segunda-feira, 7 de abril de 2014

Duelo Entre Equipes

Sem dúvidas, a melhor corrida do ano, não foi só isso, o Grande Prêmio do Bahrein foi a melhor prova dos últimos 3 ou 4 anos. A Mercedes, mais uma vez, provou sua supremacia e venceu com mais uma dobradinha, o mais experiente e sensacional Lewis Hamilton conseguiu segurar a ponta roubada logo no início do GP, enquanto Nico Rosberg, que perdeu a ponta na largada, tentar e tentar roubar a liderança, mas ficou contente com a segunda colocação.
Hamilton vence uma prova de tirar o fôlego. (AFP/Tribuna do Cisco)

A corrida foi eletrizante do começo ao fim, com muitos duelos entre equipes, começando, é claro, com Rosberg e Hamilton, seguindo com Felipe Massa e Volttari Bottas e Sebastian Vettel com o parceiro Daniel Ricciardo, os dois último ainda sofreram com interrupções da RBR, que pediram encarecidamente para que Vettel abrisse caminho para o jovem australiano. Vale destacar a grande prova de Felipe, que ultrapassou Bottas e soube administrar muito bem a vantagem, chegando a estar muitas vezes na terceira colocação.

Quem largou em boa posição e sofre uma queda livre na corrida foi a Button e sua McLaren, o britânico até que estava bem, mas o rendimento de seu carro caiu de maneira muito esquisita, sendo o último colocado entre os pilotos que terminaram a competição, lamentável! Além disso, a disputa entre Fernando Alonso e Kimi Raikkonen também foi atração do Bahrein, mesmo com o início fracassado da Ferrari, os dois protagonizaram boas cenas, com “vitória” do espanhol, que terminou na nona colocação.

A corrida ia emocionante e muito boa para Felipe Massa, que perdia e recuperava a terceira colocação, quando a posição já estava consolidada, Pastor Maldonado pegou a doença de Grosjean e encostou com muita agressividade em Esteban Gutierrez, resultando em uma cena preocupante, capotagem e fim de prova para o mexicano da Sauber. Contudo, passadas duas provas, as escuderias ainda não se entenderam com as mudanças para a nova temporada e, no Bahrein, 5 pilotos não completaram a prova.

A entrada do safety car mudou um pouco a corrida, isso porque os pilotos Mercedes travaram uma emocionante disputa, Rosberg era veloz, fazia, inclusive, a melhor volta da prova (1m37s020 na volta 49), ultrapassava Hamilton, mas o famoso X do inglês terminou com a segunda vitória do campeão mundial em 2008. Lewis já soma preciosos pontos que podem pesar a favor, muito graças a sua experiência. Rosberg desponta como líder da temporada, ele deve brigar com o seu parceiro de equipe pelo título de 2014. A Force India também foi muito bem, Sergio Pérez, que foi muito mal em 2013, chamou a responsabilidade, ganhou o duelo contra seu parceiro Hulkenberg e completou o pódio. Hulkenberg ainda foi castigado e perdeu a quarta posição para Ricciardo, uma das boas surpresas deste início de ano.
Rosberg e Hamilton, os donos da temporada 2014 até então, além disso, o acidente protagonizou o GP eletrizante. (Tribuna do Cisco)

Felipe Massa poderia ter terminado no pódio, mas várias circunstâncias atrapalharam o brasileiro, que teve que se contentar com o sétimo lugar, uma posição a frente de Bottas, mostrando quem é que manda. A Fórmula 1 segue na Ásia e, daqui a duas semanas, teremos o Grande Prêmio da China, prova que deve pesar a favor das equipes mais velozes, ou seja, dobradinha da Mercedes e possibilidade para a Williams, até lá!

Resultado final do GP do Bahrein:
1) Lewis Hamilton (ING/Mercedes) 1h38m42s743
2) Nico Rosberg (ALE/Mercedes) +1s085
3) Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes) +24s067
4) Daniel Ricciardo (AUS/RBR-Renault) +24s489
5) Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) +28s654
6) Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) +29s879
7) Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes) +31s200
8) Valtteri Bottas (FIN/Williams-Mercedes) +31s800
9) Fernando Alonso (ESP/Ferrari) +32s500
10) Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) +33s400
11) Daniil Kvyat (RUS/STR-Renault) +41s300
12) Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) +43s100
13) Max Chilton (ING/Marussia-Ferrari) +59s900
14) Pastor Maldonado (VEN/Lotus-Renault) +1m02s800
15) Kamui Kobayashi (JAP/Caterham-Renault) +1m27s900
16) Jules Bianchi (FRA/Marussia-Ferrari) +1 Volta
17) Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) +2 Voltas

Não completaram:
Kevin Magnussen (DIN/McLaren-Mercedes) 40 Voltas
Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber-Ferrari) 39 Voltas
Marcus Ericsson (SUE/Caterham-Renault) 33 Voltas
Jean-Eric Vergne (FRA/STR-Renault) 18 Voltas
Adrian Sutil (ALE/Sauber-Ferrari) 17 Voltas

Melhor volta: Nico Rosberg (ALE / Mercedes) - 1m37s020 na volta 49

Mundial de Pilotos:
1.  Nico Rosberg: 61 pontos
2.  Lewis Hamilton: 50
3. Nico Hulkenberg: 28 
4. Fernando Alonso: 26
5.  Jenson Button: 23
6. Sebastian Vettel: 23
7. Kevin Magnussen: 20
8. Valtteri Bottas: 18
9. Sergio Pérez: 16
10. Daniel Ricciardo: 12
11. Felipe Massa: 12
12. Kimi Raikkonen: 7
13. Jean-Eric Vergne: 4
14. Daniil Kyvat: 3

Mundial de Construtores:
1. Mercedes: 111 pontos
2. Force India/Mercedes: 44
3. McLaren/Mercedes: 43
4. RBR/Renault: 35
5. Ferrari: 33
6.  Williams/Mercedes: 30
7. STR-Renault: 7