sábado, 15 de junho de 2013

UFC 161: Um grande evento acabado pelas lesões.

Evento principal do UFC, voltando para o Canadá e, por incrível que pareça, sem GSP (para a alegria dos fãs do MMA). O evento será organizado no MTS Center, casa dos Winnipeg Jets, que voltou para a NHL (O campeonato de Hóquei no gelo dos EUA e Canadá) há duas temporadas. A cidade canadense foi sede dos jogos Pan-americanos de 1999. Essa é a única data no Canadá reservada para Winning. Montreal e Toronto ainda receberão mais eventos este ano.
Poster Oficial de hoje (gazetaesportiva.net)
E por ser a única data, o UFC tinha preparado um evento ótimo, para conquistar todos os fãs da região. Mas como falei, o UFC tinha. As lesões entraram em cena e não deixaram com que a organização conseguisse trabalhar de forma em que equivalece as lutas que foram retiradas do card. Para resumir melhor a situação, tinhamos disputa de cinturão, uma das revanches mais pedidas de todas e um combate de veteranos em busca do reencontro com às vitórias. Bem, apenas a terceira será realizada e o card que tinha para ser um dos melhores do ano, virou um remendo gigante e mal feito. De uma coisa estamos certos, não fomos apenas nós que perdemos com essas lutas de pouco apelo, o UFC também sairá muito lesado por não ter trabalhado de uma forma em que conseguisse manter, pelo menos, a atratividade do evento. Isso é um risco muito alto para uma cidade que está recebendo o evento pela primeira vez, que, ao mesmo tempo, é amparado por ser num dos países que mais abrem as portas para o MMA. Todavia, a verdade é que o evento está tão sem graça que eu mesmo estou com dificuldade em conseguir inspiração para poder escrever um texto legal.
Poster Oficial de como deveria ter sido (mmabay.uk)
Sobre as lutas, aquelas que não vão acontecer continuam sendo mais faladas do que as que ocorrerão amanhã a noite. Então realmente a culpa é toda do UFC? Eles que não se importaram em trazer a grandeza ao evento de volta? Sinceramente, não temos como saber quando os lutadores vão se machucar, mas sempre temos que trabalhar com esta hipótese pois os lutadores são atletas, ou seja, podem sofrer lesões a qualquer momento. E não é fácil, nem justo com um lutador bem colocado no raking das artes marciais ser usado como tapa buraco, até porque em alguns casos isto não é possível. Qual o lutador dos pesos galo vai conseguir substituir Renan Barão a altura? Nenhum! Não porque o potiguar é o campeão interino, mas porque ninguém na categoria tem a qualidade dele agora. E como é que eu vou fazer uma disputa de título sem o campeão? Não faz. Então não dava pra substituir o campeão, mas a revanche sim, certo? Certo! E o UFC trabalhou para trazer uma luta interessante no mesmo nível, e conseguiu. Colocar Sonnen contra qualquer brasileiro é muito cômico, primeiro porque o americano só fala merda e muita gente cai na pilha do gringo, segundo porque todos nós torcemos para que ele apanhe até nao aguentar mais. Não obstante, problemas com o visto de trabalho resultaram no adiamento da luta.
Ele foi chamado para salvar o desenho (terra.com.br)
Sobre as lutas que ainda vão acontecer, temos um destaque maior para as duas últimas e um roteiro semelhante em eventos realizados fora dos EUA. Por ser no Canadá, teremos muitos nascidos no país dos Maples preenchendo espaço nos cards, tanto preliminar quanto no principal. Um dos escolhidos de última hora para ocupar uma das muitas vagas surgentes é o gordinho Roy Nelson, lutador que têm uma publicidade muito alta e vem de resultados muito expressivos em suas últimas lutas. Essa jogada do UFC foi muito boa. E teremos o duelo entre a lenda vida e nunca nocauteado Dan "Hendo" Henderson, enfrentando o ex-campeão do UFC e membro do quadro de lutadores há mais de dez anos, Rashad "Sugar" Evans. Já no card preliminar, não temos muito a dizer, o holofotes focam na última luta de Jake Shields e  Tyron Woodley.
Vamos para os palpites. No evento passado, mais uma vez, acertei 4 em 5 palpites.
Pat Barry VS Shawn Jordan.
Essa luta é de dois caras muito engraçados. Barry e Jordan proporcionaram uma das encaradas mais cômicas do UFC, não porque eles combinaram ou levaram alguma fantasia, mas porque não conseguiam segurar o riso durante a pose para as fotos. Na luta, por mais que Barry já tenha feito boas apresentações, sua absorção de golpes é um problema que sempre trará desconfiança ao seu torcedor. E este motivo assusta ainda mais quando do outro lado da grade está alguém com 10 nocautes nas costas. Imagino que a luta não vai passar do primeiro round, até porque os lutadores não são exemplos de condicionamento físico. 
PALPITE: JORDAN POR NOCAUTE NO PRIMEIRO ROUND
Alexis Davis VS Rose Sexton
Se existe uma aposta que deu muito certo no UFC este ano foi o da categoria feminina. As lutas são muito movimentadas e os resultados os mais surpreedentes possíveis. E para esta peleja, não acredito que o roteiro seja diferente. A luta deve se desenrolar no chão, ambas as lutadoras são especialistas em grappling e não tem como apostar quem terá vantagem. Porém, Davis leva vantagem em dois aspectos. Está nesta categoria há mais tempo que Sexton e luta em casa, o que pode fazer alguma diferença para ela.
PALPITE: DAVIS POR FINALIZAÇÃO NO SEGUNDO ROUND
Ryan Jimmo VS Igor Pokrajac
Mais um lutador que terá o apoio da torcida local. Jimmo é conhecido por um nocaute relâmpago contra Antony Perosh. Ele é um atleta muito forte, equilibrado na luta em pé e por cima no chão. Com um problema de condicionamento físico, tendo ficado exausto na última luta, que acabou em derrota. Já o adversário, o seguidor de Cro Cop (Não sei porque repito isso, Pokrajic está longe de ser algo próximo a lenda croata) é mais nocauteador e se movimenta menos que o canadense. Não consigo ver muita emoção também, pensando em que ambos vão se resguardar bastante para que não cansem muito cedo. Por isso, acredito que a luta vai para a decisão.
PALPITE: JIMMO POR DECISÃO DIVIDIDA.
Roy Nelson VS Stipe Miocic.
Tudo indica que esta luta deve ficar em pé, mas se o gordinho mais querido do UFC resolver levar para o chão, imagina-se que terá uma grande vantagem em cima do bombeiro descendente de croata. Na teoria, talvez, Miocic teria uma melhor atuação. Na prática, Nelson vem de três nocautes seguidos com o mesmo golpe, um overhand de direita poderosíssimo. Para deixar esta lógica ainda mais duvidosa, Big Country tem uma capacidade de absorção de golpes incrível. Definitivamente, caso Nelson vença, ele deverá ter mais uma luta para conseguir o direito ao tittle shot.
PALPITE: NELSON POR NOCAUTE NO PRIMEIRO ROUND
Dan Henderson VS Rashad Evans
Dan Henderson é motivo suficiente para fazer qualquer fã do MMA parar para assitir um evento. O Banguela é amado por tudo que proporcionou e por ser uma lenda viva em atividade. Mas, parece que finalmente a idade está começando a pesar no rendimento de Hendo. Mesmo assim, sua patada de direita não perdeu nem um newton de força, derrubando muita gente. Rashad também é um bom boxeador, mas tem um wrestler mais eficaz, melhor que o de Hendo, inclusive. Eu acredito que Sugar vai tentar levar a luta pro chão e tentar vencer por ali mesmo, amarrando a luta. É difícil tentar achar um vencedor para este duelo, até porque eu sou um grande fã de Dan Henderson. Por isso mesmo, meu palpite vai ser através da lógica, pois a defesa de queda de Hendo contra um wrestler de primeira linha é muito questionável. 
PALPITE: EVANS POR DECISÃO UNÂNIME



Definitivamente, este evento foi um presente de grego para Winnipeg. (espiraistempo.com.br)