domingo, 30 de março de 2014

100% Mercedes!

No segundo Grande Prêmio da temporada, não deu para ninguém, a Mercedes provou novamente que não tem adversários neste início de temporada, com isso, Lewis Hamilton e Nico Rosberg dominaram a Malásia. Na disputa da super pole, o britânico tomou a ponta, enquanto o tetracampeão Sebastian Vettel beliscou a segunda colocação, deixando para Rosberg completar o trio que largaria nas primeiras colocações.
Hamilton e Rosberg fazem dobradinha da Mercedes, absoluta no Mundial. (AFP/Tribuna do Cisco)

Na largada, a Mercedes não deu mínimas chances para os demais pilotos, Hamilton não soltou a ponta e de lá não saiu, Rosberg foi guerreiro e mostrou muita técnica para escapar da RBR de Vettel, que tentou encurralar o seu compatriota, o tetracampeão foi um pouco desrespeitoso. Enquanto isso, na parte mediana da classificação, Felipe Massa fazia uma corrida de recuperação, largou em décimo terceiro e foi ultrapassando os demais, sinceramente, é muito carro para pouco piloto, Massa não consegue ser o mesmo, aquele que brigou pelo título até a última curva em 2008.

Após fazer uma grande corrida em Melbourne, vimos uma McLaren bem mais discreta, Magnussen ganhou destaque na Malásia por tocar em Kimi Raikkonen no início, o toque prejudicou o finlandês, que segue sumido no retorno a mítica escuderia italiana. Jenson Button foi bem, mas nada que o colocasse no pódio. A Ferrari ainda se mostra atrás da Mercedes, McLaren e Williams, ela vai sendo carregada pelo talento extraordinário de Fernando Alonso, pouca gente falou, mas o espanhol conseguiu fazer até chover em Kuala Lumpur, largou em quarto e terminou em quarto, porém, suas ultrapassagens mexem com qualquer fã de Fórmula 1.

Contudo, um fato tem me chamado bastante atenção no início de Mundial, é que muitas equipes ainda não conseguiram encontrar o equilíbrio, se na Austrália só 14 conseguiram terminar o GP, na Malásia apenas 15 completaram a prova, está difícil conseguir chegar a perfeição em um Mundial para lá de maluco. Na Williams, Bottas vinha muito veloz, mais até que o seu companheiro Felipe Massa, com isso, a escuderia “avisou” ao brasileiro que o finlandês estava mais rápido e que era para o brasileiro abrir caminho. Todavia, diferente de Rubens Barrichello, Felipe segurou a posição e terminou a corrida na frente, deixando Bottas em oitavo e mostrando que quer brigar na parte de cima, mostrando que o primeiro piloto é ele.

No mais, um erro absurdo da RBR que custou a participação de Daniel Ricciardo, o australiano foi punido em Melbourne e perdeu os pontos. Na Malásia, Ricciardo foi aos boxes e viu a equipe o liberar com o pneu ainda solto, perdendo tempo e, mais tarde, abandonando a prova, um erro para lá de grotesco. Voando na pista, Hamilton e Rosberg completaram as 56 voltas, com Vettel fechando o pódio, o inglês, enfim pontuou no Mundial, ele é grande favorito por ser mais experiente que Rosberg, a briga promete ser muito boa, pois o campeonato de 2014 é maluco. A última vez que tivemos um campeonato maluco, a então Brawn GP (hoje Mercedes) foi campeã graças ao grande talento de Button.
Dobradinha da Mercedes e pequena divergência entre Massa e Bottas na Williams marcaram o GP. (Tribuna do Cisco)

A F1 já retorna na próxima semana, o Grande Prêmio do Bahrein vem com tudo para vermos a afirmação da Mercedes e para as outras escuderias encontrarem o equilíbrio que desejam para estrear na temporada 2014. Grande abraço!

Classificação final do GP da Malásia:
1) Lewis Hamilton  (ING/Mercedes)    1m40m25s974
2) Nico Rosberg    (ALE/Mercedes)    + 17s313
3) Sebastian Vettel   (ALE/RBR-Renault)    + 24s534
4) Fernando Alonso    (ESP/Ferrari)     + 35s992
5) Nico Hulkenberg    (ALE/Force India-Mercedes) + 47s199
6) Jenson Button   (McLaren-Mercedes)   + 1m23s691
7) Felipe Massa    (BRA/Williams-Mercedes)    + 1m25s076
8) Valtteri Bottas    (FIN/Williams-Mercedes)    + 1m25s537
9) Kevin Magnussen    (DIN/McLaren-Mercedes)  + 1 volta
10) Daniil Kvyat    (RUSSTR-Renault)     + 1 volta
11) Romain Grosjean    (FRA/Lotus-Renault)     + 1 volta
12) Kimi Raikkonen  (FIN/Ferrari)     + 1 volta
13) Kamui Kobayashi    (JAP/Caterham-Renault)  + 1 volta
14) Marcus Ericsson    (SUE/Caterham-Renault)  + 2 voltas
15) Max Chilton     (ING/Marussia-Ferrari)  + 2 voltas

Abandonaram:
Daniel Ricciardo   (AUS/RBR-Renault)    49 voltas
Esteban Gutiérrez  (MEX/Sauber-Ferrari)    35 voltas
Adrian Sutil    (ALE/Sauber-Ferrari)    32 voltas
Jean-Eric Vergne   (FRA/STR-Renault)    18 voltas
Jules Bianchi   (FRA/Marussia-Ferrari)  8 voltas
Pastor Maldonado   (VEN/Lotus-Renault)     7 voltas
Sergio Pérez    (MEX/Force India-Mercedes) 0 voltas

Mundial de Pilotos:
1.  Nico Rosberg: 43 pontos
2.  Lewis Hamilton: 25
3.  Fernando Alonso: 24
4.  Jenson Button: 23
5.  Kevin Magnussen: 20
6.  Nico Hulkenberg: 18
7.  Sebastian Vettel: 15
8.  Valtteri Bottas: 14
9.  Kimi Raikkonen: 6
10. Felipe Massa: 6
11. Jean-Eric Vergne: 4
12. Daniil Kyvat: 3
13. Sergio Pérez: 1

Mundial de Construtores:
1.  Mercedes: 68 pontos
2.  McLaren/Mercedes: 43
3.  Ferrari: 30
4.  Williams/Mercedes: 20
5.  Force India/Mercedes: 19
6. RBR/Renault: 15
7.  STR/Renault: 7