sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

UFC 170: Invictas em busca de invencibilidade

Quando um lutador mantém ou conquista o cinturão, normalmente ganha um tempo maior de folga, não foi o caso de Ronda Rousey, que defendeu em 28 de dezembro de 2013 contra Miesha Tate e amanhã encara Sara McMann, um desafio muito melhor para a campeã dos galos no UFC. O evento também vai contar com o único peso-pesado invicto... Quer dizer, ex-peso-pesado, Daniel Cormier, ex-campeão do Strikeforce, teve que descer de categoria para não encarar seu amigo Cain Velásquez, por isso, ele agora mira Jon Jones. Amanhã, Cormier teria um desafio grandioso contra “Sugar” Rashad Evans, mas o ex-campeão meio-pesado se machucou e deu adeus ao card, o novato Patrick Cummins aceitou o combate e estreia no UFC contra Cormier. Segue as lutas:
Rousey ou McMann, uma sai da luta invicta. (Pôster Oficial)

UFC 170 – Card Principal:

Robert Whittaker vs. Stephen Thompson - Até 77.1kg (170lbs)

Grande luta abrindo o card principal (Tribuna do Cisco)
Abrindo o card principal, um duelo meio-médio, o australiano Robert Whittaker vai encarar o americano Stephen Thompson. Whittaker vem de uma derrota apertada para Court McGee, por isso, ele vem muito mordido para o confronto, o desafio não será fácil, Thompson vem de duas vitórias consecutivas, sendo um nocaute para cima de Chris Clements. Na teoria, Whittaker é melhor lutador, e por ainda ter 23 anos, tem muito a aprender, Thompson já tem 31 e pode usar de sua experiência para vencer a luta, luta essa, digna de card principal.




Palpite: Whittaker por decisão dividida.

Mike Pyle vs. TJ Waldburger - Até 77.1kg (170lbs)

Pyle e TJ fazem duelo meio-médio (Tribuna do Cisco)
Mais uma luta peso meio-médio, Mike Pyle de 38 anos enfrenta o jovem TJ Waldburger, uma luta divertida para se assistir. Pyle emplacou 4 vitórias seguidas, mas perdeu o último confronto para Matt Brown, com 38 anos de idade, o americano não deve ter mais vida longa no UFC, por isso, a luta deve ser muito boa para se assistir, pode não durar os 3 rounds. TJ é um lutador bastante irregular, vence uma, perde outra, como ele perdeu a última, ele deve vencer a luta de amanhã, é brincadeira, é claro! Mas ele vive seu auge na forma, por isso, o coloco como favorito para a luta de amanhã.


Palpite: TJ por finalização no terceiro round.

Rory MacDonald vs. Demian Maia - Até 77.1kg (170lbs)

Demian Maia tem prova de fogo na categoria. (UFC)
Um dos grandes confrontos da noite, o duelo do excelente lutador Rory MacDonald e um dos brasileiros mais completos do UFC, Demian Maia. O cartel de MacDonald é sensacional! Com apenas 24 anos de idade, o canadense soma 15 vitórias e apenas duas derrotas, a última para o candidato ao título meio-médio Robbie Lawler, contudo, MacDonald já venceu BJ Benn, Nate Diaz e Jake Ellenberger, ele é, sem dúvida, o grande favorito na noite de amanhã.

Apesar disso, MacDonald enfrentará um adversário que tem um estilo que ele detesta, Demian Maia fará sua luta de chão, no jiu jitsu que ele tanto se consagrou e que vinha fazendo grandes lutas pela categoria. Demian fez lutas excelentes, dominando Jon Fitch, Rick Story e Dong Hyun Kim, mas sua última exibição, logo no Brasil contra Jake Shields foi decepcionante, uma luta chata e um revés por decisão dividida que lhe tirou da rota do cinturão, amanhã, Maia, que já tem 36 anos, precisará vencer para voltar a sonhar com o título, é prova de fogo para o brasileiro!

Palpite: MacDonald por decisão unânime.

Daniel Cormier vs. Patrick Cummings - Até 92.9kg (205lbs)

Um coevento digno de evento principal, porém, poderia ser melhor se Rashad Evans não tivesse se contundido, a lesão o tira novamente da rota do cinturão, diferentemente de Daniel Cormier, que se vencer de forma espetacular, pode ficar muito próximo de enfrentar o vencedor de Jon Jones vs Glover Teixeira. Cormier ainda está invicto no MMA, são 13 vitórias em 13 lutas, já venceu nomes como Antônio Pezão, Roy Nelson, Frank Mir e Josh Barnett, ele é um dos lutadores a serem batidos, ele é um dos gigantes do MMA na atualidade, ainda assim, não tem todo o reconhecimento merecido.
Cummings provoca e Cormier perde a compostura. (Divulgação)


Cormier tem tido dificuldades para finalizar a luta e vencer sem ser por decisão dos jurados, amanhã, com um peso menos, ele tem a chance de ter o gás suficiente para encerrar a luta. Por sua grande amizade com Cain Velásquez, Cormier optou por descer para os meio-pesados para disputar o cinturão, sua jornada começa amanhã, ele é favoritíssimo. O adversário é o estreante Patrick Cummings, que apesar da cara de jovem, já tem 33 anos e veio do finado Strikeforce, é um bom lutador, mas não deve ter muitas chances contra Cormier. Os dois até trocaram farpas, mas todos nós sabemos que é para promover o evento, que ganhou o desfalque de última hora de Evans.

Palpite: Cormier por nocaute no segundo round.

Ronda Rousey (c) vs. Sara McMann - Disputa do titulo dos Pesos Galo Feminino - Até 61.2kg (135lbs)

A luta da noite, a disputa dos cinturão feminino, a oportunidade para assistir a grande campeã invicta Ronda “Rowdy” Rousey defendendo seu título no peso-galo do UFC. Ronda vem de 8 vitórias em 8 lutas, um cartel excepecional, o inusitado é que todas as vitórias foram por finalização, sua chave de braço é fatal, porém, a americana demonstrou uma queda de rendimento ou talvez Tate tenha elevado o seu, Rowdy só conseguiu finalizar no terceiro round, quando Miesha já estava muito desgastada, diferente da primeira luta das duas. Agora, a adversária é outra, por sinal, muito melhor, Sara McMann também tem um cartel invejável, 7  lutas e 7 vitórias, caso vença, se igualará a rival de amanhã.
O grande desafio para Ronda Rousey. (Divulgação)

Dentre todas as lutadoras do UFC no momento, acho Cat Zingano o desafio mais complicado para Ronda, mas a americana continua machucada e segue fora dos eventos, em sua última exibição, Cat só faltou estuprar Miesha Tate, um nocaute sensacional! Fora do UFC, Cris Cyborg é a maior ameaça para as todas as lutadoras do evento, mas Dana White segue fazendo jogo duro para não contratar Cyborg, óbvio que ele não quer ver sua mina de ouro Ronda Rousey ser derrotada de maneira brutal para a brasileira. No luta principal da noite, vejo favoritismo muito para o lado de Ronda Rousey, a campeã deve utilizar sua chave de braço para vencer McMann, mas não será fácil, sem dúvida, a luta mais difícil para Ronda desde que ela chegou no UFC.

Palpite: Rowdy por finalização no quinto round.

Card Preliminar:
Até 61.2kg (135lbs) – Alexis Davis vs. Jessica Eye
Até 61.2kg (135lbs) – Raphael Assunção vs. Pedro Munhoz
Até 61.2kg (135lbs) – Cody Gibson vs. Aljamain Sterling
Até 56.6kg (125lbs) – Zach Makovsky vs. Josh Sampo
Até 65.7kg (145lbs) – Rafaello Oliveira vs. Erik Koch
Até 65.7kg (145lbs) – Ernest Chavez vs. Yosdenis Cedeno