segunda-feira, 28 de abril de 2014

Jonny “Bones” Jones, o homem pronto para bater GSP e Spider

Pois bem, muitos especularam que Glover Teixeira seria o homem capaz de destronar Jon Jones, a resposta do campeão foi espetacular, um domínio total que fez provar que difícil será encontrar alguém na categoria que consiga batê-lo. O fato é que já são 8 defesas, tendo um cartel com vitórias e uma derrota para lá de polêmica, um golpe ilegal fez com que os árbitros dessem a vitória para Matt Hamill, mas o próprio lutador já afirmou que não se considera vencedor daquela luta.
Quem vai parar o senhor dos meio-pesados? (MMA Sucka)
Polêmicas a parte, Jones é um lutador mais do que completo, além disso, o americano tem só 26 anos, o que lhe dá uma maior esperança que ele pode e deve bater os recordes de Georges Saint-Pierre e o nosso eterno campeão Anderson Silva. Após tomar o cinturão de Shogun de forma extraordinária, Jones já venceu praticamente todos que o ameaçavam, como foram os casos de Rampage Jackson, Lyoto Machida, Rashad Evans, Vitor Belfort, Chael Sonnen, Alexander Gustafsson e agora também bateu Glover.

Gustafsson aterroriza o campeão/ 
Com envergadura de pesado, 
Cormier deve dar trabalho. (Tribuna do Cisco)
Eu realmente pensei que o campeão estivesse sofrendo uma crise de meia idade, por exemplo, Jones penou frente à Belfort, por pouco não perdeu para Sonnen devido a uma lesão no dedo e passou verdadeiros apuros contra Gustafsson, talvez só o sueco tenha sido o cara que encarou Jones de igual para igual. Apesar disso, ficou clara a vitória de Bones em todas essas lutas, vitórias incontestáveis que e quase todas de formas diferentes, o americano é completo e, caso ele não mantenha a promessa de subir aos pesados, o reinado do campeão deverá durar muitos anos.

Diferente de Anderson e GSP, Jon Jones é um cara praticamente criado no UFC, os outros dois tiveram que percorrer um longo caminho, chegando no evento um pouco mais velho, juventude e talento torna Bones imbatível. Entre os meio-pesados, o americano deverá fazer a revanche contra o sueco Gustafsson, provavelmente técnica e envergadura fizeram com que Jones penasse frente à Alexander, todavia, em uma revanche, é muito provável que o campeão estude o sueco de forma mais eficiente, deixando claro que é muito melhor.

Depois de Gustafsson, Jones deve encarar Daniel Cormier (peso-pesado que desceu de categoria para não enfrentar o amigo Velásquez, o americano foi campeão do extinto Strikeforce por um bom tempo), Cormier é um dos únicos lutadores invictos do UFC, além do mais, a forma de peso-pesado deverá ser o último grande desafio para Jones, pode-se afirmar que uma provável luta contra Cormier deve carimbar o passaporte do campeão dos meio-pesados para os pesados. Aí viriam várias dúvidas, será que o dono dos meio-pesados conseguiria uma rápida adaptação na categoria de cima? Será que Cain Velásquez não tem uma técnica superior a Jones?

Eu, particularmente, acho Velásquez o lutador mais completo do UFC, pelo fato de ser mais pesado e ainda assim mostrar muita técnica, por não fazer o jogo do adversário, no caso, não entrando em provocação de adversários. Voltando para Jones, talvez ele encontre uma vida muito mais dura entre os pesados, a mudança seria até melhor para o próprio, mas pela forma como Dana White age, a subida de categoria deverá demorar muito mais do que o especulado. Jones é o homem mais do que pronto para bater os recordes de defesa de GSP e Spider, por isso, ele deverá se manter na categoria por mais uns 3 ou 4 anos, será que daqui para lá surgirá alguém capaz de encerrar essa invencibilidade? Por enquanto, não há ninguém.

Jon Jones e suas defesas, Glover não teve a menor chance. (Tribuna do Cisco)
Até a próxima!