quarta-feira, 9 de abril de 2014

UEFA Champions League – Quartas de Final – Destaques

Uma grande jornada tivemos na fase de quartas de final, jogos de ida e volta de tirar o fôlego, reviravoltas, quedas de gigantes e o espetáculo garantido de mais uma fase da UEFA Champions League. Digo e repito, é um grande erro ter jogos no mesmo horário em jogos de Liga dos Campeões da Europa, ter que escolher um para assistir é doloroso, frustrante e angustiante, enfim, vamos ao que teve de melhor no maior torneio de clubes de futebol do planeta.
Quatro gigantes em busca de duas vagas para a grande final em Lisboa. (Tribuna do Cisco)

Borussia Dortmund 2 x 0 Real Madrid (0 x 3)

Borussia tentou,
 mas foi o Real quem ficou com a vaga. (Reuters)
Como já havia previsto, o Real Madrid se classificou e se garantiu, mais uma vez, na fase semifinal, porém, a dificuldade ficou evidente, e por pouco, os alemães não mantiveram a supremacia. Ficou claro que os dois clubes tiveram as ausências sentidas, o Borussia na ida, o time não teve Lewandowski e, na volta, o Real não tinha Cristiano Ronaldo, o que prejudicou bastante o time da capital espanhola. No geral, o time de Carlo Ancelotti está mais forte e vive um melhor momento, isso em relação ao time de Klopp, é claro! Contudo, o clube madridista já viveu épocas melhores na temporada, parece que de repente, os jogadores se desuniram, o pode por em risco a chance do Real sair da fila e, enfim, conquistar “La Décima”. Apesar disso, o Real é favoritíssimo ao título.

Chelsea 2 x 0 PSG (1 x 3)

Demba Ba marca no fim e
 classifica os Blues de forma histórica. (AFP)
No confronto de ida, vimos um Paris Saint-Germain muito focado na classificação, mas a esperteza de Oscar, que cavou o pênalti que garantiu a pontinha de esperança para os Blues no jogo de volta. O 3 a 1 deixou o PSG mais tranquilo, mas a lesão de Ibrahimovic atrapalhou os planos de Laurent Blanc, que viu a confiança e a empolgação dos parisienses diminuir em quase 100%. Contudo, ficou claro mais um grande show de José Mourinho, o português tem suas crises, fala o que não deve, é uma verdade, mas ele chegou onde chegou graças a um grande conhecimento no esporte, ele é um vencedor e ainda é peça fundamental em cada clube que passa, exceto o Real Madrid. No duelo de milionários, a camisa pesou, isso porque o Chelsea vem mais experiente e muito mais bem montado, o time dos Blues é perfeito para se conquistar o torneio, está muito motivado, tem jogadores experientes que já venceram o torneio e tem jovens que estão sedentos de títulos, a verdade é que o Special One tem uma boa safra em mãos, pode surpreender.

Bayern de Munique 3 x 1 Manchester United (1 x 1)

Mandzukic marca e o Bayern não deu
chances para o United. (AFP)
No confronto menos equilibrado da fase, o Bayern de Munique ainda deu esperanças ao United na ida, mas a volta foi uma verdadeira surra do campeão de tudo na última temporada. A grande atuação de Robben encheu os torcedores de esperança, o holandês cresce na temporada na hora certa, na reta final, sendo que o clube já conquistou a Bundesliga por antecipação, ou seja, está inteiramente focado no título europeu, pode quebrar um tabu e conquistar o bi consecutivo, fato que não ocorre desde a década de 1980. Ao United, restou a calmaria e pensar na próxima temporada, o time de David Moyes terá de recomeçar todo o planejamento, os Diabos não devem jogar sequer uma competição internacional na próxima temporada, o time vai precisar de uma reformulação, que deve realmente acontecer.

Atlético de Madrid 1 x 0 Barcelona (1 x 1)

Sem dúvidas, o jogo mais equilibrado, empate nos outros 3 jogos entre esses clubes na temporada, o Barcelona de Tata Martino é mais frágil que o de Tito Vilanova e Jordi Roura, ficou claro nessas duas partidas frente aos Colchoneros. A torcida do Atlético começou amedrontando os catalães com um lindo mosaico no início do jogo, semelhante ao que a torcida do Dortmund fez na temporada passada, exatamente nas quartas de final contra o Málaga. Mesmo sem Diego Costa, Diego Simeone soube armar o time, colocou o sumido Adrián López ao lado de David Villa, o fato foi que deu muito certo, o time da capital marcou logo aos 5 minutos de jogo, com Koke e matou o time culé, que não esboçou poder de reação. 
Em boa trama, Koke mandou uma bomba para o gol e classificou o Atlético. (UEFA.com)
O resultado nas quartas de final foi merecido e realmente consagrou o Atlético de Simeone, provando estar em um patamar à frente do Barcelona, pelo menos na atual temporada. O grande problema para os Colchoneros é o desgaste físico e mental do elenco, o time briga ponto a ponto em La Liga e também está muito focado no título europeu, isso pode dá muito certo ou terminar em uma temporada sem títulos. Ao Barcelona, restou brigar pelo título espanhol, o clube é vice-líder e só se preocupa com a final da Copa do Rei, contra o Real Madrid em maio. Vale destacar que o clube foi punido pela FIFA e não pode contratar nas janelas da próxima temporada, a equipe deve penar nos próximos anos, um fato raro no século XXI.

O sorteio da fase semifinal acontece na próxima sexta-feira, Atlético de Madrid, Bayern de Munique, Chelsea e Real Madrid estão no aguardo para conhecerem seus rivais, enquanto nós espectadores esperamos ansiosos por mais uma fase sensacional de jogos da maior competição de clubes, a Tribuna segue ligada no torneio e prepara boas surpresas nas previas das semifinais, os jogos acontecerão na seguinte ordem, a ida, nos dias 22 e 23 e volta em 29 e 30 de abril, ou seja, conheceremos os dois finalistas ainda neste mês, os dois finalistas seguem para o Estádio da Luz em Lisboa, na grande final que ocorrerá no dia 24 de maio.

UEFA Champions League - Quartas de Final – Destaques:

Destaque da rodada: Chelsea.

Mico da rodada: PSG

Craque da rodada: Marco Reus.

Gol da rodada: Evra (Bayern 3 x 1 Manchester United)