terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Um Pep Guardiola e mais uma final

E realmente não deu para os asiáticos, na primeira partida semifinal do Mundial de Clubes 2014 deu Bayern de Munique. Pep poupou alguns titulares, como Müller e Dante, ainda tinha Schweinsteiger e Robben lesionados, mas isso não foi problema para os frios e fortes alemães. O Bayern, mesmo cansado de viagem, foi logo para cima de um medíocre Ghangzhou, que provou ser um time que só tem dinheiro, fazendo com que o talento de Conca e Elkesson fossem camuflados.
Mandzukic já deixou sua marca no Mundial de Clubes. (AFP)

O Bayern foi só pressão, enquanto os chineses esperavam algum contra-ataque. Quero destacar a boa partida de Thiago Alcântara, hispano-brasileiro que tem se firmado como titular na formação de Pep, ele deu passes, colocou bola na trave e foi um dos melhores em campo. Todavia, o primeiro gol saiu dos pés de Franck Ribéry, o cara dos Bávaros, ele contou com um bate-rebate e viu a bola sobrando, chutou bonito e contou com uma “ajudinha” do limitado goleiro chinês, 1 a 0.

O jogo seguiu com os alemães na pressão, era impressionante como o time de Lippi não conseguia dominar a bola, errando feio e vendo Manuel Neuer ganhar todas na defesa. O segundo gol não demorou a sair, a defesa do Ghangzhou saiu errada e Thiago roubou a bola, cruzando na medida para o sempre artilheiro Mário Mandzukic, 2 a 0. O primeiro tempo se encerrou e os chineses celebraram isso, muito porque o Bayern só faria mais gols, eles estavam para lá de perdidos em Marrakech.

Quem fazia uma excelente partida era Mário Götze, a joia alemã também se firma cada vez mais entre os titulares de Pep, foi o melhor em campo. O terceiro gol veio dos pés dele, chutando na entrada da área, contando com um desvio amigo, 3 a 0 no início da segunda etapa. Pep aproveitou o baile e sacou titulares, tirando Mandzukic, Ribéry e Kroos, entrando Pizarro, Shaqiri e Javi Martínez respectivamente.
O cara da partida, Götze comemora junto à Alaba. (AFP)

Pressão, bolas na trave e mais pressão, o Ghagzhou foi engolido dentro de campo, não tinha mais o que fazer, só esperar o apito final e foi o que aconteceu. O árbitro Gassam apitou o fim de jogo e o Bayern confirmou o favoritismo, mais uma vez, um time europeu conseguiu a classificação e está a espera de Atlético Mineiro (favoritíssimo) ou Raja Casablanca. É visível que o Bayern não é o Chelsea da temporada passada, diminuindo as chances do Atlético, porém, tudo pode acontecer na final de um torneio que não é valorizado pelos europeus.

FICHA TÉCNICA:

GUANGZHOU EVERGRANDE 0 X 3 BAYERN DE MUNIQUE

Local: Estádio Agadir, em Agadir (MAR)

Data: 17 de dezembro de 2013, terça-feira

Horário: 17h30 (de Brasília)

Árbitro: Bakary Gassama (GAM)

Assistentes: Angenssom Ogbamariam (ERI) e Evarist Menkouande

Cartão amarelo: Zhao (Guangzhou)

Gols:

BAYERN DE MUNIQUE: Ribéry, aos 39, e Mandzukic, aos 43 minutos do primeiro tempo; Gotze, a um minuto do segundo tempo

GUANGZHOU EVERGRANDE: Zeng; Kim, Huang (Rong), Feng, Zhang e Sun; Zheng, Conca, Zhao (Feng), Muriqui (Gao) e Elkeson
Técnico: Marcello Lippi

BAYERN DE MUNIQUE: Neuer; Rafinha, Van Buyten, Boateng e Alaba; Lahm, Thiago Alcântara, Kroos (Javi Martínez), Gotze e Ribéry (Shaqiri); Mandzukic (Pizarro)

Técnico: Pep Guardiola