu fazer bons jogos, mas a semifinal contra o Benfica deixou claro que até mesmo o futebol de Portugal vive um melhor momento que o futebol da bota, preocupação que vale a reflexão.

Roma surpreendeu e ofuscou a Juve em alguns momentos, Napoli veio logo atrás e o fracasso da dupla de Milão marcaram o Calcio. (Tribuna do Cisco)
Com duas rodadas de antecedência, o Calcio já conhece o seu campeão, um velho conhecido, ou melhor, uma velha conhecida, a Juve conquista seu trigésimo Scudetto, abrindo a incrível vantagem de doze títulos a mais que os rivais de Milão. Méritos para Antonio Conte, méritos para Buffon, que apesar do rebaixamento em 2005/2006, seguiu no clube para ampliar sua longa e vitoriosa história, méritos para os craques Pirlo, Vidal e Tévez, os pilares da campeã, méritos também para Paul Pogba, a jovem revelação francesa que deve se tornar um dos maiores craques do futebol. Nós parabenizamos e homenageamos a Juventus Football Club, a grande senhora do futebol do Calcio.

Dia 24 de maio, os olhos do mundo se voltam para Lisboa, o Estádio da Luz será palco da grande decisão da UEFA Champions League. Real Madrid x Atlético de Madrid, respiramos a final da Liga dos Campeões, siga conosco, Esporte Entre Amigos!