segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

O homem que destronou Federer

Ele já tem 28 anos, ele sofreu grandes baques, perdendo para Djokovic e sempre ofuscado por Roger Federer, o melhor tenista da história. Contudo, ele, enfim, deu a volta por cima e se estabiliza entre os melhores tenistas da atualidade, Stanislas Wawrinka conquistou neste domingo o seu primeiro Grand Slam, vencendo com autoridade o número 1 Rafael Nadal. É óbvio que Nadal não estava com 100% de suas condições físicas, com bolhas nas mãos e dores nas costas, mas isso não é desculpa, muito porque esses problemas não atrapalharam Rafa a arrasar Federer na semifinal do torneio.
Wawrinka conquista seu primeiro Grand Slam e ultrapassa Federer. (Divulgação)

Wawrinka entrou no campeonato como oitavo do ranking da ATP, ele não era grande favorito, mas muitos já conheciam seu estilo agressivo que o colocaram no top 10. Me recordo de duas grandes batalhas em especial, no ano passado, o suíço enfrentou Novak Djokovic em dois Grand Slams, o Australian Open e o US Open. As duas partidas foram acirradíssimas, brigadas e verdadeiros espetáculos, com vitória para o melhor tenista, o sérvio. Mas os 5 sets nos dois jogos também coroaram Wawrinka, que se firmou e prometeu vencer a revanche.

A rivalidade contra Djokovic teve início em 2006, quando Wawrinka derrotou Novak em jogo duro na Croácia, conquistando o título, em Roma, em 2008, Djok se vingou. De fato, tênis é fase, mas talento e técnica são o diferencial, além do mais, o ano começou mais que perfeito para Stanislas, ele conseguiu vencer seu primeiro Gram Slam, se tornando terceiro melhor jogador do planeta, pelo ranking da ATP, e com isso, ultrapassou Roger Federer, agora, ele é o número da Suiça.

Federer e Wawrinka consquitaram o ouro
 em Pequim nas duplas. (Divulgação)
Federer perde o topo após 12 anos de hegemonia, pelo que assisti nas partidas de Melbourne, Roger ainda é um craque, não perdeu o brilho e segue firme como tenista, porém, é visível que o tempo passou, ele não tem mais aquela pegada, suas devolvidas sempre ficam na rede, ele não aguenta mais um longo rally, é uma pena, mas a idade, infelizmente, chega para todos. O lado bom é que Federer tem um grande substituto, Wawrinka provou na Austrália que consegue bater qualquer um.

Durante a campanha, coloco o jogo mais difícil o clássico contra Novak Djokovic, parece que os dois tem sincronia perfeita para fazer um belíssimo espetáculo, o 3 a 2 foi muito duro, a melhor partida de todo o torneio. Após esse, a final, sem dúvidas, foi uma partida inesquecível, Wawrinka se impôs, fechou com muita tranquilidade o 6-3, 6-2, 3-6 e 6-3, o 3 a 1 e o primeiro título de Grand Slam, inesquecível. Confira a campanha espetacular do suíço, o novo queridinho do tênis.

Campanha sensacional coroa Stanislas Wawrinka e a lesão que acabou com Nadal. (Tribuna do Cisco)

Australian Open 2014:

Campanha do campeão – Stanislas Wawrinka

1° Fase

Wawrinka S. (8) - 1

Golubev A. (ret.) – 0

2° Fase

Wawrinka S. (8) - 3

Falla A. - 1

3° Fase – Jogo encerrado por lesão

Wawrinka S. (wo.) (8)

Pospisil V. (28)

Oitavas de Final

Wawrinka S. (8) - 3

Robredo T. (17) – 0

Quartas de Final

Wawrinka S. (8) - 3

Djokovic N. (2) – 2

Semifinal

Berdych T. (7) – 1

Wawrinka S. (8) – 3

Final

Nadal R. (1) - 1

Wawrinka S. (8) - 3